Pedunculata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaPedunculata
Pollicipes pollicipes

Pollicipes pollicipes
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Subfilo: Crustacea
Classe: Maxillopoda
Infraclasse: Cirripedia
Ordem: Pedunculata
Lamarck, 1818 [1]
A "árvore dos gansos" de John Gerard (1597), demonstrando a crença de que os gansos tinham origem nos percebes.

Os percebes (ordem Pedunculata) são crustáceos filtradores que vivem fixos a superfícies duras, tais como as rochas da zona intertidal ou a objectos flutuantes.

Biologia[editar | editar código-fonte]

Algumas espécies de percebes são pelágicas, vivendo fixas em madeiras ou outros objectos flutuantes. As espécies intertidais dependem mais do movimento da água do que do movimento dos seus cirros para se alimentarem pelo que se encontram fundamentalmente em costas expostas a forte hidrodinamismo.

Mitologia[editar | editar código-fonte]

Antes do conhecimento preciso da migração das aves, acreditava-se que os barnaclas ou gansos-de-rosto-branco (Branta leucopsis), se desenvolviam a partir destes crustáceos. Dessa crença tiveram origem os nomes em língua inglesa de "goose barnacle" e "barnacle goose" e o nome científico Lepas anatifera (Latim anas = "pato"). O mito terá resultado da similitude em cor e forma. Como com frequência os percebes se encontram fixos a madeiras flutuantes, assumia-se que essas madeiras procedia de supostas árvores que teriam caído água.

O monge galês Giraldus Cambrensis apresentou esta teoria na sua obra Topographia Hiberniae[2] .

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

A ordem Pedunculata divide-se nas seguintes subordens e famílias[3] :

Heteralepadomorpha Newman, 1987
Iblomorpha Newman, 1987
Lepadomorpha Pilsbry, 1916
Scalpellomorpha Newman, 1987

Notas

Referências[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Pedunculata