Ágnes Keleti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ágnes Keleti
Informações pessoais
Nome completo Ágnes Keleti
Modalidade ginástica artística feminina
Representante Hungria
Nascimento 9 de janeiro de 1921 (93 anos)
Budapeste, Condado de Pest
Nacionalidade Hungria húngara
Nível sênior
Período em atividade 19471956

Ágnes Keleti (Bucareste, 9 de janeiro de 1921) é uma ex-ginasta húngara, que defendeu esta nação europeia em provas de ginástica artística.

Keleti é a detentora de dez medalhas olímpicas, sendo cinco delas de ouro.[1] Ágnes é bicampeã olímpica do solo. Por suas conquistas, Keleti é considerada a atleta judia mais bem sucedida da história. Tal reconhecimento advém também do fato da ginasta ter sua carreira decorrida durante a Segunda Guerra Mundial.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ágnes tornou-se ginasta aos quarto anos de idade e aos dezesseis já era representante da equipe nacional principal, além de campeã húngara do concurso geral .[3] Entre seus dezenove anos de carreira (1937 – 1956), a atleta tornou-se campeã nacional dez vezes, oito delas seguidas.[4]

Sendo parte da equipe nacional, Keleti era considerada a esperança da equipe. Contudo, a Segunda Guerra interrompeu sua carreira[5] e cancelou os Jogos Olímpicos de 1940 e de 1944, anos estes em que a atleta estava no auge de sua forma, aos dezenove e 23 anos de idade.[2] [3] [6] Judia, Keleti fora obrigada a ocultar suas raízes para sobreviver durante o período da Guerra. Ela comprou documentos de trabalho e apresentou-se como cristã em uma vila na zona rural da Hungria.[5] Seu pai morreu em um campo de concentração na Polônia, que fez parte de um grupo desses campos chamado Auschwitz-Birkenau .[2] Sua mãe e irmã, foram ajudadas por Raoul Wallenberg, um humanitário suíço, dedicado a resgatar as vítimas judias do Holocausto na Hungria.[2] [7] Mais tarde, as duas foram descobertas e postas em um campo de concentração. Sobreviventes desse período, puderam reunir-se de volta à Ágnes, após o término da Guerra.[6]

Finalizada a Segunda Guerra Mundial, Keleti pôde retornar aos treinos.[7] Em 1947 e 1948, no Campeonato Nacional, a ginasta iniciou seu domínio na competição húngara – Fora bicampeã do individual geral. Para os Jogos de Helsinque, em 1952. Nesta edição olímpica, a atleta conquistou quatro medalhas aos 31 anos de idade.[2] [7] A primeira delas, de prata, veio na disputa por equipes ao serem superadas pela equipe soviética.[5] Na sequência, medalha de bronze na disputa dos aparelhos portáteis.[5] Nas finais individuais por aparelhos, Keleti conquistou um ouro no solo e um bronze nas barras assimétricas, superada pela competriota Margit Korondi (ouro) e pela soviética, Maria Gorokhovskaya (prata).[3] [7]

Em 1953 e 1954, Ágnes conquistou seus dois últimos títulos nacionais no concurso geral. No Campeonato Mundial de Roma, seu único disputado, Keleti conquistou três medalhas – Ouro nas barras assimétricas, prata por equipe e bronze na trave.[2] [3] [7] Sua última competição foram os Jogos Olímpicos de Melbourne, na Austrália. Competindo aos 35 anos,[2] [7] a ginasta conquistou seis medalhas,[5] a primeira delas, de prata, veio por equipes. Na disputa dos aparelhos portáteis, medalha de ouro para as húngaras, seguidas das suecas e das soviéticas empatadas com as polonesas. No concurso geral, prata para Ágnes, ao não superar Larissa Latynina, sua maior “rival” nestes Jogos.[5] Por fim, nas finais por aparelhos, mais três medalhas para a atleta – ouro na trave, no solo e nas barras assimétricas.[2] [3] [8]

Encerrada a competição, Keleti, junto a outros atletas da delegação húngara, decidiu permanecer na Austrália e recebeu do governo o asilo político .[9] No ano seguinte, a já ex-ginasta imigrou para Israel com sua mãe e irmã.[9]

Após sua aposentadoria, Ágnes trabalhou como instrutora de educação física na Universidade de Telavive, no Instituto Wingate do Desporto, em Natânia e para a equipe nacional sênior israelense de ginástica artística feminina na década de noventa.[3] [9] Em 1981, a ex-ginasta fora incluída no International Jewish Sports Hall of Fame[2] e em 2002, no International Gymnastics Hall of Fame.[6] [9] Hoje, vive em Herzliya Pituah, Israel.[1]

Principais resultados[editar | editar código-fonte]

Ano Evento AA Equipe Salto sobre o cavalo Trave Barras assimétricas Solo
1947 Campeonato Nacional Húngaro Medalha de ouro
1948 Campeonato Nacional Húngaro Medalha de ouro
Jogos Olímpicos Medalha de prata
1949 Campeonato Nacional Húngaro Medalha de ouro
1950 Campeonato Nacional Húngaro Medalha de ouro
1951 Campeonato Nacional Húngaro Medalha de ouro
1952 Campeonato Nacional Húngaro Medalha de ouro
Jogos Olímpicos Medalha de prata Medalha de ouro Medalha de bronze
1953 Campeonato Nacional Húngaro Medalha de ouro
1954 Campeonato Nacional Húngaro Medalha de ouro
Campeonato Mundial de Ginástica Artística Medalha de prata Medalha de bronze Medalha de ouro
1955 Campeonato Nacional Húngaro Medalha de ouro
1956 Jogos Olímpicos Medalha de prata Medalha de ouro Medalha de ouro Medalha de ouro

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Agnes Keleti, gymnastics (em inglês). Haaretz. Página visitada em 8 de fevereiro de 2009.
  2. a b c d e f g h i Ágnes Keleti (em inglês). JewishVirtualLibrary. Página visitada em 8 de fevereiro de 2009.
  3. a b c d e f Ágnes Keleti (em inglês). JewSinSports. Página visitada em 8 de fevereiro de 2009.
  4. Ágnes Keleti (em inglês). Gymnforum. Página visitada em 8 de fevereiro de 2009.
  5. a b c d e f Ágnes Keleti (em inglês). SportsReferences. Página visitada em 8 de fevereiro de 2009.
  6. a b c Ágnes Keleti - HUNGARY (em inglês). IGHF. Página visitada em 8 de fevereiro de 2009.
  7. a b c d e f Ágnes Keleti (em inglês). JewishSports. Página visitada em 8 de fevereiro de 2009.
  8. Melbourne - 1956 (em português). UOL Sports. Página visitada em 8 de fevereiro de 2009.
  9. a b c d Whathever happened with Ágnes Keleti? (em inglês). GymPics. Página visitada em 8 de fevereiro de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]