Grande Liquidação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Tom Zé (álbum de 1968))
Ir para: navegação, pesquisa
Tom Zé - Se o Caso é Chorar
Álbum de estúdio de Tom Zé
Lançamento 1968
Gravação 1968
Gênero(s) MPB
Formato(s) LP
Gravadora(s) Rozembilt
Cronologia de Tom Zé
Último
Último
Tom Zé
(1970)
Próximo
Próximo

Grande Liquidação é o álbum de estreia do cantor brasileiro Tom Zé, lançado em 1968.[1]

Contracapa[editar | editar código-fonte]

O disco contém o seguinte texto na contracapa (ortografia atualizada)[2] :

Cquote1.svg Somos um povo infeliz, bombardeado pela felicidade. O sorriso deve ser muito velho, apenas ganhou novas atribuições. Hoje, industrializado, procurado, fotografado, caro (às vezes), o sorriso vende. Vende creme dental, passagens, analgésicos, fraldas, etc. E como a realidade sempre se confundiu com os gestos, a televisão prova diariamente, que ninguém mais pode ser infeliz. Entretanto, quando os sorrisos descuidam, os noticiários mostram muita miséria. Enfim, somos um povo infeliz, bombardeado pela felicidade.(Às vezes por outras coisas também). É que o cordeiro, de Deus convive com os pecados do mundo. E até já ganhou uma condecoração. Resta o catecismo, e nós todos perdidos. Os inocentes ainda não descobriram que se conseguiu apaziguar Cristo com os privilégios. (Naturalmente Cristo não foi consultado). Adormecemos em berço esplêndido e acordamos cremedentalizados, tergalizados, yêyêlizados, sambatizados e missificados pela nossa própria máquina deteriorada de pensar. "-Você é compositor de música "jovem" ou de música "Brasileira"?" A alternativa é falsa para quem não aceita a juventude contraposta à brasilidade.. (Não interessa a conotação que emprestam à primeira palavra). Eu sou a fúria quatrocentona de uma decadência perfumada com boas maneiras e não quero amarrar minha obra num passado de laço de fita com boemias seresteiras. Pois é que quando eu abri os olhos e vi, tive muito medo: pensei que todos iriam corar de vergonha, numa danação dilacerante. Qual nada. A hipocrisia (é com z?) já havia atingido a indiferença divina da anestesia... E assistindo a tudo da sacada dos palacetes, o espelho mentiroso de mil olhos de múmias embalsamadas, que procurava retratar-me como um delinquente. Aqui, nesta sobremesa de preto pastel recheado com versos musicados e venenosos, eu lhes devolvo a imagem. Providenciem escudos, bandeiras, tranquilizantes, antiácidos, antifiséticos e reguladores intestinais. Amém.

TOM ZÉ

P.S.: Nobili, Bernardo, Corisco, João Araújo, Shapiro, Satoru, Gauss, Os Versáteis, Os Brazões, Guilherme Araújo, O Quartetão, Sandino e Cozzela, (todos de avental) fizeram este pastel comigo.

A sociedade vai ter uma dor de barriga moral

O mesmo

Cquote2.svg
Tom Zé

Faixas[editar | editar código-fonte]

Lado A
  1. São São Paulo (Tom Zé) 3'29
  2. Curso Intensivo de Boas Maneiras (Tom Zé) 2'58
  3. Glória (Tom Zé) 3'20
  4. Namorinho de Portão (Tom Zé) 2'35
  5. Catecismo, Creme Dental e Eu (Tom Zé) 2'44
  6. Camelô (Tom Zé) 2'15
Lado B
  1. Não Buzine Que Eu Estou Paquerando (rancho e etc. - Hino da LBAP) (Tom Zé) 2'39
  2. Profissão de Ladrão (Tom Zé) 2'35
  3. Sem Entrada e Sem Mais Nada (Tom Zé) 2'40
  4. Parque Industrial (Tom Zé) 3'16
  5. Quero Sambar Meu Bem (Tom Zé) 3'50
  6. Sabor de Burrice (Tom Zé) 4'18

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

  • Produtor: João Araújo
  • Assistente: Shapiro
  • Arranjos: Damiano Cozella, Sandino Hohagen
  • Técnicos de Gravação: Gauss, Reinaldo
  • Estúdio – Gazeta – S. Paulo
  • Layout da Capa e fotos: Officina Programação Visual – SP
  • Participação especial:

-Os Versáteis – faixas 2-4-5-6 lado A e 3-4-6 lado B

-Os Brasões – faixas 1 e 3 lado A

Referências

  1. Cliquemusic TOM ZÉ Cliquemusic. Página visitada em 31 de maio de 2013.
  2. Tom Zé - Contracapa. Página visitada em 26 de março de 2010. Cópia arquivada em 28 de março de 2008.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Tom Zé é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.