Centauro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Centauro pelejando contra um Lápita (detalhe do Partenão)

Na mitologia grega, o centauro (em grego Κένταυρος Kentauros, "matador de touros", plural Κένταυρι Kentauri; em latim Centaurus/Centauri) é uma criatura com cabeça, braços e dorso de um ser humano e com corpo e pernas de cavalo [1] [2]

Os centauros viviam nas montanhas de Tessália e repartiam-se em duas famílias:

  • Os filhos de Íxion e Nefele, que simbolizavam a força bruta, insensata e cega. Viviam originalmente nas montanhas da Tessália e alimentavam-se de carne crua. Alternativamente, consideravam-se filhos de Kentauros (o filho de Íxion e Nefele) e algumas éguas magnésias, ou de Apolo e Hebe. Conta-se que Íxion planejava manter relações sexuais com Hera, mas Zeus, seu marido, evitou-o modelando uma nuvem (nefele, em grego) com a forma de Hera. Posto que Íxion é normalmente considerado o ancestral dos centauros, pode se fazer referência a eles poeticamente como Ixiónidas.
  • Os filhos de Filira e Cronos, dentre os quais o mais célebre era Quíron, amigo de Héracles, representavam, ao contrário, a força aliada à bondade, a serviço dos bons combates.

Os centauros são muito conhecidos pela luta que mantiveram com os Lápitas, provocada pelo seu intento de raptar Hipodâmia no dia da sua boda com Pirítoo, rei dos Lápitas e também filho de Íxion. A discussão entre estes primos é uma metáfora do conflito entre os baixos instintos e o comportamento civilizado na humanidade. Teseu, herói e fundador de cidades, que estava presente, inclinou a balança para o lado da ordem certa das coisas e ajudou Pirítoo. Os centauros foram expulsos da Tessália e foram habitar o Épiro. Mais tarde, Héracles (Hércules) exterminou quase todos.[3] [4] [5] [6]

Cenas da batalha entre os Lápitas e os centauros foram esculpidas em baixos relevos no friso do Partenão, que estava dedicado à deusa da sabedoria, Atena.

Cultura Popular[editar | editar código-fonte]

Na popular série de livros de C. S. Lewis, As Crônicas de Nárnia, os centauros são retratados como criaturas sábias e nobres. Eles são observadores de estrelas, tem o dom da profecia e da cura, e gostam de guerrear, uma raça feroz e valente, sempre fiel ao Alto Rei Aslan, o leão.

Na série de J. K. Rowling, Harry Potter, os centauros são retratados como seres inteligentes e orgulhosos. Centauros vivem na Floresta Proibida perto de Hogwarts. Embora diferentes daqueles observados em Nárnia, vivem em sociedades chamados rebanhos e são hábeis na arte da cura, no uso de arco e flecha, possuem o dom da profecia e praticam a astrologia. Apesar das representações no cinema, que incluem seres muito animalescos, com certas características faciais, a reação das meninas de Hogwarts para Firenze sugere uma aparência mais clássica.

Na série de livros Percy Jackson e os Olimpianos, de Rick Riordan, eles são vistos como os festeiros que usam muita gíria americana e são considerados selvagens e sem civilização. Quíron é mais como os centauros clássicos (da mitologia grega), fiel, sendo treinador dos heróis, qualificados no tiro com arco e sábio.

Na série Fablehaven, de Brandon Mull, os centauros são retratados como um grupo orgulhoso e elitista de seres que se consideram superiores a todas as outras criaturas. No quarto livro, também tem uma variação da espécie chamada de Alcetauro, que é parte homem, parte alce.

No livro de Michael Ende, A História Sem Fim, há Cairon, um centauro sábio. Centauros são vistos no filme Fantasia (Disney), de 1940.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Definition of centaur Oxford Dictionaries. Oxford University Press. Página visitada em 19 April 2013.
  2. http://www.priberam.pt/dlpo/default.aspx?pal=centauro
  3. Dicionário da Mitologia Grego e Romana, Pierre Grimal, ed. Bertrand Brasil
  4. Teseo, Plutarco, 30
  5. Metamorfoses, Ovídio, xii. 210
  6. Diodoro Siculo iv. 69, 70

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Centauros
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.