Kremlin de Moscovo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde junho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Pix.gif Kremlin de Moscovo
(Kremlin de Moscou)
Московский Кремль
 *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Kremlin birds eye view-1.jpg
Fotografia aérea do Kremlin.
País Rússia
Critérios i, ii, iv, vi
Referência 545
Coordenadas Moscou,  Rússia
Histórico de inscrição
Inscrição 1990  (14ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

O Kremlin de Moscovo (português europeu) ou Kremlin de Moscou (português brasileiro), habitualmente conhecido apenas como Kremlin é uma fortaleza situada no centro da cidade e que serve de sede do governo da Rússia. Ocupa cerca de 30 hectares e contém vários monumentos no seu interior.

História[editar | editar código-fonte]

Plano do Kremlin

Em 1156, Yuri Dolgoruky, o fundador de Moscou, ordena a construção de uma paliçada no pinhal do monte Borovitsky (do russo bor, que significa pinheiro). Para protecção adicional, foi construído um fosso à sua volta.

Nos anos que se seguiram foi sendo sucessivamente alargado e um segundo fosso foi construído.

Em 1339, são construídas paredes e as primeiras torres do Kremlin. Em 1367 Dmitry Donskoi reconstruiu o Kremlin em pedra calcária, o que deu a Moscovo o nome de cidade branca. Este Kremlin era quase tão grande quanto o actual.

Durante o governo de Ivan III, em 1495, são construídos os muros e torres actuais e muitas das igrejas e palácios.

Ivan III manda também construir uma praça em frente do Kremlin, hoje chamada Praça Vermelha, para evitar que os inimigos se pudessem aproximar da fortaleza sem serem vistos.

No século XVII as torres foram ornamentadas com as cúpulas actuais.

Torres[editar | editar código-fonte]

Torre do Salvador

A muralha do Kremlin contém 20 torres, das quais a principal é a Torre do Salvador (ou Torre Spasskaya).

Continuando no sentido dos ponteiros do relógio, seguem-se as torres do Senado, São Nicolau, Arsenal do Canto, Arsenal do Meio, Trindade, Comandante, Armaria, Borovitskaya, Água, Anunciação, Segredo, duas torres sem nome, Beklemishev, São Constantino e Santa Helena, Alarme e finalmente a Torre do Czar.

Em frente à Torre da Trindade, no exterior do Kremlin, situa-se ainda a Torre Kutafya.

Monumentos[editar | editar código-fonte]

No interior do Kremlin situam-se vários palácios e igrejas. Os mais importantes são:

Ocupações[editar | editar código-fonte]

Embora sendo uma fortaleza imponente, o Kremlin sofreu vários ataques dos quais alguns levaram à sua ocupação.

Imagem: Kremlin e Praça Vermelha, Moscovo O Kremlin de Moscovo faz parte do sítio Kremlin e Praça Vermelha, Moscovo, Património Mundial da UNESCO. Welterbe.svg