Lapa (Paraná)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Lapa
"Cidade Legendária [1] "
Bandeira de Lapa
Brasão de Lapa
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 13 de junho
Fundação 13 de junho de 1769 (245 anos)[2] [3]
Gentílico lapeano
Prefeito(a) Leila Klenk (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Lapa
Localização de Lapa no Paraná
Lapa está localizado em: Brasil
Lapa
Localização de Lapa no Brasil
25° 46' 12" S 49° 42' 57" O25° 46' 12" S 49° 42' 57" O
Unidade federativa  Paraná
Mesorregião Metropolitana de Curitiba IBGE/2008 [4]
Microrregião Lapa IBGE/2008 [4]
Região metropolitana Curitiba
Municípios limítrofes Palmeira, Porto Amazonas, Balsa Nova, Contenda, Quitandinha, Campo do Tenente, Rio Negro, Mafra (SC), Antônio Olinto e São João do Triunfo
Distância até a capital 62 km
Características geográficas
Área 2 045,893 km² [5]
População 44 936 hab. Censo IBGE/2010[6]
Densidade 21,96 hab./km²
Altitude 908 m
Clima subtropical Cfb
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,754 alto PNUD/2000 [7]
PIB R$ 651 316,550 mil IBGE/2008[8]
PIB per capita R$ 15 180,08 IBGE/2008[8]
Página oficial

Lapa é um município brasileiro do estado do Paraná. Localiza-se a 25º46'11" de latitude sul e 49º42'57" de longitude oeste, a uma altitude de 908 metros. Sua população em 2010 é de 44.936 habitantes.

A exploração da erva-mate e a atividade tropeira fizeram parte das atividades econômicas de sua história. Atualmente, apesar de ser um município mais diversificado em sua base econômica, traz consigo, devido ao seu passado histórico, o turismo, que mostra a beleza existente em seu Patrimônio Histórico e Cultural. Sua primeira denominação foi de freguesia de Santo Antônio da Lapa, sob a jurisdição da vila de Curitiba em 1797. Em 1806 devido ao rápido crescimento do povoado tornou-se a Vila Nova do Príncipe. Após algumas mudanças de jurisdição, finalmente, em 7 de março de 1872 a Vila Nova do Príncipe, desmembrada da Vila Rio Negro, foi elevado a categoria de cidade com a denominação de Lapa.

Os habitantes naturais do município da Lapa são denominados lapianos. Está localizada na Mesorregião Metropolitana de Curitiba, mais precisamente na microrregião do mesmo nome, estando a uma distância de 62 km da capital do estado, Curitiba. Possui uma área de 2097,7 km².

É rica em turismo histórico, cultural e religioso, como a famosa Gruta do Monge. O município possui a quarta maior área territorial do Paraná o que lhe confere grande potencial agropastoril, é o maior produtor de fruta de caroço do estado.

Seu comércio subsiste com dificuldade devido à sua indústria incipiente, carentes de novos investimentos para geração de emprego e renda. A Lapa é uma cidade tranquila. Possui boa infraestrutura de saneamento básico, escolas (inclusive de nível superior), transporte, saúde e lazer.

O município é conhecido historicamente por ter ocorrido nos arredores da cidade o famoso Cerco da Lapa. Em 1894, houve um sangrento confronto que envolveu pica-paus e maragatos, contrários à dependência do Rio Grande do Sul como uma unidade federativa dentro do Brasil. Nesse fato histórico tombou em combate o General Gomes Carneiro.

História[editar | editar código-fonte]

Lapa, antigo distrito e vila com a denominação de Vila Nova do Príncipe, foi elevado à condição de cidade com a denominação de Lapa pela lei estadual nº 293 de 7 de março de 1872.[9] [10]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Lapa: Substantivo feminino, origina-se do vocábulo pré-céltico lappa em referência a uma grande pedra ou laje que forma um abrigo. A partir de 1731 se estabeleceu o pouso de Capão Alto, primeira denominação do que é hoje a cidade da Lapa. A primeira família que se fixou em Capão Alto foi a de João Pereira Braga e sua mulher Josefa Gonçalves da Silva. Em 13 de julho de 1797, Capão Alto é elevado à categoria de Freguesia. Em 6 de junho de 1806, Capão Alto passou a denominar-se Vila Nova do Príncipe. Em 7 de março de 1872, Vila Nova do Príncipe é elevada à categoria de município desmembrando-se de Curitiba e recebe, finalmente, a denominação de Lapa.

