Henrietta Ónodi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Henrietta Ónodi
Informações pessoais
Nome completo Henrietta Ónodi
Apelido Henni
Modalidade Ginástica artística feminina
Representante Hungria
Nascimento 22 de maio de 1974 (40 anos)
Békéscsaba, Bekés
Nacionalidade Hungria húngara
Compleição Peso: 47 kg Altura: 1,46 m
Nível sênior
Clube Békéscsabai Előre Atlétikai Club
ATorna Club Békéscsaba
Período em atividade 19861997

Henrietta Ónodi, em húngaro: Ónodi Henrietta, (Békéscsaba, 22 de maio de 1974) foi uma ginasta que competiu pela Hungria, em provas de ginástica artística.[1]

Após as conquistas de Ágnes Keleti – que se separa de Henrietta em mais de trinta anos -, Ónodi é considerada a mais bem sucedida ginasta húngara a competir, tendo em vista seus títulos mundiais, europeus e olímpicos.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ónodi, conhecida no meio gímnico como Henni,[2] iniciou-se na ginástica artística aos quatro anos, em 1978, disputando sua primeira competição internacional em 1986, aos doze anos de idade. No Campeonato Europeu Júnior, a ginasta não obteve medalhas, mas chegou às finais de dois aparelhos – barras assimétricas e solo - e do individual geral, no qual encerrou na 12º colocação.[3] No ano seguinte, sua posição em disputa do concurso geral melhorou e a atleta alcançou o sétimo lugar, na Copa América, disputada nos Estados Unidos. Muito jovem para competir nos Jogos Olímpicos de Seul, a ginasta disputou nova edição do Campeonato Europeu Júnior, no qual conquistou a medalha de prata nas paralelas assimétricas. Ainda nesse ano, no ‘’Hungarian Masters’’, Ónodi conquistou seu primeiro ouro do individual geral.[3]

Em 1989, Henrietta passou a defender a equipe húngara sênior. Como primeiro evento, deu-se o Campeonato Mundial de Stuttgart. Sem medalhas, a atleta encerrou participação nas finais de dois eventos – individual geral, no qual terminou com a 19º colocação, e barras assimétricas, na qual ficou com a quinta posição. Sua equipe não fora à final (9º).[3] Anteriormente, no Campeonato Nacional Húngaro, Ónodi conquistou o primeiro lugar na prova do ‘’all around’’. Em seguida, ainda que fora do pódio do concurso geral, a ginasta conquistou a medalha de ouro nas paralelas assimétricas e a de bronze no solo, em mais uma edição do Campeonato Europeu[4] [5] .[2] No ano seguinte, em mais um Europeu, Henrietta subira ao pódio por duas vezes. Fora bronze no individual geral[6] e bronze no solo.[2] [3] [4] Já na Copa do Mundo, conquistou quatro medalhas. A primeira delas, o bronze, veio no concurso geral. Nas finais por aparelhos, ouro no salto, prata no solo e bronze nas barras assimétricas.[2] Em outra competição, os Jogos da Amizade, a atleta conquistou novo ouro na prova do salto.

Em 1991, Henrietta fora, pela terceira vez consecutiva, a vencedora do AA, do Campeonato Nacional. Qualificada para disputar o Mundial de Indianápolis, a húngara sofreu uma lesão, que não a impediu de ir às quatro finais por aparelhos e conquistar a medalha de prata, no salto sobre o cavalo.[2] [3] No ano seguinte, a atleta conquistou o tetracampeonato nacional do individual geral. Mais tarde, no Mundial de Paris, pela primeira vez em uma competição internacional que envolviam todas as nações inscritas na FIG, a ginasta conquistou o título de melhor do mundo na prova do salto. Já no solo, medalha de prata ao não superar a norte-americana Kim Zmeskal .[3] Finalizando o calendário internacional, em disputa nos Jogos Olímpicos de Barcelona, a equipe de Henrietta classificou-se para a final e terminou na sexta colocação. Individualmente, a ginasta obteve vaga para mais três finais. No concurso geral, Ónodi não ultrapassou a oitava posição. Já nos aparatos, nova prata na prova do solo e o primeiro ouro húngaro feminino em trinta anos, no salto.[2]

Após encerradas as Olimpíadas, Ónodi retirou-se das grandes competições e tentou performar pela NCAA (‘’National Collegiate Atlhetic Association’’). A jovem matriculou-se na universidade e não abandonou a modalidade gímnica, voltando-se a visão de treinadora. Henrietta retornou aos campeonatos três anos mais tarde, nos Jogos Universitários e liderou a equipe nacional nas Olimpíadas de Atlanta. No ano seguinte, retirou-se em definitivo da carreira de ginasta.[3]

Henrietta possui movimentos inseridos na Tabela de Elementos do Código de Pontos para a trave.

Principais resultados[editar | editar código-fonte]

Ano Evento AA Equipe Salto sobre o cavalo Trave Barras assimétricas Solo
1986 Campeonato Europeu Júnior 14º
1987 Copa América
1988 Campeonato Europeu Júnior Medalha de prata
Hungarian Masters Medalha de ouro
1989 Campeonato Nacional Húngaro Medalha de ouro
Campeonato Mundial de Ginástica Artística 19º
Campeonato Europeu Medalha de ouro Medalha de bronze
1990 Campeonato Nacional Húngaro Medalha de ouro
Campeonato Europeu Medalha de bronze Medalha de bronze
Copa do Mundo Medalha de bronze Medalha de ouro Medalha de bronze Medalha de prata
1991 Campeonato Mundial de Ginástica Artística Medalha de prata
Campeonato Nacional Húngaro Medalha de ouro
1992 Campeonato Nacional Húngaro Medalha de ouro
Jogos Olímpicos Medalha de ouro Medalha de prata
Campeonato Mundial de Ginástica Artística Medalha de ouro Medalha de ouro Medalha de prata
1996 Jogos Olímpicos

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Henrietta Onodi (em inglês) SR/Olympics. Visitado em 20 de maio de 2009.
  2. a b c d e f History (em inglês) BCSGym. Visitado em 20 de maio de 2009.
  3. a b c d e f g Whatever happened with Henrietta Onodi? (em inglês) GymnasticsGreats. Visitado em 20 de maio de 2009.
  4. a b European Championship > Floor (em inglês) Sports123. Visitado em 20 de maio de 2009.
  5. European Championship > Uneven Bars (em inglês) Sports123. Visitado em 20 de maio de 2009.
  6. European Championship > All around (em inglês) Sports123. Visitado em 20 de maio de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]