Peter Simon Pallas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Peter Simon Pallas

Peter Simon Pallas (Berlim, 22 de setembro de 17418 de setembro de 1811) foi um zoólogo alemão, que se tornou famoso na Rússia.

Filho de um professor de cirurgia, estudou com professores particulares interessando–se por história natural. Cursou a Universidade de Halle e a Universidade de Göttingen. Em 1760 transferiu-se para a Universidade de Leiden, onde adquiriu grau de doutor com a idade de 19 anos.

Após a graduação viajou pelos Países Baixos e Reino Unido, aperfeiçoando seus conhecimentos médicos e cirúrgicos. Estabeleceu-se em Haia onde, seu novo sistema de classificação animal foi elogiado por Cuvier. Escreveu Miscellania Zoológica (1766), que incluía a descrição de vários vertebrados novos à ciência que tinha descoberto em coleções de museus holandeses. Após uma viagem a sul da África e leste da Índia retornou, a chamado do seu pai, a Berlim onde iniciou seu trabalho sobre Spicilegia Zoologica (1767-1780).

Em 1767 Pallas foi convidado pela Imperatriz Catarina II da Rússia para tornar-se professor da Academia de Ciências de São Petersburgo. Entre 1769 e 1774 liderou uma expedição a Sibéria coletando espécimes do seu interesse. Neste tempo explorou a parte superiores do Amur, o Mar Cáspio, os Montes Urais e as Montanhas Altai, alcançando o distante Lago Baikal.

Em 1772 Pallas recolheu 700 kg de um metal encontrado perto da cidade de Krasnoyarsk, providenciando o seu transporte para São Petersburgo. Análise subsequente do metal demonstrou que era um novo tipo de meteorito. Estes novos tipos de meteoritos são chamados pallasitos. O meteorito encontrado por Pallas é denominado Krasnoyarskou, às vezes chamado de "ferro de Pallas", nomeado por Ernst Chladni em 1794. Entre 1793 e 1794 liderou uma segunda expedição ao sul da Rússia, visitando a Crimeia e o Mar Negro.

Durante a sua estadia em São Peterburgo, Pallas descobriu os diários da expedição de Georg Steller ao mar de Bering, que mandou editar. Baseado nestes relatos, Pallas descreveu cientificamente muitas das espécies avistadas pela primeira vez por Steller.

Muitos animais foram nomeados em sua homenagem, incluindo: