Teodoro I da Rússia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Teodoro I.

Teodoro I (31 de maio de 15577 de janeiro de 1598) foi o último tsar russo da dinastia Rurik de 1594 a 1598.

Era filho de Ivã IV e de Anastácia Romanova Zakharina. Em 1580, ele se casa com Irene Godunova (? — 1603) irmã de Boris Godunov.

Teodoro tinha 27 anos ao se tornar tsar, mas não se encontrava preparado para governar. [1] [2] Por este motivo, ele instituiu um conselho regencial composto por Teodoro Ivanovitch Mtislavski, presidente do Conselho de boiardos, Ivã Petrovitch Chuiski, Nikita Romanovitch Romanov e Bogdan Iakovlevitch Bielski. Bielski foi um dos maiores chefes da oprichnina e defendeu os direitos do tsarévich Demétrio, meio-irmão de Teodoro e filho da última esposa de Ivã IV. Nikita Romanov era um tio materno de Teodoro.

Boris Godunov, cunhado de Teodoro, não foi incluído no conselho regencial, mas durante os últimos anos de Ivã conseguiu adquirir poder suficiente para participar na luta pelo poder. Apoiado por Mtislavski e Romanov, começa a ameaçar Bogdan Bielski, que é exilado em Uglitch com o tsarévich Demétrio. Ivã Chuiski tinha muito mais poder e ambição, mas suas relações amistosas com a Polônia o prejudicavam.

Desse tempo até a morte de Teodoro, o poder estava concentrado nas mãos de Boris Godunov. Sua principal realização foi a instauração do patriarcado de Moscou em 1588. Nesta época, tratou-se do único patriarcado ortodoxo independente, pois os outros (Constantinopla, Antioquia, Alexandria e Jerusalém) estavam sob dominação otomana.

Em 15 de maio de 1591, o tsarévich Demétrio morre em Uglitch, provavelmente assassinado por ordens de Boris Godunov. Teodoro ficou sem herdeiros e, com a sua morte em 1598, termina consigo a Dinastia Rurik.

Boris Godunov se aproveita do vácuo político para ocupar o trono, mas sua coroação contestada inicia um período de distúrbios no território russo, conhecido atualmente como o Tempo de Dificuldades.

Precedido por
Ivã IV
Tsar da Rússia
1584–1598
Sucedido por
Boris Godunov

Referências

  1. Levitt, Marcus C.. Times of Trouble: Violence in Russian Literature and Culture. [S.l.]: Univ of Wisconsin Press, 2007. 324 pp. ISBN 9780299224301.
  2. Elliott, Mark. Russia & Belarus. [S.l.]: Lonely Planet, 2006. ISBN 9781741042917.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Heller, Michel. Histoire de la Russie et de son empire. Plon. Paris. 1997.