Itaboraí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde fevereiro de 2014). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Município de Itaboraí
"Cidade dos Novos Horizontes"
"Cidade Cachoeira"
Vista parcial de Itaboraí

Vista parcial de Itaboraí
Bandeira de Itaboraí
Brasão de Itaboraí
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 16 de agosto de 1696 (318 anos)
Emancipação 22 de maio de 1833 (181 anos)
Gentílico itaboraiense
Prefeito(a) Helil Cardozo[1] (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Itaboraí
Localização de Itaboraí no Rio de Janeiro
Itaboraí está localizado em: Brasil
Itaboraí
Localização de Itaboraí no Brasil
22° 44' 51" S 42° 51' 21" O22° 44' 51" S 42° 51' 21" O
Unidade federativa  Rio de Janeiro
Mesorregião Metropolitana do Rio de Janeiro IBGE/2013[2]
Microrregião Rio de Janeiro IBGE/2013[2]
Região metropolitana Rio de Janeiro
Municípios limítrofes Guapimirim, Cachoeiras de Macacu, Tanguá, Maricá e São Gonçalo
Distância até a capital 45 km
Características geográficas
Área 430,374 km² [3]
População 225 263 hab. estatísticas IBGE/2013[4]
Densidade 523,41 hab./km²
Altitude 17 m
Clima tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,704 alto PNUD/2010[5]
PIB R$ 2 618 852 mil IBGE/2011[6]
PIB per capita R$ 11 884,86 IBGE/2011[7]
Página oficial

Itaboraí é um município brasileiro do estado do Rio de Janeiro. Localiza-se a 22º44'40" de latitude sul e 42º51'34" de longitude oeste, a 46 metros de altitude. A sua população estimada em 2013 foi de 225 263 habitantes.[4]

Topônimo[editar | editar código-fonte]

"Itaboraí" é uma palavra de origem tupi que admite duas etimologias:

  • "rio da pedra bonita", através da junção dos termos itá (pedra), porã (bonita) e 'y (rio)[8]
  • "rio das pedras brilhantes", através da junção de itá (pedra), berab (brilhante) e y (rio).[9]

História[editar | editar código-fonte]

Comperj taí oh

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município de Itaboraí possui clima tropical, chuvoso no verão e seco no inverno. Sua temperatura média anual é de 25°C.

Vegetação
Avenida no centro da cidade.

A vegetação atual do município é composta em maior parte por pastagens, mata de encosta, mangues e brejos. Os remanescentes de matas são observados nos setores mais íngremes e elevados nas serras do Barbosão e do Lagarto. São matas tipicamente secundárias resultantes da regeneração natural, pois concentraram muita exploração de madeira para a obtenção de carvão e lenha no passado. No restante do município, as matas encontram-se muito fragmentadas e aparecem em locais isolados.

Os manguezais ocupam grande parte da desembocadura dos rios que desaguam na baía de Guanabara em áreas de pouco declive cortadas pelos rios Macacu e Guaxindiba.

Relevo

As características do relevo do município são bem peculiares entre si. As maiores altitudes da cidade são encontradas na serra do Barbosão, a leste, na divisa com Tanguá; nas serras do Lagarto e Cassorotiba do Sul, na divisa com o município de Maricá. Nas demais localidades, no norte e no oeste do município, predominam as planícies, onde estão concentrados os rios que convergem para a baía de Guanabara. Entre as planícies e as serras, observa-se um relevo suavemente ondulado, com morros que raramente ultrapassam os cinquenta metros.

Economia[editar | editar código-fonte]

Igreja São Pedro Apóstolo.

As principais atividades econômicas do município são:

Esporte[editar | editar código-fonte]

A cidade possui o estádio municipal Alziro de Almeida (Alzirão), com capacidade para 4.000 espectadores. A principal agremiação futebolística da cidade é a Associação Desportiva Itaboraí, que se sagrou vice-campeã estadual do antigo estado do Rio de Janeiro em 1977.

Alguns itaboraienses ilustres[editar | editar código-fonte]

Dentre os nascidos em Itaboraí, destacam-se:

Referências

  1. Eleições 2012 (7 de outubro de 2012). Candidatos a Prefeito Itaboraí/RJ. Visitado em 4 de dezembro de 2013. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2013.
  2. a b Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais (19 de julho de 2013). Divisão Territorial do Brasil Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Visitado em 4 de dezembro de 2013.
  3. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (15 de janeiro de 2013). Área territorial oficial. Visitado em 9 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 9 de fevereiro de 2014.
  4. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1º de julho de 2013). Estimativas da população residente nos municípios brasileiros com data em 1º de julho de 2013. Visitado em 9 de setembro de 2013. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2013.
  5. Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). Ranking IDH-M Municípios 2010 Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Visitado em 4 de dezembro de 2013. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2013.
  6. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2011). Produto Interno Bruto dos Municípios - 2011 » PIB a preços correntes » Comparação entre os Municípios: Rio de Janeiro. Visitado em 9 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 9 de fevereiro de 2014.
  7. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2011). Produto Interno Bruto dos Municípios - 2011 » PIB a preços correntes » Comparação entre os Municípios: Rio de Janeiro. Visitado em 9 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 9 de fevereiro de 2014.
  8. BRAGANÇA JR. A. A. A morfologia sufixal indígena na formação de topônimos do estado do Rio de Janeiro. Disponível em http://www.filologia.org.br/pub_outras/sliit01/sliit01_29-48.html. Acesso em 20 de janeiro de 2013.
  9. NAVARRO, E. A. Dicionário de tupi antigo: a língua indígena clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013. p. 571.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Itaboraí