Shao Kahn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, podendo ainda necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Shao Kahn
Shao Kahn, como apresentado em Mortal Kombat (2011).
Série de jogos Mortal Kombat
Primeiro jogo Mortal Kombat II (1993)
Designer John Tobias e Ed Boon
Dublador em inglês Steve Ritchie (MKII, MK3, UMK3, MKT, MK:SM)
John Vernon e Michael Des Barres (MK: DotR)
Patrick Seitz (MKvDC)
Frank Welker (primeiro filme)
Informações pessoais
Terra natal Exoterra
Arma Martelo
Estilo(s) de luta Tai Tzu (MK:D, MK:A)
Lui He (MK:D)
Altura 2,18 cm
Portal Games

Shao Kahn é um personagem da série Mortal Kombat.

História[editar | editar código-fonte]

Antes de se tornar um grande Conquistador de almas e reinos, Shao Kahn foi general das tropas de guerra de Onaga, o Rei Dragão, então Imperador de Outworld, ou Exoterra. Além de líder de tropas, Kahn era também seu principal conselheiro. Onaga dominou Outworld escravizando seu povo, matando por diversão e, principalmente, conquistando outros reinos e realidades paralelas. Um povo oprimido e massacrado pelo exército poderoso, liderado por Kahn.

Mas, sua ganância deslumbrou o possível trono de Outworld. Para conseguir o lugar de seu imperador, Kahn envenenou Onaga e destruiu seu exército. Sendo assim, conseguiu a ascensão e virou o Imperador de Outworld. A sua ganância, entretanto, o cegava e após 10 000 anos de domínio, resolveu dar continuidade aos planos de expansão de seu governo. O primeiro reino a ser alcançado, conquistado e destruído, foi Edênia - um lugar muito parecido com a Terra. Kahn enviou suas tropas de extermínio e matou milhares de edênios, inclusive seu rei, Jerrod. Para legitimar sua conquista, Kahn tomou a rainha Sindel por esposa e Kitana como sua filha adotiva.

Uma vez escravizada por Kahn, Sindel resolveu se suicidar pelo bem de Kitana em um ponto isolado das realidades, na Terra, um lugar de paz e esperança. Assim, Kahn criou Kitana como sua filha e fez dela sua assassina pessoal - além de temer uma possível rebelião, criando Mileena para investigar sua "meia-irmã".

Quando seu domínio já estava estabelecido, Kahn ficou mais ávido por conquista. Resolveu, então, invadir a Terra. Para isso, contudo, os deuses Anciãos criaram o Mortal Kombat para impedir a brutalidade de Kahn e para dar o direito de proteção à Terra. Eles enviaram Raiden como protetor pessoal das almas humanas a fim de encontrar guerreiros certos para competirem no Mortal Kombat: o torneio que legitimaria a vitória ou a derrota da Terra a cada geração.

Kahn enviou seu feiticeiro mais poderoso Shang Tsung, vencendo 9 dos 10 torneios necessários para a invasão. O Imperador não contava que seus planos seriam frustrados com a vitória de Liu Kang no torneio realizado na Terra, como também em Outworld. Em um ato de desespero, Kahn violou as regras do torneio abrindo os portais a fim de reclamar Sindel, que estava morta num remoto deserto da Terra e ressuscitada por outro feiticeiro, Quan Chi. Neste ato, Kahn consegiu imergir metade do reino da Terra ao reino de Outworld, inflando ainda mais seu ego e cegando-o ainda mais por poder.

Derrotado pelas forças da Terra e banido pelos deuses Anciãos por ter descumprido as regras, Kahn é supostamente dado como morto. Mas anos depois, após uma magia de Shang Tsung, o Imperador estava em Outworld preparando uma nova invasão a Terra por vingança. Ainda debilitado, descobriu que as forças de Edênia, agora lideradas por Kitana e Sindel, preparava uma grande emboscada e ele ainda não estava totalmente recuperado. Deixou em seu lugar um clone e se refugiou em áreas remotas.

Durante os eventos de Mortal Kombat: Deadly Alliance, seu clone foi morto por Quan Chi e Shang Tsung em um ato de traição. Posteriormente, descobre-se que ele estava escondido se recuperando para voltar ao seu domínio. Contudo, teve de lutar contra sua maior ameaça: Onaga, que havia sido ressuscitado por Shujinko através de um engano (Mortal Kombat: Deception). Em meio ao caos que se instalava nos reinos e em face à corrupção do Mortal Kombat, Shao Kahn une forças com seus maiores inimigos para destruir Blaze, a fim de conseguir o prêmio absoluto de se tornar um possível deus Ancião.

No final de todo o enredo, Kahn se encontra numa batalha épica contra Raiden vendo uma possível vitória. Com o deus do trovão completamente debilitado, Kahn lhe dá o ultimato dando uma martelada em sua cabeça, enquanto proclama vitória e debocha dos anos de resistência da Terra ao seu poder. É exatamente aí que Raiden consegue enviar uma mensagem a si mesmo no passado, iniciando uma nova história através de Mortal Kombat 2011.

Depois do Armaggeddon[editar | editar código-fonte]

No jogo Mortal Kombat 9, no início do "modo história", é mostrado que todos os lutadores, heróis ou vilões morreram, mas Shao Kahn, de alguma forma escapou de Onaga e retornou a pirâmide de Blaze, mas quem derrotou Blaze foi Taven que ao invés de tirar os poderes dos outros aumentou seus poderes, inclusive Kahn, que ficou mais poderoso do que Raiden e assim, consegue o que tanto queria, matar o deus do trovão.

Mortal Kombat X[editar | editar código-fonte]

O vilão embora tenha morrido em Mortal Kombat 9, mas muitos acreditam que o novo personagem Kotal Kahn seja um parente ou filho de Shao Kahn que ainda está vivo, pois ambos tem o mesmo nome, Kahn, o mais provável é que Kotal seja mesmo o filho de Shao Kahn, pois eles tem certas semelhanças!!!