Rito Escocês Retificado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Parte de uma série de artigos sobre
Maçonaria
Maçom
Artigos principais

Maçonaria · Grande Loja · Loja Maçônica · Venerável Mestre · Graus maçônicos · Lojas Simbólicas · Loja de Perfeição

História

História da Maçonaria · Manuscritos Maçônicos · Constituição de Anderson ·CLIPSAS · SIMPA · União Maçónica Internacional CATENA · C.I.MA.S.

O Rito Escocês Retificado é um ritual usado por alguns maçons em suas atividades. É também conhecido como Rito Templário ou Rito de Willermoz, em alusão ao seu criador, Jean Baptiste de Willermoz (Lyon,1730- Lyon,1824), que foi iniciado na maçonaria aos 20 anos de idade.[1]


Jean Baptiste de Willermoz era de origem francesa, franco-maçon e se tornou Venerável Mestre (Presidente) da sua Loja em Lyon dois anos após ter sido iniciado.


Rito Retificado – Ramo do Escocismo

O Escocismo ou Escocesismo é uma forma de Maçonaria antiga que existia e entrou na França ainda antes da criação da Grande Loja da Inglaterra. É caracterizado por uma série de Ritos que nasceram na França a partir do ano 1649 e que tiveram um desenvolvimento bastante peculiar e sincrético (conciliando princípios de várias doutrinas), recebendo as mais variadas denominações e influências, querem filosóficas, morais, bíblico-judaicas, herméticas, rosacrucianas, templárias, políticas, religiosas e sociais, além dos modismos das épocas dos cavalheiros e das monarquias e reinados e também da História da Humanidade, tudo isto acontecendo num período bastante transformador de costumes.


Em 1725 foi criado o Grau de Mestre e em 1738 ele foi acrescentado oficialmente aos dois primeiros Graus e incorporado definitivamente à Ordem. Criou-se a lenda de Hiram, a qual se sabe que levou mais ou menos uns sessenta anos para tomar a redação que hoje se conhece, bem como suas mensagens ficarem definitivamente consagradas.

Referências

  1. [1].