Finalização (Mortal Kombat)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Fatality)
Ir para: navegação, pesquisa
Sub-Zero realizando a sua infame "Spine Rip" em Scorpion, a "Fatality" favorita de Ed Boon, aqui no jogo original (1992).

Finalizações (Na série Mortal Kombat) são movimentos especiais que podem ser usado no final de uma luta,ou quando o oponente está tonto. Embora o Fatality não seja necessário para terminar uma partida, algumas vezes ele é usado como forma de humilhação ao oponente, ou simplesmente uma forma de ganhar pontos nos Arcades. A finalização mais conhecida é a Fatality, que é a mais violenta das finalizações, geralmente ocorrendo desmembramentos e com muito sangue envolvido.

Diferentemente dos movimentos especiais, as finalizações requerem distâncias corretas e uma rápida execução dos comandos. Geralmente cada personagem tem uma finalização única,[1] que devem ser executadas de uma certa distância.[2] . Cada personagem tem finalizações únicas. Tradicionalmente, para os personagens principais e importantes são, suas finalizações geralmente são um reflexo de sua história ou habilidades especiais, como por exemplo, as finalizações de Sub-Zero involvem suas habilidades de manipulação do gelo, enquanto que na história Scorpion ele é um espectro ninja do inferno, então suas finalizações envolvem a manipulação do fogo ou seu infame gancho. Este movimento se tornou tão famoso e polemico que ele apareceu em diversos jogos, mas com nomes diferentes como em Killer Instinct e ClayFighter.

História[editar | editar código-fonte]

Com o Street Fighter 2 dominando os arcades, os co-criadores de Mortal Kombat resolveram criar um jogo com a mesma formula, mas de uma forma mais original. Eles então começaram a criar o jogo Mortal Kombat, onde a formula para o sucesso e originalidade foi a criação de um jogo violento, onde adicionaram efeitos de sangue, técnicas de combate brutais e um movimento brutal chamado Fatality (que era uma novidade, já que nos outros jogos de luta o lutador era simplesmente nocauteado e o vencedor posava para o perdedor). [3]

Segundo Boon, tudo começou com uma ideia de deixar o perdedor atordoado, para assim o jogador poder finalizar o oponente com um golpe qualquer, mas essa ideia "evoluiu rapidamente para algo nojento". De acordo com Tobias, a ideia inicial era usar o Fatality como um movimento de finalização do chefe final, Shang Tsung, que empunharia sua espada e decapitaria o oponente. Então ele pensou "E se o jogador pudesse fazer isso com seu oponente?" quando viu a reação dos jogadores ao Fatality, e assim resolveram criar Fatalitys para todos os personagens.[4]

O Fatality logo se tornou uma grande controversia no mundo dos video games, o gerou reuniões no Congresso dos Estados Unidos, o que levou a criação da ESRB (Entertainment Software Rating Board), uma organização que analisa, decide e coloca as classificações etárias indicativas para jogos eletrônicos comercializados na América do Norte.[5] Em 2010, Boon revelou que na verdade ele concorda a maior parte da controversia e admitiu: "Eu não quero minha filha de dez anos de idade jogando um jogo como esse."[6]

Variações de Fatalities[editar | editar código-fonte]

O tipo mais famoso de fatality com certeza é o próprio fatality. Mas também há outros fatalities:

Animality[editar | editar código-fonte]

O jogador se transforma em um animal e ataca o oponente, o ataque normalmente inclui decapitar o oponente e comer as entranhas. Outros mais comuns incluem devorar a vítima ou parte do corpo.

Babality[editar | editar código-fonte]

O oponente é transformado em um bebê e ouve-se um choro. No jogo mais atual cada personagem apresenta uma animação diferente depois de ser transformado em um bebê.

Brutality[editar | editar código-fonte]

O jogador executa um combo de 14 golpes terminado com um uper-cut que explode o oponente e cai ossos em seguida. Essa finalização apenas apareceu de Ultimate Mortal Kombat 3 até Mortal Kombat: Trilogy.

Fatality[editar | editar código-fonte]

Esse é o mais famoso, o oponente é morto brutalmente de acordo com as habilidades do lutador.

