Posições sobre Jerusalém

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Israel tem controle de facto sobre toda Jerusalém. Contudo, exitem muitas posições sobre Jerusalém legais e diplomáticas que diferem1 .

  • Outros reclamam parte ou toda Jerusalém como Al Quds, a capital do futuro estado palestino.
  • Muitos membros da Assembléia Geral das Nações Unidas incluindo principalmente estados árabes, apóiam a causa palestina.
  • De jure, a maior parte dos membros das Nações Unidas e a maioria das organizações internacionais não aceitam Jerusalém como a capital de Israel, nem da anexação de Israel de Jerusalém Oriental. As embaixadas estão geralmente alocadas em Tel Aviv, que serviu como capital temporária de Israel durante o bloqueio árabe a Jerusalém em 1948.

Referências

  1. "Brian Whitaker. "Rivals for holy city may have to turn to God." Guardian Unlimited. 22 de Agosto de 2000; "Marilyn Henry. "Disney response on Jerusalem exhibit calms Arabs." Jerusalem Post Service 1 de Outubro de 1999; Deborah Sontag. "Two Dreams of Jerusalem Converge in a Blur" New York Times. 21 de Maio de 2000. (em inglês)