Luiz Fumanchu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde maio de 2011)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

Jorge Luiz da Silva, mais conhecido como Luiz Fumanchu (Castelo, ES), é um dirigente esportivo, técnico de futebol, comentarista esportivo e ex-futebolista brasileiro, que atuava como ponta-direita. Como treinador, não chegou a comandar nenhuma equipe.

Pito, como era conhecido na juventude, começou a dar seus primeiros passos ainda com 14 anos, nos juvenis do Castelo Futebol Clube, time da sua cidade natal. Era apelidado Pito pelo fato de vender pirulitos naquela época. Não demorou muito para que seu irmão Sérgio Roberto, então jogador do Fluminense, o trouxesse às categorias de base do tricolor.

Logo, o jogador atraiu o Vasco, onde foi jogar nas categorias de base e onde o capixaba começou sua carreira como Luiz Fumanchu, apelido dado após assistir um filme de caratê e ser perturbado pelos demais jogadores do Vasco, que deixaram o apelido de "zoação" marcado na história de Luiz. Quando ultrapassou a idade da categoria juvenil, em 1976, Fumanchu foi emprestado ao Sport Recife, mas logo voltou para o clube cruzmaltino, onde fez, inclusive, dupla de ataque com Roberto Dinamite. E assim, vieram as conquistas da Taça Guanabara e do Campeonato Carioca daquele ano. Mesmo obtendo destaque no Vasco, o jogador foi vendido com passagem de volta a Pernambuco, mas dessa vez para o Santa Cruz. Marcou época também no Santa, e depois voltou para o Fluminense, contratado junto ao atacante Nunes. Fumanchu atuou pelo Fluminense, o time que ele mesmo cita ser seu clube do coração, entre os anos de 1978 e 1979, nessas temporadas marcou vários gols sendo um dos principais artilheiros do time junto com Doval e Nunes.

Pouco tempo depois, foi para seu primeiro clube estrangeiro: o América do México. Depois, voltou para o Brasil, agora para o CR Flamengo, do então craque Zico, e ainda chegou a jogar no Londrina, onde encerrou a carreira.

Resumidamente, Fumanchu fez sucesso no futebol carioca, nas décadas de 1970 e 1980. Depois que parou de jogar, em 1984, Fumanchu formou-se técnico de futebol, mas nunca exerceu o ofício. Daí, assumiu a presidência do clube que o revelou e o levou à primeira divisão do Campeonato Capixaba de Futebol.

Pouco tempo depois, foi convidado pelos radialista Dailton Dessaune e Orlando Luiz (o Luiz 90) para comentar os jogos na Rádio Difusora de Cachoeiro de Itapemirim, hoje Rádio Globo Cachoeiro. Depois disso, foi exercer a profissão em sua terra natal, onde também foi secretário municipal de Esportes.

Clubes que defendeu[editar | editar código-fonte]


Referências[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.