João Alberto de Souza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
João Alberto de Souza
João Alberto na tribuna do Senado Federal
Senador pelo  Maranhão
Mandato 1º de fevereiro de 2011
até atualidade
Vice-governador do  Maranhão
Mandato 1º-15 de março de 1987
até 2 de abril de 1990
2º-16 de abril de 2009
até 31 de dezembro de 2010
Antecessor(a) João Rodolfo Ribeiro Gonçalves
Luís Carlos Porto
Sucessor(a) José de Ribamar Fiquene
Washington Luiz de Oliveira
Governador do Maranhão Bandeira do Maranhão.svg
Mandato 2 de abril de 1990
até 15 de março de 1991
Antecessor(a) Epitácio Cafeteira
Sucessor(a) Edson Lobão
Prefeito de Flag of None.svg Bacabal
Mandato 1989
Deputado federal pelo  Maranhão
Mandato 1º de fevereiro de 1979
até 31 de janeiro de 1987
(2 mandatos consecutivos)
1º de fevereiro de 1995
até 31 de janeiro de 1999
Deputado estadual do  Maranhão
Mandato 1971 - 1975
Vida
Nascimento 1 de outubro de 1935 (79 anos)
São Vicente Ferrer, MA
Dados pessoais
Partido ARENA (1971-1980)
PDS (1980-1985)
PFL (1985-1993)
PMDB (1993-presente)
Profissão Empresário

João Alberto de Souza, mais conhecido apenas João Alberto (São Vicente Ferrer, MA, 1º de outubro de 1935) é um político brasileiro com base eleitoral no estado do Maranhão.

Foi vice-governador do Maranhão, de 17 de abril de 2009 até 31 de dezembro de 2010, eleito senador, possui mandato até 2018.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formou-se em Economia pela Faculdade de Ciência Políticas e Econômicas, Rio de Janeiro, RJ, em 1966.

Após terminar os estudos, iniciou carreira política, sendo eleito pela primeira vez como deputado estadual (1971-1975). Em 1978, se candidatou como deputado federal, conseguindo no mesmo ano, eleito por duas vezes entre 1979 até 1987.

Em 1986, foi candidato a vice-governador do Epitácio Cafeteira, que foi eleito no mesmo ano e assumindo em 1987.

Em 1988, licenciou-se do cargo de vice-governador e candidatou-se à Prefeitura de Bacabal e foi eleito. Assumiu por poucos meses durante 1989. De forma controversa, reassumiu a vice-governadoria.

Em abril de 1990, depois de Cafeteira deixar o governo do Estado para se candidatar à única cadeira do Senado pelo Maranhão, Alberto assumiu o governo. Segundo denúncias da imprensa local na época, ele assumiu por meio de forma ilegal, já que oficialmente ele deixou de ser vice-governador.[carece de fontes?] Nesse episódio, sua posse foi contestada pelo presidente da Assembléia Lesgislativa do Maranhão. Para manter-se no cargo, cercou o palácio dos Leões de policiais ordenando que abrissem fogo contra qualquer invasor. O próprio voltou para o seu gabinete, onde, armado de um revólver calibre 38, esperou pela invasão, que não chegou a ocorrer.[1] Também or meio de denúncias da imprensa local e nacional na época, foi responsável pela Operação Tigre, responsável pela morte indiscriminada de criminosos e pessoas sem passagem criminosa em Imperatriz e região, na primeira tentativa de derrotar o crime organizado no Estado, que matou 300 pessoas.[carece de fontes?] Ficou até 1991, sucedido pelo Edson Lobão, a quem apoiou na eleição.

Em 1994, candidatou e se elegeu como deputado federal, assumindo em 1º de janeiro de 1995. Em 1998, candidatou e elegeu como senador pelo PMDB, de 1º de fevereiro de 1999 até 31 de janeiro de 2007.

Em 2006, foi candidato a vice-governador com a Roseana Sarney, mas ela foi derrotada.

Em 17 de abril de 2009, voltou a política como vice-governador, após a cassação de Jackson Lago e seu vice, Luiz Carlos Porto.

Eleições estaduais no Maranhão em 2010 elegeu-se novamente senador pelo Maranhão, junto com Edison Lobão, sendo o segundo candidato mais bem votado do estado com 1.546.298 votos (29,74% dos votos)segundo fontes oficiais do TSE.

No Senado Federal, João Alberto foi eleito presidente do Conselho de Ética. [2] Atualmente está licenciado do cargo para chefiar a Secretaria de Programas Especiais do governo Roseana Sarney, no Maranhão.[3]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
?
Prefeito de Bacabal
19891990
Sucedido por
?
Precedido por
Epitácio Cafeteira
Governador do Maranhão
19901991
Sucedido por
Edison Lobão

Referências