SuperLiga Norte-Americana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
SuperLiga Norte-Americana
Current sport.svg Superliga 2010
Fundação
2007
Continente
América do Norte (CONCACAF)
Países
Canadá Canadá
México Mexico
Estados Unidos EUA
Número de Equipes
8 (Grupos)
Campeão atual (2010)
México Monarcas Morelia
Maior vencedor
México Pachuca (1 campeonato)
Estados Unidos New England Revolution (1 campeonato)
México Tigres UANL (1 campeonato)
México Monarcas Morelia (1 campeonato)
Website
Site Oficial (em inglês)

A SuperLiga Norte-Americana, mais conhecida como SuperLiga, foi um campeonato de futebol jogado entre equipes do EUA, Canadá e México que disputavam o título de campeão da América do Norte .

História[editar | editar código-fonte]

A Superliga teve início em 24 de julho de 2007 com oito times, sendo quatro da MLS, a liga de futebol estadunidense (com participação do Canadá) e da La Primera División del Fútbol Mexicano, a primeira divisão do futebol mexicano. As oito primeiras equipes a participar da primeira Superliga são América, Chivas Guadalajara, Monarcas Morelia e Pachuca do México e DC United, FC Dallas, Houston Dynamo e Los Angeles Galaxy pela MLS.

Forma de disputa[editar | editar código-fonte]

O campeonato era disputado no formato da Liga dos Campeões da UEFA - com a diferença que todo o campeonato é disputado em um país-sede (nos anos de 2007 e 2008, o país-sede foram os EUA) - sendo que as equipes são divididas em dois grupos de quatro. Classificavam-se os dois primeiros de cada grupo, que faziam a semifinal com o primeiro colocado de um grupo jogando com o segundo do outro e os vencedores faziam a grande final.

Premiação[editar | editar código-fonte]

O vencedor embolsava um prêmio de um milhão de dólares.

Logotipo e troféu[editar | editar código-fonte]

O elegante logotipo da Superliga, uma pluma, foi inspirado nos símbolos representativos dos países participantes: a águia careca, nativa dos EUA e Canadá e a águia dourada que aparece na bandeira mexicana. O conceito das águias deslizando-se sobre a mesma bola evoluiu para uma representação gráfica de uma pluma com dois lados, uma de prata e uma de ouro, sobre a bola evocando assim o caráter da competição. Históricamente em todos esses países, a pluma tem sido um símbolo de coragem, excelência e glória. O troféu da Superliga reflete essa forma elegante pela qual o desejado troféu será disputado pelas melhores equipes da América do Norte.

Superliga 2007[editar | editar código-fonte]

Primeiros finalistas[editar | editar código-fonte]

A equipe estadunidense Los Angeles Galaxy, do craque britânico David Beckham, e a equipe mexicana Pachuca, campeã da Copa dos Campeões da CONCACAF de 2007, fizeram, em 29 de agosto de 2007, a primeira final da primeira Superliga.

Primeiro campeão[editar | editar código-fonte]

Após um empate no tempo normal em 1x1, o Pachuca sagrou-se o primeiro campeão da primeira Superliga em uma dramática decisão por penaltis com placar final de 4x3.

Primeiro artilheiro[editar | editar código-fonte]

Landon Donovan, do Los Angeles Galaxy, foi o primeiro artilheiro da primeira Superliga com 4 gols marcados.

Superliga 2008[editar | editar código-fonte]

A Superliga 2008 foi novamente disputada nos EUA de 12 de julho até 5 de agosto. Os quatro melhores times da MLS Cup - os dois melhores da conferência leste e os dois melhores da conferência oeste - disputaram a competição. Foram classificados o Chivas USA (primeira participação), DC United (segunda participação), Houston Dynamo (segunda participação) e o New England Revolution (primeira participação). Além do campeão do ano anterior, o Pachuca, as equipes mexicanas classificadas foram o Atlante (primeira participação), o Chivas Guadalajara (segunda) e o Santos Laguna (primeira).

Finalistas[editar | editar código-fonte]

O Houston Dynamo chegou pela primeira vez à final ao eliminar o campeão do ano anterior, o Pachuca. O seu adversário é o New England Revolution, que eliminou o Atlante na outra semifinal.