Economia[editar | editar código-fonte]

A Lapa tem um clima e solo para o cultivo de vários produtos agrícolas, a saber, da economia do município. Soja, milho, feijão, batata, fruticultura, são algumas das culturas desenvolvidas. Existe ainda a agricultura orgânica que vem desenvolvendo a cada dia e ampliando mercado.

Detém hoje uma das maiores áreas plantadas de frutas de caroço do Paraná. Pêssego, ameixa e nectarina próprias para o abastecimento de empresas que fabricam doces, sucos, geleias e produtos afins.

A pecuária também possui papel preponderante na economia da Lapa. O Núcleo Leiteiro conhecido como Projeto de Assentamento, que desde 1991 é denominado "a Reforma Agrária que deu certo" é um polo na produção de leite. Toda produção lapiana além de ajudar no abastecimento de Curitiba e região metropolitana, serve às cooperativas de laticínios para produção de queijos, iogurtes e bebidas lácteas.

A avicultura em expansão abastece uma indústria alimentícia de grande porte e seus produtos são distribuídos no Brasil e exportados para vários países.

Vários empreendimentos já foram instalados, entre outros: a Naturalat, Café da Lapa e Mega Placas.

Lapa está localizada a 64 quilômetros de Curitiba, 160 km do Porto de Paranaguá. A BR-476 que passa em meio a cidade (recentemente assumida por uma concessionária) é a principal Rota do Mercosul, ligando as regiões Sudoeste do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e países da América do Sul.

A Gruta do Monge[editar | editar código-fonte]

A Gruta Do Monge fica localizada no Parque Estadual do Monge. Trata-se de uma reentrância em meio a uma encosta à qual se tem acesso por escadaria composta de 224 degraus. A gruta, em meados de 1847, serviu de abrigo ao lendário Monge João Maria D’Agostini. A lenda do Monge João Maria e sua fama de feitos, milagres e profecias tornaram o local um ponto de romaria. Lá podem ser vistos todos os tipos de relíquias e o objetos trazidos em paga de promessas como fotos, muletas, partes de carros e pequenos bonecos, formando um cenário bastante bizarro e ao mesmo tempo interessante. Ainda é possível encontrar lá uma fonte de água que, segundo a lenda, é milagrosa pois brotou onde o monge fincou sua cruz.

O cerco da Lapa[editar | editar código-fonte]

Panteão dos Heróis, onde jazem os corpos dos legalistas que combateram no Cerco da Lapa.

Durante a Revolução Federalista em 1894, a Lapa tornou-se arena de um sangrento confronto entre as tropas republicanas, os chamados Pica-paus e os Maragatos contrários a república. A Lapa resistiu bravamente até que os Lapeanos comandados pelo General Ernesto Gomes Carneiro, caíram exangues em combate. Resistiram ao cerco por 26 dias, mas sucumbiram ante ao maior número do exército republicano. O episódio ficou conhecido como o "Cerco da Lapa", a batalha deu ao Marechal Floriano Peixoto, chefe da república, tempo suficiente para reunir forças e deter as tropas federalistas. Ao todo foram 639 homens entre forças regulares e civis voluntários, lutando contra as forças revolucionárias formadas por três mil combatentes. Os restos mortais do General Carneiro, assim como de muitos outros que tombaram durante a resistência, estão sepultados no Panteon dos Heróis, vigiados permanentemente por uma guarda de honra do exército brasileiro.

Esporte[editar | editar código-fonte]

No passado a cidade de Lapa possuiu um clube no Campeonato Paranaense de Futebol, o Bosch Esporte Clube.[11]

Filhos ilustres[editar | editar código-fonte]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Lapa - Nossa Cidade Site do município da Lapa - acessado em 6 de outubro de 2011
  2. Lapa - Dados Gerais Site do município da Lapa - acessado em 6 de outubro de 2011
  3. Lapa - Nossa História Site do município da Lapa - acessado em 6 de outubro de 2011
  4. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  6. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  7. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  8. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  9. Lapa - Histórico (IBGE) biblioteca.ibge.gov.br. (2010). Página visitada em 1 de novembro de 2012.
  10. A Lapa — Câmara Municipal da Lapa lapa.pr.leg.br. (2012). Página visitada em 1 de novembro de 2012.
  11. http://www.rsssfbrasil.com/tablesfq/pr2001l4.htm

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons