Rafael Grampá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rafael Grampá
RafaelGrampa11.15.08ByLuigiNovi.jpg

Grampá na Convenção Big Apple, em novembro de 2008
Local Pelotas (RS
Nacionalidade brasileiro
Área(s) de atuação Quadrinista
Trabalhos de destaque Mesmo Delivery

Rafael Grampá (Pelotas, 27 de Abril de 1978) é um renomado quadrinista brasileiro. Destacou-se pelo sucesso internacional de sua primeira obra solo em quadrinhos, a graphic novel Mesmo Delivery e pela publicação independente 5, ao lado de Becky Cloonan, Fábio Moon, Gabriel Bá e Vasilis Lolos, que conquistou o Oscar das histórias em quadrinhos mundiais, o Prêmio Eisner de melhor antologia em 2008[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Grampá começou a carreira cedo. Aos 14 anos desenhava brasões de bandeiras para municípios do Rio Grande do Sul, fazia estampas para camisetas, logotipos para lojas e decorações de festas infantis. Em 2001 virou diretor de arte da RBS TV, filial da Rede Globo no sul do Brasil. Em 2004 mudou-se para São Paulo e trabalhou como diretor de animação e concept designer para o estúdio de animação Lobo/Vetor Zero, em São Paulo, desenvolvendo filmes de animação e efeitos especiais para publicidade [2] [3] . Sua carreira como autor de histórias em quadrinhos começou em 2005, quando desenhou a história The Lao's Family Fish Market, incluída na coletânea Gunned Down, publicada nos EUA pela editora independente Terra Major. No Brasil, a coletânea foi publicada pela Devir[4] .

Em 2007, publicou a antologia "5", junto com os gêmeos Gabriel Bá e Fábio Moon, a quadrinista americana Becky Cloonan e o grego Vasilis Lolos. A antologia foi lançada no Brasil, EUA e Grécia de forma independente, distribuída pelos próprios autores. A publicação rendeu aos cinco quadrinistas o prêmio Eisner Award, considerado o Oscar das histórias em quadrinhos. Grampá, Bá e Moon entraram para a história das histórias em quadrinhos como os primeiros brasileiros a receberem a premiação.

No ano seguinte, publicou de maneira independente sua primeira graphic novel, intitulada Mesmo Delivery. A obra, inspirada no seriado de TV Além da Imaginação e nos filmes de Sergio Leone e Sam Peckinpah, foi lançada na San Diego Comic Con 2008 e distribuída nos EUA pela editora Ad House Books. No Brasil, Mesmo Delivery foi lançada no mesmo ano pela Editora Desiderata. Mesmo Delivery valeu a Grampá os Troféus HQ Mix de Melhor Álbum Especial Nacional e Melhor Desenhista Nacional em 2009[5] . Também em 2009, Grampá fechou contrato com a editora americana Dark Horse Comics para republicar Mesmo Delivery e produzir sua nova obra, a série Furry Water and The Sons of The Insurection. No mesmo ano, Grampá foi convidado da Festa Literária de Paraty (FLIP) e listado como um dos ”Os 100 brasileiros mais influentes” [6] da Revista Época. No próximo ano, Mesmo Delivery foi publicada na Itália pela editora Comma 22.

Em 2010, Grampá foi convidado pela editora americana Marvel Comics para criar uma história para a antologia Strange Tales 2, dando ao artista liberdade total de criação. Grampá escreveu e desenhou a história "Dear Logan" e foi considerada pelos críticos mais importantes dos EUA como "a melhor história do Wolverine de todos os tempos"[7] . Com essa história de oito páginas, Grampá se tornou o primeiro brasileiro a escrever um roteiro para a Marvel Comics a ser publicada nos Estados Unidos.

Atualmente o artista escreve -com o escritor brasileiro Daniel Pellizzari- e desenha a série Furry Water and The Sons of The Insurrection para a editora americana Dark Horse Comics e escreve o roteiro da adaptação para o cinema de Mesmo Delivery [8] , que terá direção de Mauro Lima, diretor do filme Meu Nome Não É Jhonny.

Obras publicadas nos EUA[editar | editar código-fonte]

Interior[editar | editar código-fonte]

  • Gunned Down (versão estadunidense de Bang Bang, 2005): Lao Family's Fish Market
  • 5 (2007)
  • Mesmo Delivery (2008)
  • Hellblazer #250 (2009): All I Goat For Christmas
  • Strange Tales II #1 (2010): Dear Logan

Capas[editar | editar código-fonte]

  • Dead of Night (2009)
  • American Vampire #6 (2010)
  • Strange Tales II #1 (2010)
  • "Uncanny X-Force" #19 (2011)
  • "Dominique Laveau: Voodoo Child" #1, #2 (2012)

Pin Ups[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Spacca
Troféu HQ Mix - Melhor desenhista nacional
2008
Sucedido por
Marcelo Quintanilha

Referências

  1. G1. Com pinta de 'veterano', Rafael Grampá lança sua primeira HQ. 2 de outubro de 2008
  2. Aguarras. Entrevista com Rafael Grampá. 17 de abril de 2007
  3. Folha Online. Rafael Grampá lança HQ e participa de filme. 10 de junho de 2008
  4. Reviews. Universo HQ
  5. Troféu HQ Mix
  6. http://furrywater.wordpress.com/2009/12/07/sobre-ou-sob-a-influencia/
  7. http://www.comicbookresources.com/?page=article&id=28946
  8. http://omelete.uol.com.br/cinema/mesmo-delivery-mauro-lima-vai-dirigir-adaptacao-da-hq-de-rafael-grampa/
Ícone de esboço Este artigo sobre autor ou ilustrador de banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.