Fergality[editar | editar código-fonte]

Em Mortal Kombat: II Mega Drive / Sega Genesis, Raiden pode transformar seu oponente em Probe, um dos empregados que ajudaram no Port do jogo.

Friendship[editar | editar código-fonte]

Ao invés de atacar o oponente, o lutador faz algum tipo de brincadeira ou oferece algum presente à vítima de acordo com a sua aparência, suas armas e as suas habilidades

Hara-Kiri[editar | editar código-fonte]

O oponente se suicida das mais diversas formas de acordo com as suas habilidades e as suas armas. O comando é dado pela vítima para evitar que o oponente execute um Fatality. Em alguns casos, o próprio agressor se suicida ao invés de matar o oponente indefeso. Este Fatality aparece somente em Mortal Kombat Deception.

Heroic Brutality[editar | editar código-fonte]

No crossover Mortal Kombat vs. DC Universe, muitos dos personagens da DC são super-heróis que têm um juramento solene de nunca tirar a vida de outra pessoa. Em vez de Fatalities, eles executam este movimento que fere seu oponente, mas o deixa vivo.

Kreate-A-Fatality[editar | editar código-fonte]

Em Mortal Kombat: Armageddon, o sistema de Fatality foi completamente refeito. Neste jogo era feito em forma de combos, com combinações de botões, desencadeando uma serie de fatalidades com o oponente. Há um tempo para executar um movimento, caso contrário não execute neste tempo o lutador não consegue terminar-lo. Com o passar dos movimentos o tempo para executar-los vai diminuindo. Ao terminar o Fatality é mostrado um Rank de acordo com o número de movimentos que conseguiu fazer. Os Ranks de acordo com o número de movimentos são:

  1. Fatality
  2. Deadly Fatality
  3. Killer Fatality
  4. Bloody Fatality
  5. Mortal Fatality
  6. Brutal Fatality
  7. Evil Fatality
  8. Vicious Fatality
  9. Savage Fatality
  10. Extreme Fatality
  11. Ultimate Fatality

Porém este novo sistema de Fatality foi criticado pela maioria dos fãs, voltando ao sistema original em Mortal Kombat vs. DC Universe.

Mercy[editar | editar código-fonte]

Trata-se de um comando de não-finalização realizado durante o "Finish Him/Her". Ao realiza-lo, o oponente derrotado recebe uma quantidade mínima de vida, após o que a luta prossegue normalmente. Somente após o oponente ser derrotado uma segunda vez é que é possível aplicar-se a finalização "Animality".

Multality[editar | editar código-fonte]

Esse é um fatality que serve para finalizar muitos oponentes ao mesmo tempo.

Stage Fatality[editar | editar código-fonte]

Ocorre quando um jogador usa a paisagem para executar o oponente ao fim da partida. Nos jogos Mortal Kombat: Deception e Mortal Kombat: Armageddon foi renomeado para Death Trap e pode ser executado a qualquer momento da luta. No novo jogo Mortal Kombat 9 voltou ao sistema natural, porém com animações diferentes ao invés de um simples uppercut.

Weapon Fatality[editar | editar código-fonte]

O jogador realiza uma sequência brutal de golpes com uma arma para matar o oponente. Este fatality aparece somente em Mortal Kombat: Tournament Edition.

Referências

  1. Mortal Kombat Vs. DC Universe: Ed Boon interview (em inglês). CraveOnline.
  2. Reynolds, Pat. (March/April 2009). "Mortal Kombat vs. DC Universe Strategy Guide by Pat Reynolds". Tips & Tricks. Larry Flynt Publications.
  3. Mortal Kombat: Armageddon (em inglês). Official Nintendo Magazine (1 de Julho de 2008).
  4. Ten years ago, "Mortal Monday" brought us controversy, game ratings, and Mortal Kombat (em inglês). 1UP.com (13 de Setembro de 2003).
  5. Video Game Violence: The Savage Se7en (em inglês). GameStar (2008).
  6. MK creator agreed with gore controversy (em inglês). Eurogamer (9 de Novembro de 2010).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]