Retroviridae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Como ler uma caixa taxonómicaRetroviridae
Eletromicrografia de partículas virais de HIV

Eletromicrografia de partículas virais de HIV
Classificação científica
Grupo: Grupo VI (ssRNA-RT)
Família: Retroviridae
Gêneros
Subfamília: Orthoretrovirinae
Alpharetrovirus
Betaretrovirus
Gammaretrovirus
Deltaretrovirus
Epsilonretrovirus
Lentivirus

Subfamília: Spumaretrovirinae

Spumavirus

Retroviridae é uma família de vírus que possuem genoma constituído por RNA fita simples senso positivo e que replicam o RNA viral por meio de um processo denominado transcrição reversa, onde moléculas de DNA dupla fita (dsDNA) são geradas a partir de RNA, pela ação da enzima transcriptase reversa. Esta família viral pertence ao grupo VI (vírus ssRNA-RT) no Sistema de Classificação de Baltimore.[1] [2]

Ciclo viral dos retrovírus[editar | editar código-fonte]

De maneira geral, o ciclo viral dos retrovírus ocorre da seguinte maneira:

  • Transmissão: O vírus é levado (por algum meio) até uma célula compatível com seus recetores sítios de ligação;
  • Adsorção: O vírus adere à célula hospedeira;
  • Injeção: O vírus injeta seu RNA e enzimas virais dentro da célula hospedeira;
  • Eclipse: O vírus, através da enzima transcriptase reversa, sintetiza DNA a partir do seu RNA, e liga esse DNA ao DNA da célula hospedeira. Ainda durante a Eclipse, o DNA celular produz as proteínas e outras substâncias da cápsula viral;[carece de fontes?]
  • Retrotranscrição: A síntese de DNA (ssDNA senso negativo) a partir do genoma viral (ssRNA senso negativo) ocorre por intermédio da enzima viral transcriptase reversa, uma DNA polimerase RNA-dependente que catalisa esta reação. O DNA produzido pode se integrar ao genoma celular, onde será transcrito e codificará mRNAs e novos RNAs virais. Estes processos são mediados pela ação de uma RNA polimerase DNA-dependente celular, que transcreve o provírus integrado ao genoma hospedeiro;[3] [4]
Class VI virus (ssRNA-RT) RNA synthesis.svg
  • Liberação: os novos retrovírus formados dentro da célula hospedeira saem dela. Esse processo pode ser lítico (quando, devido ao grande número de vírus, a célula se rompe) ou lisogênico (os vírus saem da célula sem rompê-la).[carece de fontes?]

Classificação[editar | editar código-fonte]

Os seguintes gêneros são incluídos dentro da família Retroviridae [carece de fontes?]:

Doenças causadas por retrovírus[editar | editar código-fonte]

Papel Medicinal[editar | editar código-fonte]

Quando utilizados como vetores na terapia gênica somática, alteram de forma permanente a célula hospedeira, integrando-se ao genoma. São utilizados especialmente em células dos músculos liso e esquelético, da medula óssea, fibroblastos e hepatócitos.[carece de fontes?]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. FAUGET, C. M.; MAYO, M. A.; MANILOFF, J.; DESSELBERGER, U; BALL, L. A.. Virus Taxonomy. 2. ed. California: Academic Press, 2005. 1162 p. ISBN 978-0122499517
  2. INTERNATIONAL COMMITTEE ON TAXONOMY OF VIRUSES (ICTV). ICTV Master Species list 2009. Disponível em: <http://www.ictvonline.org/virusTaxonomy.asp?version=2009>. Página visitada em 02 de abril de 2011.
  3. MURRAY, P. R.; ROSENTHAL, K. S.; PFAÜER, M. A.. Microbiología Médica. 5. ed. Madrid: Elsiver España, 2006. 976 p. ISBN 978-84-8174-927-4
  4. CARTER, J.; SAUNDERS, V.. Virology: Principles and Applications. Chichester: Wiley, 2007. 382 p. ISBN 978-0-470-02386-0


Ícone de esboço Este artigo sobre vírus é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.