Palácio da Abolição

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Mausoléu do Presidente Castello Branco faz parte do conjunto projetado por Sérgio Bernardes.

O Palácio da Abolição é um prédio do Governo do Ceará que foi inaugurado em 4 de julho de 1970 como sede deste. O projeto é do arquiteto Sérgio Bernardes e os jardins de Burle Marx. Foi a sede de despachos do governador até 1986. Tasso Jereissati ao tomar posse como governador transferiu a sede para novas instalações para o Palácio do Cambeba, situado no bairro Cambeba[1] , deixando o palácio como sede de alguns órgãos estaduais.

As obras foram iniciadas em 16 de novembro de 1962 em terreno desapropriado de Carlos Gracie pelo governador Parsifal Barroso. Em 2004 o conjunto arquitetônico foi tombado pelo estado do Ceará devendo voltar a ser a sede do governo em 2010.[2] .

Em 25 de março de 2011, o Palácio da Abolição voltou a ser a sede do Governo Estadual. [3] .

Governos residentes[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. ,GABRIELE, Maria Cecília Filgueiras Lima; SAMPAIO NETO, Paulo Costa .“UM PALÁCIO DESTRONADO...” [1]. Porto Alegre; ufrgs, 2007
  2. Palácio da Abolição será sede do governo. Diário do Nordeste (7 de fevereiro de 2008). Página visitada em 23 de janeiro de 2009.
  3. Palácio da Abolição volta a sediar Poder Executivo Estadual. Gabinete do Governador (25 de março de 2011). Página visitada em 05 de julho de 2011.
Bibliografia
  • AZEVEDO, Miguel Ângelo. Cronologia Ilustrada de Fortaleza. Fortaleza; Programa editorial da Casa de José de Alencar, 2001.
Ícone de esboço Este artigo sobre um palácio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.