Campeão[editar | editar código-fonte]

O New England Revolution tornou-se campeão da Superliga 2008 ao derrotar o Houston Dynamo em disputa de penaltis por 6x5 após um empate em 2x2 no tempo normal.

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Stuart Holden, do Houston Dynamo; Ante Razov, do Chivas USA e Shalrie Joseph, do New England Revolution, dividiram a artilharia da competição com 3 gols cada um.

Superliga 2009[editar | editar código-fonte]

Pelo terceiro ano seguido, a Superliga é disputada nos EUA, desta vez no perírod de 20 de junho até 5 de agosto de 2009. As equipes da MLS que participam da Superliga deste anos são: Chicago Fire, Chivas USA, Kansas City Wizards e o campeão de 2008 New England Revolution. O Chicago Fire e o Kansas City Wizards participam pela primera vez; o Chivas USA e o New England Revolution - que irá defender seu título - pela segunda. Entre as equipes do México já estão classificadas o Atlas, o Santos Laguna, O Tigres UANL, e o San Luis. É a segunda participação do Santos Laguna enquanto que os outros irão participar pela primeira vez.

Final e campeão[editar | editar código-fonte]

A grande final foi entre Chicago Fire e Tigres UANL. Após um empate em 1x1,no tempo normal, os Tigres venceram na decisão por pênaltis por 4x3.

Artilheiro[editar | editar código-fonte]

O mexicano Armando Pulido, do Tigres UANL, foi o artilheiro da competição com 3 gols.

Superliga 2010[editar | editar código-fonte]

A MLS e a Federación Mexicana de Fútbol anunciaram oficialmente a data de início da Superliga 2010 em 14 de julho próximo, três dias após o término da Copa do Mundo de 2010[1]. As equipes da MLS que irão participar da edição deste ano são: Chicago Fire, Chivas USA, Houston Dynamo e New England Revolution. As equipes do México que irão participar são Pachuca, Monarcas Morelia, Pumas UNAM e Puebla sendo a primeira participação de Puebla e Pumas UNAM.

Finalistas[editar | editar código-fonte]

A final foi entre New England Revolution e Monarcas Morelia com vitória da equipe mexicana por 2x1.

Artilheiro[editar | editar código-fonte]

O artilheiro foi o mexicano Miguel Sabah com 4 gols.

Superliga 2011 e cancelamento[editar | editar código-fonte]

A MLS definiu as equipes que iriam participar da Superliga 2011: Real Salt Lake, Red Bull New York, Columbus Crew, San José Earthquakes. Todos debutavam na competição. A Federación Mexicana de Fútbol ainda não tinha anunciado seus representantes quando houve o cancelamento em março desse mesmo ano.

Campeões[editar | editar código-fonte]

Ano País-sede Campeão Placar Vice-campeão
2007
Detalhes
Estados Unidos
EUA
Flag of Mexico.svg Pachuca 1 - 1
(Penaltis 4 - 3)
Flag of the United States.svg Los Angeles Galaxy
2008
Detalhes
Estados Unidos
EUA
Flag of the United States.svg New England Revolution 2 - 2
(Penaltis 6 - 5)
Flag of the United States.svg Houston Dynamo
2009
Detalhes
Estados Unidos
EUA
Flag of Mexico.svg Tigres UANL 1 - 1
(Penaltis 4 - 3)
Flag of the United States.svg Chicago Fire
2010
Detalhes
Estados Unidos
EUA
Flag of Mexico.svg Monarcas Morelia 2 - 1
Flag of the United States.svg New England Revolution

Vitórias por país[editar | editar código-fonte]

Vitórias por país
País Títulos Anos
Flag of Mexico.svg
México
3 2007
2009
2010
Flag of the United States.svg
EUA
1 2008
Flag of Canada.svg
Canadá
0 -

Vitórias por equipe[editar | editar código-fonte]

Vitórias por equipe
País Equipe Títulos Anos
Flag of Mexico.svg
México
Pachuca 1 2007
Flag of the United States.svg
EUA
New England Revolution 1 2008
Flag of Mexico.svg
México
Tigres UANL 1 2009
Flag of Mexico.svg
México
Monarcas Morelia 1 2010

Equipes que venceram em sua primeira participação[editar | editar código-fonte]

Participações na Superliga[editar | editar código-fonte]

