Celeno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde março de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Na mitologia grega Celeno (em grego clássico: Κελαινώ; transl.: Kelainó , lit. "a escura") pode referir-se:

  • Celeno foi um monstro, uma harpia que Eneias encontrou em Strofades. Ela revelou as profecias de suas jornadas vindouras. Foi uma das três irmãs, cada uma das quais representava um aspecto diferente de uma grande tempestade. O nome significa "escuridão" ou "negrume". Foi descrita como amante do vento do leste, Zéfiro, e com ele deu à luz três cavalos falantes, Aquiles, Bálio e Nato. Também foi conhecida como Podarge ("pé ligeiro"). A harpia Celeno aparece também como cativa de uma bruxa do "Carnaval da Meia-noite", na novela de Peter Beagle, "O Último Unicórnio".
  • Uma das plêiades, ou "Sete Irmãs", foi também chamada de Celeno. Ela foi casada com Posidão e com ele mãe de Lico, Nicteu, Eurípilo e possivelmente de Tritão. Pode ter sido também a mãe de Deucalião com Prometeu.
  • Uma das Danaides, a filha de Dánao. A mãe era Crino. Ela casou Hipérbio, filho de Egito e Hefestina.
  • Celeno foi uma amazona. Ela foi morta por Héracles enquanto ele realizava o nono trabalho.
Ícone de esboço Este artigo sobre Mitologia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.