Petula Clark

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Petula Clark
Petula Clark em 2012
Informação geral
Nome completo Petula Sally Olwen Clark
Nascimento 15 de novembro de 1932 (81 anos)
Origem Surrey
País Inglaterra
Gênero(s) Música popular, teatro, filme
Período em atividade 1939 - presente
Outras ocupações Cantora, atriz, compositora

Petula Clark, CBE (Surrey, Inglaterra, 15 de novembro de 1932) é uma cantora britânica.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Treinada para cantar por sua mãe, Clark embarcou em uma carreira iniciada com a tenra idade de sete anos. Sua mãe galesa, de nome Doris, era uma soprano talentosa e ensinou-lhe muito. Cresceu em Epsom, Surrey. O pai de Petula, Leslie, queria ser ator, mas foi desencorajado por seus pais. Ele tornou-se gerente de Petula, manteve rigoroso controle de sua vida, e muitos achavam que ele cumpriu seus sonhos de "showbusiness" através dela. Logo ela se fixou em programas de rádio britânicos e iniciou a interpretação de seu próprio show regular - Pet’s Parlour – consistindo de uma coletânea de canções patrióticas projetadas para impulsionar o moral das tropas britânicas na Segunda Guerra Mundial. Contava então 11 anos de idade.

Após entreter as tropas ao lado de estrelas como Julie Andrews e Anthony Newley, Clark debutou no cinema com o filme "A Medal for the General", em 1944. No alvorecer dos anos 50, já era uma superstar em todo o Reino Unido, com o compromisso de atuar em duas dúzias de filmes. Em 1954 "The Little Shoemaker" foi seu primeiro sucesso que esteve entre as vinte mais preferidas do público, enquanto que em 1960 a canção "Sailor" obtinha índices expressivos de sucesso. Assim, Clark esforçou-se para verter sua imagem de adolescente. Após vender 1 milhão de cópias em 1961, com a canção "Romeo", casou-se e mudou-se para a França, estabelecendo uma base forte de fãs pelos sucessos das canções "Ya Ya Twist", "Chariot" e "Monsieur", que marcou uma nova fase de seu repertório, mais sofisticado e escorado por vocais cristalinos.

Surfando a onda da invasão britânica, Clark pôde finalmente penetrar no mercado estado-unidense em 1964 com o mega sucesso vencedor de um Grammy “Downtown”, aliás, o primeiro e único alcançado por uma mulher britânica que estourou nas paradas do Top Ten (dez mais) dos EUA. Mas não ficou só nisso. Outros sucessos alcançaram o Top Ten, (escritas e com arranjos de Tony Hatch), como em 1965 “I Know a Place” e em 1966 “I Couldn't Live Without Your Love” e o estrondoso sucesso “My Love”. Ao mesmo tempo ela resplandeceu em toda a Europa, estando nas primeiras posições do sucesso em 1967 com a canção “This is my Song” feito para o filme “A Countess From Hong Kong”. Atuou em seu próprio programa na BBC de Londres e em 1968 participou do controvertido especial do canal NBC, quando os patrocinadores pediram que um segmento com o convidado Harry Belafonte fosse editado, pelo fato de ele ser negro e estar encostado em Petula Clark nas gravações. Depois de um protesto de Clark o filme permaneceu conforme a gravação

No fim dos anos 60, o status comercial de Petula Clark deslanchou enquanto canções como “Don’t Sleep in th Subway”, “The Other Man’s Grass is Always Greener” e “Kiss Me Goodbye” faziam sucesso em ambos os lados do Atlântico.

Em 1968 também reiniciou sua carreira no cinema estrelando “Finian’s Rainbow” seguido um ano mais tarde por Goodbye Mr. Chips. Ela foi a primeira mulher do Reino Unido a ganhar um Grammy, cantou com Frank Sinatra e Barbra Streisand, e no já citado filme "Finian's Rainbow", que foi um de seus 30 filmes em que particupo, ela dançou com Fred Astaire.

Anos mais tarde, Clark se dedicou a turnês internacionais, atuando até os dias atuais.

Seu hit, Downtown, participou de forma marcante do seriado Lost da American Broadcasting Company americana, quando a personagem Juliet (Elizabeth Mitchell) a escuta. Esse mesmo hit fez parte da trilha sonora do filme "Girl, interrupted" (Garota interrompida, em português), lançado em 1999, com a participação de Winona Ryder e Angelina Jolie.

