Novo Movimento Comunista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Novo Movimento Comunista (New Communist Movement ou NCM em inglês) foi um movimento político marxista-leninista estadunidense dos anos 1970 e 1980. O termo se refere a uma tendência específica na Nova Esquerda dos EUA a qual buscava inspiração na experiência da Revolução Russa de 1917, na Revolução Chinesa e na Revolução Cubana, mas desejava fazer isto independentemente dos partidos comunistas então existentes nos Estados Unidos.

Origens[editar | editar código-fonte]

Na década de 1960, ativistas estudantis se congregaram na Students for a Democratic Society. O SDS chegou a ter mais de 100.000 membros antes de se dividir em 1969. Uma dessas divisões, o Revolutionary Youth Movement II, fragmentou-se rapidamente num grande número de pequenos partidos maoístas. Tais grupos, cole(c)tivamente, tornaram-se conhecidos como o Novo Movimento Comunista.

Referências

Artigos[editar | editar código-fonte]

  • Bush, Rod. When the Revolution Came. Radical History Review. Número 90, Outono de 2004, pp. 102-111

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Avakian, Bob. From Ike to Mao and Beyond: My Journey from Mainstream America to Revolutionary Communist, A Memoir. 449 pg. Insight Press (2005). ISBN 0-9760236-2-8
  • Committee on Internal Security. America's Maoists: The Revolutionary Union; The Venceremos Organization. 202 pg. Washington: U.S. Government Printing Office, 1972. Trade Paperback. Fotos & documentos em fac-símile.
  • Elbaum, Max. Revolution in the Air: Sixties Radicals turn to Lenin, Mao and Che. 320 pg. Verso (Junho, 2002). ISBN 1-85984-617-3.
  • Georgakas Dan and Marvin Surkin. Detroit, I Do Mind Dying: A Study in Urban Revolution. 254 pg. South End Press. Edição revisada (1 de agosto de 1998). ISBN 0-89608-571-6.
  • Haywood, Harry. Black Bolshevik: Autobiography of an Afro-American Communist. Liberator Press, Chicago: 1978. 700 pg. ISBN 0-930720-53-9
  • Mitchell, Roxanne and Frank Weiss. Two, Three, Many Parties of a New Type? Against the Ultra-Left Line. United Labor Press (1977).

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • Communist Party (Marxist-Leninist). Class struggle, journal of Communist thought. Primavera de 1975 (no. 1) ao Inverno de 1979, no. 11. Communist Party (M-L), Chicago. 1971-79
  • Goldfield, Michael and Melvin Rothenberg. The myth of capitalism reborn: a Marxist critique of theories of capitalist restoration in the USSR. 118p. "Soviet Union Study Project", distribuído por "Line of March Publications", San Francisco. 1980.
  • Kilpatrick, Admiral. A Veteran Communist Speaks... On the Struggle Against Revisionism 41p. Communist League. Chicago. 1974.
  • National Network Of Marxist-Leninist Clubs. (Irwin Silber). Rectification Vs. Fusion: The Struggle Over Party Building Line. 55p. National Network of Marxist-Leninist Clubs. San Francisco. 1979.
  • October League (Marxist-Leninist). Statement of political unity of the Georgia Communist League (M-L) and the October League (M-L). 20p. Declaração de unidade. Los Angeles, 1973.
  • Proletarian Unity League. On the October League's call for a new communist party. A response. United Labor Press. Nova York, 1976.
  • Sojourner Truth Organization. The New Face of Fascism and the Klan. Número especial de Urgent Tasks. No. 14. Outono/Invernp de 1982. Chicago. STO, 1982. Contém três discursos da "National Anti-Klan Network Conference", Atlanta, 19 de junho de 1982. Também: Lance Hill’s "Huey Long: Bayou Fascist?"; intercâmbio entre anti-semitismo e e ideologia nazista, entre Lenny Zeskind e Noel Ignatin.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Arquivos[editar | editar código-fonte]

Collection # Sc MG 80. *(em inglês)-Schomburg Center for Research in Black Culture na New York Public Library.

Artigos[editar | editar código-fonte]

Organizações[editar | editar código-fonte]

Outros[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre comunismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.