Rodovia Presidente Dutra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
BR 116.png
Rodovia Presidente Dutra
(nome oficial)
Trecho da BR-116.svg BR-116
Dutramapa.JPG
Extensão 402 km (250 mi)
Inauguração 1951 (63 anos) 1967 (duplicação)
Limite norte Avenida Brasil, Vista Alegre, no Rio de Janeiro, RJ
Interseções

RJ-071 Linha Vermelha
RJ-085 Av.Automóvel Clube
RJ-105 (acesso a Nova Iguaçu e Belford Roxo)
RJ-093 (acesso a Engenheiro Pedreira distrito de Japeri)
RJ-125 (Acesso a Japeri, Miguel Pereira e Paty do Alferes)
RJ-127 (acesso a Paracambi e Eng. Paulo de Frontin)
BR-465 antiga Rodovia Rio-São Paulo
RJ-145 (acesso a Piraí, Barra do Piraí e Valença)
BR-393 Lúcio Meira
RJ-155 (acesso a Angra dos Reis)
BR-354 Resende-Caxambu
SP-068 Rodovia dos Tropeiros
BR-459 Lorena-Poços de Caldas
SP-171 antiga Estrada Real (acesso a Paraty)
SP-125 Oswaldo Cruz (acesso a Ubatuba)
SP-70 Carvalho Pinto
SP-123 Floriano R. Pinheiro (acesso a Campos do Jordão)
SP-050 Rodovia Monteiro Lobato
SP-99 Rodovia dos Tamoios (acesso a Caraguatatuba)
SP-065 D. Pedro I (acesso a Campinas)
SP-070 Ayrton Senna
SP-088 Mogi-Dutra
SP-019 Hélio Smidt
BR-381 Fernão Dias

Limite sul Marginal Tietê, Vila Maria, em São Paulo, SP
Concessão CCR NovaDutra (desde 1996)
Rodovias Federais do Brasil
sul
< Régis Bittencourt
BR-116.svg
BR-116
norte
Rio-Teresópolis >

Rodovia Presidente Dutra ou anteriormente Via Dutra (BR-116, também SP-60 no estado de São Paulo), conhecida coloquialmente como Via Dutra, faz a ligação entre as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo.

Possui extensão total de 402 km, iniciando-se no Trevo das Margaridas, no acesso à Avenida Brasil, no Rio de Janeiro e terminando na Ponte Presidente Dutra, no acesso à Marginal Tietê, em São Paulo.

No estado do Rio de Janeiro, a rodovia tem extensão de 171 km, e no estado de São Paulo, 231 km.

A Via Dutra é considerada a rodovia mais importante do Brasil, não só por ligar as duas metrópoles nacionais, mas bem como atravessar uma das regiões mais ricas do país, o Vale do Paraíba.

Devido ao dinamismo econômico da região do Vale do Paraíba, as cidades localizadas às margens da Rodovia Presidente Dutra vem experimentando nos últimos anos um rápido processo de expansão e de conurbação que passou a ficar conhecido como Megalópole Rio-São Paulo.

História[editar | editar código-fonte]

Trecho entre Taubaté e Pindamonhangaba.
Trecho na divisa entre Rio de Janeiro e São Paulo.

A primeira ligação rodoviária entre o Rio de Janeiro e São Paulo foi aberta pelo governo do então presidente Washington Luis e inaugurada a 5 de maio de 1928.

Em 1938 foi inaugurado o Monumento Rodoviário da Rodovia Presidente Dutra.

Trecho em Volta Redonda-RJ.

No final da década de 1940, a industrialização e a necessidade de uma ligação viária mais segura e eficaz entre as duas maiores cidades brasileiras levaram à construção da atual Via Dutra, inaugurada em 19 de janeiro de 1951 pelo Presidente Eurico Gaspar Dutra. A BR-2, como era conhecida então, possuía pista simples em grande parte do seu percurso, e só era duplicada nos trechos entre São Paulo e Guarulhos, e na Baixada Fluminense.

Durante a década de 1960 a pista foi duplicada em vários trechos. Em 1967 foi entregue a via duplicada em toda extensão, tornando-se a principal autoestrada do país.

Na década de 1980 o tráfego na Dutra foi aliviado pela construção, pelo governo paulista, de uma via expressa entre São Paulo e Guararema, denominada de Rodovia dos Trabalhadores, atual Rodovia Ayrton Senna. Esta via foi prolongada na década de 1990 até a cidade de Taubaté, sob o nome de Rodovia Governador Carvalho Pinto.

Em 2011, a via tem um trecho iluminado, na cidade de São João de Meriti[1] , embora houve um acordo para ser iluminado, no trecho que vai do início da via até o pedágio, em Seropédica.

Trecho em São José dos Campos-SP.

Diversas personalidades faleceram em acidentes na Via Dutra, tais como Francisco Alves (1952), na altura de Pindamonhangaba, Claudinho da dupla Claudinho & Buchecha em 2002 na altura de Seropédica na Baixada Fluminense e o ex-presidente Juscelino Kubitschek (1976), nas proximidades de Resende.

Em março de 1996 a operação da rodovia foi concedida e atualmente é administrada pela empresa NovaDutra S/A, a qual realizou obras de melhoria e ampliação da pista, como marginais em São José dos Campos.

Impactos da Rodovia[editar | editar código-fonte]

Além de facilitar o tráfego entre o Sul e o Norte do país, a Via Dutra possui papel essencial na recuperação econômica do Vale do Paraíba, região que se encontrava em longa decadência econômica na época da construção da rodovia.

Pontes e viadutos da Rodovia Presidente Dutra[editar | editar código-fonte]

Localização dos pedágios[editar | editar código-fonte]

Pedágio km UF Localidade/Município Sentido Geocoordenadas
1 207 RJ Viúva Graça (Seropédica) Bidirecional 22°42'58.71"S 43°43'00.41"W
Bloq.1A 206 RJ Viúva Graça (Seropédica) BR-116 22°42'54.66"S 43°43'48.93"W
Bloq.1B 206 RJ Viúva Graça (Seropédica) BR-465 22°42'54.34"S 43°43'52.83"W
2 318 RJ Itatiaia Bidirecional 22°29'41.67"S 44°34'10.48"W
3 80 SP Moreira César (Pindamonhangaba) Bidirecional 22°55'49.31"S 45°21'38.56"W
4 165 SP Jacareí Bidirecional 23°17'47.84"S 46°00'27.97"W
Bloq.4A 165 SP Jacareí BR-116, SP-065 23°18'07.32"S 46°01'32.72"W
Bloq.4B 207 SP Jacareí Jacareí 23°18'08.48"S 46°01'30.98"W
5A 180 SP Guararema São Paulo 23°20'20.76"S 46°09'00.76"W
5B 182 SP Guararema Rio de Janeiro n.d.
6 204 SP Arujá Bidirecional 23°24'47.52"S 46°21'39.51"W

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma rodovia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.