Pedro Labatut

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Pierre Labatut, dito Pedro Labatut, (Cannes, 1776Salvador, 1849) foi um militar francês (mercenário) que combateu na Guerra de Independência do Brasil.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Tendo servido na Europa, na Guerra Peninsular, esteve posteriormente na Colômbia, ao lado de Simon Bolívar, com quem não se entendeu bem. Foi para as Antilhas e depois para a Guiana Francesa.

Veio para o Brasil, onde, no Rio de Janeiro, foi contratado e admitido ao serviço do Príncipe Regente D. Pedro a 3 de julho de 1822, no posto de brigadeiro, em razão da carência de oficiais no exército recém-organizado.

Organizou o chamado Exército Pacificador, nome provavelmente sugerido pelo ministro do Reino e dos Negócios Estrangeiros, José Bonifácio de Andrada e Silva. Seguiu com as suas tropas para a Bahia, na esquadra comandada pelo Chefe de Divisão Rodrigo de Lamare, composta por uma fragata, duas corvetas e dois brigues, com a missão de enfrentar o general português Inácio Luís Madeira de Melo, ali entrincheirado e em desafio ao Regente. Venceu os portugueses na Batalha de Pirajá.

Combateu também na Revolução Farroupilha contra Davi Canabarro, seu batalhão chegou a Passo Fundo dizimado em setembro de 1840.

Pedro Labatut recebeu ainda em vida o título de Marechal-de-campo. Deixou o serviço ativo em 1842 e faleceu em Salvador na antiga rua dos Barris, via que teve o nome mudado para o de rua General Labatut. Foi o bisavô do almirante Alexandrino Faria de Alencar, reformador da Armada Brasileira, senador e ministro da marinha.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.