Hidrocele testicular

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hidrocele testicular
O testículo direito, exposto pela abertura da túnica vaginal.
Classificação e recursos externos
CID-10 N43.0-N43.3
CID-9 603
DiseasesDB 6137
eMedicine emerg/256 med/2778
MeSH D006848
Star of life caution.svg Aviso médico

Hidrocele testicular é um acúmulo de fluido límpido (hidrocele) no interior da túnica vaginal, a membrana mais interna que contém o testículo. Uma hidrocele primária causa aumento indolor do escroto no lado afetado e acredita-se que é causada devido a uma absorção deficiente do fluido secretado entre as duas camadas da túnica vaginal.

Uma hidrocele geralmente ocorre em somente um lado. O acúmulo pode ser sinal de um trauma físico, infecção ou tumor, mas a causa geralmente é desconhecida.

Sintomas[editar | editar código-fonte]

Uma hidrocele assemelha-se a um pequeno balão preenchido por fluido no interior do escroto. É suave e fica predominantemente na frente de um dos testículos. As hidroceles variam bastante em tamanho, geralmente são indolores e não malignas. As hidroceles de grande volume causam desconforto devido a seu tamanho. Como o fluido da hidrocele é transparente, uma fonte de luz pode gerar uma iluminação perceptível do outro lado da região com hidrocele.

Os sintomas de uma hidrocele podem ser facilmente distinguidos de um câncer testicular, já que uma hidrocele é suave e fluida, ao passo que um câncer testicular é duro e irregular.

Através de um exame de ultrassom o acúmulo de fluidos pode ser diagnosticado corretamente.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

O acúmulo do fluido na hidrocele testicular deve ser geralmente removido através de cirurgia. O procedimento é chamado de hidrocelectomia. Nele, a túnica vaginal é excisada, o fluido drenado e as bordas da túnica são suturadas para prevenir que novamente ocorra um acúmulo de fluido.

Se a hidrocele não é removida cirurgicamente, ela pode continuar a crescer. O fluido da hidrocele pode ser aspirado, o procedimento é menos invasivo, mas as taxas de recorrência são altas.[1] Escleroterapia, que é uma injeção de uma solução seguida por aspiração do fluido da hidrocele, pode aumentar as taxas de sucesso.[2] Em muitos pacientes, o procedimento de aspiração e escleroterapia é repetido enquanto a hidrocele se repete.[3]

Fertilidade[editar | editar código-fonte]

Uma hidrocele testicular geralmente não afeta a fertilidade. Entretanto, ela pode ser um indício de outros fatores que podem afetar a fertilidade.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Fracchia JA, Armenakas NA, Kohan AD(1998). Cost-effective hydrocele ablation. J Urol 159: 864-7. PMID 9474170.
  2. Beiko DT, Kim D, Morales A(2003). Aspiration and sclerotherapy versus hydrocelectomy for treatment of hydroceles. Urology 61: 708-12. PMID 12670550.
  3. Shan CJ, Lucon AM, Arap S.(2003). A Comparative study of sclerotherapy with phenol and surgical treatment for hydrocele. J Urol 169: 1056-9. PMID 12576845.