Calíope

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Detalhe do quadro As Musas Urânia e Calíope de Simon Vouet

Calíope, a da Bela Voz, em grego Καλλιόπη, foi a primeira das nove musas da mitologia grega, filhas de Zeus e Mnemosine[1] .

Foi a musa da poesia épica, da ciência em geral e da eloquência e a mais velha e sábia das musas, e é considerada por vezes a rainha destas. É representada por uma figura de donzela de ar majestoso, coroada de louros e ornada de grinaldas, sentada em atitude de meditação, com a cabeça apoiada numa das mãos e um livro na outra, tendo, junto de si, mais três livros: a Ilíada, a Odisseia e a Eneida. Em outras representações, traz como atributo um rolo de pergaminho e uma pena.

Mãe de Linos, com Apolo ou Oeagrus, e de Orfeu[2] , das sereias e dos coribantes.


Referências

{{{imagem}}}
{{{legenda}}}
Ninfas
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Calíope