Tabela de participações na Superliga
País Equipe Participações Anos
Flag of the United States.svg
EUA
Chivas USA 3 2008
2009
2010
Flag of the United States.svg
EUA
Houston Dynamo 3 2007
2008
2010
Flag of the United States.svg
EUA
New England Revolution 3 2008
2009
2010
Flag of Mexico.svg
México
Pachuca 3 2007
2008
2010
Flag of the United States.svg
EUA
Chicago Fire 2 2009
2010
Flag of Mexico.svg
México
Chivas Guadalajara 2 2007
2008
Flag of the United States.svg
EUA
DC United 2 2007
2008
Flag of Mexico.svg
México
Monarcas Morelia 2 2007
2010
Flag of Mexico.svg
México
Santos Laguna 2 2008
2009
Flag of Mexico.svg
México
América 1 2007
Flag of Mexico.svg
México
Atlante 1 2008
Flag of Mexico.svg
México
Atlas 1 2009
Flag of the United States.svg
EUA
Columbus Crew 1 2011
Flag of the United States.svg
EUA
FC Dallas 1 2007
Flag of the United States.svg
EUA
Kansas City Wizards 1 2009
Flag of the United States.svg
EUA
Los Angeles Galaxy 1 2007
Flag of Mexico.svg
México
Puebla 1 2010
Flag of Mexico.svg
México
Pumas UNAM 1 2010
Flag of the United States.svg
EUA
Real Salt Lake 1 2011
Flag of the United States.svg
EUA
Red Bull New York 1 2011
Flag of the United States.svg
EUA
San José Earthquakes 1 2011
Flag of Mexico.svg
México
San Luis 1 2009
Flag of Mexico.svg
México
Tigres UANL 1 2009

Equipes que mais participaram[editar | editar código-fonte]

3 vezes

2 vezes

1 vez

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Artilheiros da Superliga
Ano País Equipe Jogador Gols
2007 Flag of the United States.svg
EUA
Los Angeles Galaxy Landon Donovan 4
2008 Flag of the United States.svg
EUA
Houston Dynamo Stuart Holden 3
2008 Flag of the United States.svg
EUA
Chivas USA Ante Razov 3
2008 Granada (país)
Granada
New England Revolution Shalrie Joseph 3
2009 México
México
Tigres UANL Armando Pulido 3
2010 México
México
Monarcas Morelia Miguel Sabah 4

Notas[editar | editar código-fonte]

  • O lema escolhido para a Superliga é Pride, Honor, Victory, que, em inglês, significa Orgulho, Honra, Vitória.
  • Dependendo do sucesso, a Superliga pode ser disputada anualmente, sendo que, já em 2008, cogita-se aumentar o número de participantes de 8 para 16 equipes. Cogita-se também haver um torneio de classificação nas respectivas ligas que irá decidir quais equipes jogarão a fase final.
  • A média de público da primeira Superliga foi boa: cerca de 16.000 pessoas assistiram, em média, as partidas da Superliga. Essa média é maior que a da MLS Cup (15.000 pessoas) e de campeonatos mais tradicinais como, por exemplo, o Liga Portuguesa (10.000).
  • A Superliga de 2007 teve uma participação brasileira: o desconhecido (no Brasil) jogador Marcio Antonio Batista, do Monarcas Morelia, que chegou a marcar um gol no empate de sua equipe contra a equipe estadunidense Houston Dynamo.
  • A CONCACAF (a Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe) já reconhece a Superliga como um campeonato oficial.
  • Para a edição de 2008, o Pumas UNAM era a equipe oficialmente classificada. Porém, declinou do convite e foi substituído pelo campeão do ano anterior, o Pachuca.
  • Com a conquista da Superliga em 2008, o New England Revolution acabou com um "jejum" de conquistas de títulos internacionais por equipes da MLS (a última vez tinha sido a conquista da Copa dos Campeões da CONCACAF pelo Los Angeles Galaxy em 2000).
  • O Columbus Crew e o Houston Dynamo apesar de terem sido respectivamente campeão e vice-campeão da MLS Supporters' Shield de 2008, não participarão da edição de 2009 da Superliga por estarem participando da Liga dos Campeões da CONCACAF desse mesmo ano e, por isso, foram substituídos pelo Kansas City Wizards e New England Revolution.
  • O New England Revolution foi a primeira equipe a disputar mais de uma final.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]