Rede social virtual

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

As Redes Sociais Virtuais são grupos ou espaços específicos na Internet, que permitem partilhar dados e informações, sendo estas de caráter geral ou específico, das mais diversas formas (textos, arquivos, imagens fotos, videos, etc.).

Há também a formação de grupos por afinidade, formando comunidades virtuais, com ou sem autorização, e de espaços abertos ou não para discussões, debates e apresentação de temas variados (comunidades, fóruns, twitter, sites de relacionamento).

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Hoje as Redes sociais são responsáveis por 62% do tráfego na internet brasileira e são uma das principais formas de representação dos relacionamentos pessoais ou profissionais.

As redes sociais mais populares no Brasil são:

  • Orkut, rede social filiada ao Google, criada em 24 de Janeiro de 2004 com o objetivo de ajudar seus membros a criar novas amizades e manter relacionamentos. Superada, a rede social foi encerrada em 30 de setembro de 2014. "O Orkut pode estar indo embora, mas todas as incríveis comunidades criadas pelos usuários vão ficar. Um arquivo com todas as comunidades públicas ficará disponível online a partir de 30 de setembro de 2014" , informou Paulo Golgher, Diretor de Engenharia do Google.
  • Flickr, site de hospedagem e partilha de imagens fotográficas (e eventualmente de outros tipos de documentos gráficos, como desenhos e ilustrações);
  • Facebook, website de relacionamento social foi lançado em 4 de fevereiro de 2004, fundado por Mark Zuckerberg e por seus colegas de quarto da faculdade, Eduardo Saverin, Dustin Moskovitz e Chris Hughes
  • Twitter, rede social e servidor para microblogging que permite aos usuários que enviem e leiam atualizações pessoais de outros contatos.
  • Rede Trabalhar, rede profissionais.

Aplicabilidade das redes sociais virtuais[editar | editar código-fonte]

Redes sociais virtuais focadas no trabalho[editar | editar código-fonte]

  • LinkedIn: Um dos precursores das redes sociais com perfil de trabalho; Carro-chefe da categoria; Muito popular entre HeadHunters e Analistas de RH que utilizam a Internet para busca e prospecção de candidatos a estágio e/ou emprego; Mais de 22 milhões de usuários cadastrados; Há contas pagas e gratuitas. Para profissionais, não há vantagens em passar para uma modalidade paga, já que os recursos extras fazem mais sentido para empresas em busca de candidatos; Famoso pelos endorsements;
  • Plaxo: Focado nas atividades na web dos contatos. Permite o cadastro de blogs, sites de hospedagem de fotos e qualquer outro tipo de serviço que possa gerar informações em RSS. Comunidades mais ativas e personalizáveis, que recebem vídeos, fotos e enquetes, além de contar com uma URL fácil de lembrar. Não tem o recurso de recomendações do LinkedIn, nem opções avançadas de busca, que permitam delimitar o perfil profissional desejado.
  • Naymz: Ótima reputação com um crescimento exponencial no Brasil; Incorpora recursos como recomendações e histórico profissional;

Aceita canais RSS com fotos, textos e vídeos; Adiciona o perfil do usuário ao Google, facilitando as buscas pelo seu nome; Sistema de pontuação: considera a quantidade de informações no perfil, a aceitação de conexões pelos contatos e as recomendações. Quanto mais pontos, melhor será sua reputação na rede e, provavelmente, mais confiáveis serão suas informações; Tem versão paga, que mostra o local de origem dos visitantes, elimina propagandas e usa ferramentas mais poderosas de promoção no Google.

A grande maioria de profissionais, no Brasil, não explora ou sub-utiliza esta poderosa ferramenta de apoio de encaminhamento ao trabalho.

Redes sociais genéricas[editar | editar código-fonte]

  • Orkut: febre no Brasil, apresenta os maiores índices de crescimento no número de usuários, e os usuários brasileiros representam quase 2/3 do total de usuários cadastrados no mundo;
  • Facebook: muito utilizado por estudantes universitários norte-americanos, vêm apresentando um índice de crescimento considerável no Brasil, sendo utilizada para divulgação de perfis pessoais e profissionais;
  • MySpace: rede social atualmente pertencente ao conglomerado News Corporation que permite a troca de informações entre seus usuários através de fotos, comentários, blogs dentre outros. Indicada para utilizadores do mundo artístico; tem a facilidade no recebimento de arquivos de música e vídeo, é muito utilizado nos Estados Unidos da América, e por profissionais de TI no mundo todo;

Assim como as redes sociais virtuais focadas no trabalho, podem ser utilizadas para a gravação de dados profissionais, com foco no trabalho, no entanto, têm o caráter mais genérico, pessoal, onde as pessoas utilizam como ferramenta de apoio na comunicação com amigos, familiares, etc.. Não que não possa ser utilizada como base de consulta à contratação de profissionais.

As redes sociais virtuais e a internet[editar | editar código-fonte]

Desde o advento da Internet, podemos afirmar que:

  • Mudou o modo de vida das pessoas;
  • Ampla cobertura, e acesso disposto a milhões de usuários em todo o mundo
  • A mídia on-line evoluiu de certa forma que criou locais de acesso a estes usuários, havendo assim a criação de comunidades virtuais, onde se fala, discute, opina e debate de tudo;
  • Não há mais fronteiras delimitadas por localizações geográficas, e outros reveses que o mundo “real” nos impõe;
  • As "comunidades virtuais" são formadas pelas redes sociais virtuais, e são hoje as ferramentas de Internet mais populares e utilizadas no mundo todo;
  • Empresas utilizam as redes sociais virtuais, aproveitando o grande tráfego de usuários, como uma ferramenta de agregação da informação nos espaços virtuais, permitindo um fácil acesso a todos os interessados e principalmente, gerando uma economia nos investimentos.

O comportamento face ao uso das Redes Sociais Virtuais[editar | editar código-fonte]

  • É uma vitrine virtual com vários "concorrentes". As informações mais concisas, claras e objetivas ajudam a destacar o que realmente importa (conhecimento técnico, tecnológico, experiência profissional, aptidões, etc);
  • A rede de contatos é um "reflexo" do seu perfil profissional;
  • Encare a rede (web) como um currículo;
  • A atualidade faz a oportunidade. O ritmo de atualizações tem que ser de Web 2.0;

Ver também[editar | editar código-fonte]