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Em 1955, Clark ligou-se romanticamente com Joe "Mr Piano" Henderson. A especulação de que o casal planejava se casar se intensificaram. No entanto, com o aumento do brilho de estar no centro das atenções públicas, e crescendo a fama de Clark - sua carreira na França estava apenas começando , Henderson, supostamente não querer acabar conhecido como "Mr. Petula Clark", decidiu terminar o relacionamento, entretanto, o relacionamento profissional continuou por um par de anos, culminando na série da BBC Radio Mr. Piano, a última vez que eles trabalharam juntos, embora permanecessem em termos amigáveis​​. Em 1962, ele escreveu uma balada sobre o seu "break-up", chamado ""There's Nothing More To Say" (Não há mais nada a dizer), para o LP de Clark "In Other Words" (Em outras palavras).

Em outubro de 1957, Clark foi convidada para se apresentar no Olympia de Paris para o mais famoso programa de rádio ao vivo da Europa, o Musicorama. No dia seguinte, ela foi convidada pelo presidente da Vogue Records Léon Cabat para discutir a gravação em francês e trabalhar na França. Foi lá que ela conheceu o publicitário Claude Wolff, por quem ela ficou imediatamente atraída, e quando lhe foi sugerido trabalhar com ele, gravando em francês, ela concordou. Em junho de 1961, casou-se com Clark Wolff, primeiro em uma cerimônia civil em Paris, em seguida, no religioso em sua Inglaterra natal. Querendo fugir das restrições do estrelato criança que lhe foi imposto, pelo público britânico, e ansiosa para escapar da influência de seu pai, ela mudou-se para França, onde ela e Wolff tiveram duas filhas, Barbara Michelle e Catherine Nathalie. Em seguida, seu filho Patrick nasceu em 1972.

Desde 2012, Clark vive durante a maior parte do ano, em Genebra, na Suíça, mas ela também tem um chalé nos Alpes franceses, onde ela gosta de esquiar, e um "pied-à-terre" em Chelsea, Londres. Em janeiro de 2012, uma campanha no Facebook foi lançada para comemorar tanto o ano de seu 80º aniversário e o jubileu de diamante. No ano de 2014 tem muitos shows programados, principalmente na França e Suiça.

Filmografia selecionada[editar | editar código-fonte]

  • Medal for the General (1944)
  • I Know Where I'm Going (1945)
  • Vice Versa (1948)
  • Here Come the Huggetts (1948)
  • The Romantic Age (1949)
  • Dance Hall (1950)
  • White Corridors (1951)
  • The Card (1952)
  • Made in Heaven (1952)
  • The Runaway Bus (1954)
  • Track the Man Down (1955)
  • A Couteaux Tirés (1964)
  • Finian's Rainbow (1968)
  • Goodbye, Mr. Chips (1969)
  • Never Never Land (1980)

Discografia selecionada[editar | editar código-fonte]

  • Put Your Shoes On Lucy (1949)
  • Music! Music! Music! (cobertura de uma gravação de Teresa Brewer)
  • You Are My True Love (1950)
  • Mariandl (com Jimmy Young) (1951)
  • Where Did My Snowman Go? (1952)
  • The Card (1952)
  • Christopher Robin At Buckingham Palace (1953)
  • The Little Shoemaker (1954) (cobertura de uma gravação The Gaylords)
  • Meet Me In Battersea Park (1954)
  • Majorca (1955)
  • Suddenly There's a Valley (1955) (cobertura de uma gravação de Gogi Grant)
  • With All My Heart (1957) (cobertura de uma gravação de Jodie Sands)
  • Sailor (1961)
  • Romeo (1961)
  • Marin (Sailor) (1961)
  • Ya Ya Twist (1962)
  • Chariot (I Will Follow Him) (1962)
  • Coeur Blesse (1963)
  • Ceux Qui Ont Un Coeur (Anyone Who Had a Heart) (1964)
  • Downtown (1964)
  • Invece No (1965)
  • I Know a Place (1965)
  • Dans Le Temps (Downtown) (1965)
  • My Love (1965)
  • I Couldn't Live Without Your Love (1966)
  • This is My Song (1967)
  • Don't Sleep in the Subway (1967)
  • Finian's Rainbow (trilha sonora) (1968)
  • Goodbye, Mr. Chips (trilha sonora) (1969)
  • Sauve Moi (1977)
  • Blood Brothers (International Recording) (1995)
  • Músicas de Sunset Boulevard (1996)
  • Here for You (1998)
  • The Ultimate Collection (2002)
  • Kaleidoscope (2003)
  • Starting All Over Again (2003)
  • Live at the Paris Olympia (2004)
  • Driven by Emotion (2005)
  • In Memphis (2005)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Petula Clark