Tunja

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cidade de Tunja
Ciudad de Tunja
Collage Tunja.jpg
Bandeira oficial de Cidade de Tunja
Brasão oficial de Cidade de Tunja
Bandeira Brasão
Lema: "Cuna y taller de la libertad"
Cidade de Tunja no departamento de Boyacá
Cidade de Tunja no departamento de Boyacá
País  Colômbia
Departamento Flag of Boyacá Department.svg Boyacá
Cidade 1541
Área  
  Total 121,4 [1] km²
População  
  Cidade (2010) 171.082[2]
Fuso horário -5 (UTC)
Website: www.tunja.gov.co

Tunja (pronunciado ['tuŋxa]) é uma cidade da Colômbia, capital do departamento de Boyacá. Localizada na Cordilheira Oriental dos Andes, 130 km ao nordeste de Bogotá, é o centro principal universitário, comercial e cultural em departamento, mais também é a sede das entidades e órgãos a nível departamental e nacional. Denominada Distrito Histórico e Cultural da Nação, é a sede do Festival Internacional da Cultura, o Aguinaldo Boyacense e de alguns outros eventos internacionais. Tunja é o lar de edifícios e monumentos da época pré-colombiana e da conquista espanhola que foram declarados patrimônio nacional. Conta com grandes instituições acadêmicas e científicas, incluindo a Universidade Pedagógica e Tecnológica da Colômbia. Em 2010 é considerada a cidade mais segura da Colômbia [3] de acordo com o relatório do Centro Internacional para a Prevenção do Crime.

História[editar | editar código-fonte]

Hunzahúa, o cacique Chibcha.

A origem do nome de Tunja está ligado a um dos seus chefes Hunzahúa, o cacique da tribu Hunza, e era parte da Confederação Muísca. Na sua fundação pelo capitão espanhol Gonzalo Suárez Rendón, o povo foi chamado Tunja, como indicado na ata de fundação em 6 de agosto de 1539. O nome espanhol é confirmado pelo documento real que deu o título de cidade e brasão da coroa espanhola, em 29 de março de 1541, assinado pelo imperador Carlos V

Durante a dominação espanhola, Tunja era uma cidade de templos e mosteiros, um lugar favorito para a meditação religiosa. Em suas mansões coloniais e seus templos tem os mais diversos estilos de arte e arquitetura, o estilo elizabetano renascentista misturado com o plateresco, o mudéjar, churrigueresco, rococó e todas aquelas misturas hispano-americano de arte barroca para resultar um único conjunto estilístico.

Desde a segunda metade do século XVI, Tunja se tornou o centro cultural da região econômica mais importante do Novo Reino de Granada. A região foi centro de uma pequena nobreza aristocrática, de comissários e um grande núcleo indígena. Tunja é uma cidade de escolas e conventos, uma terra de escritores, poetas, acadêmicos, pintores e arquitetos, uma das mais cuidadas em estética urbana e arquitetônica.

Em 1811 se tornou a República de Tunja e adoptou a sua própria constituição; em 1813 declarou a sua independência absoluta da Espanha, e foi a sede do Congresso das Províncias Unidas de Nova Granada, a sede do federalismo da Nova Granada até 1814. Para pressionar ao Congresso de Tunja, o Libertador Bolívar dominou a cidade até à assinatura da capitulação em 12 de dezembro de 1814, pelo qual o Estado Libre de Cundinamarca reconheceu o Congresso das Províncias Unidas.

Após a estagnação econômica da cidade ao longo de décadas, por meados dos anos 90, começou a modernização da infra-estrutura urbana e evidenciou crescimento populacional considerável. Seu relativo isolamento nacional deixou uma cidade tranquila e pacífica. Nos últimos anos é um modelo de cidade moderna, contemporânea e organizada, se tornando um lugar chave para as novas construções. Em 2005, o distrito começou uma das maiores eras de modernização. [4]

Geografia[editar | editar código-fonte]

A cidade de Tunja está localizada no Vale do Rio Chicamocha na região do Planalto Cundiboyacense na Cordilheira oriental dos Andes, no centro do país. Existem três zonas orográficas dentro da área urbana: A planície de mais de 2800 metros acima do nível do mar, o planalto em direção ao Centro Histórico de Tunja e as colinas que chega a 3.000 metros nos bairros da zona oeste. Nas áreas rurais, a altura acima do nível do mar varia entre 2.700 m até 3150 m, na fronteira com o município de Cucaita[5] .

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Altar da igreja de São Inácio, no centro histórico

A áreas urbana é dividida em oito distritos (comunas) em 2011 e 167 bairros (barrios). Todos têm atribuído um código postal[6]

Comunas e bairros principais

  • 150001
Comuna 5 Centro Histórico de Tunja: Las Nieves-Centro, Maldonado, Santa Bárbara, San Ignacio.
Comuna 7 Este: El Dorado-San Luis, Curubal, Patriotas, San Antonio, Xativilla
Comuna 8 Sudeste: Cooservicios, Nazaret, Florida, San Francisco, Ciudad Jardín, San Carlos
  • 150002
Comuna 4 Oeste: La Fuente-Calleja-Trigales, El Carmen, El Topo, El Milagro
Comuna 5 Centro Histórico de Tunja: Gaitán, Obrero, 20 de Julio, Belacázar
Comuna 6 Sudoeste: Las Américas, Paraíso, Centenario, Libertador, Bolívar, Triunfo
  • 150003
Comuna 1 Norte: Villa Luz, Santa Ana, Muiscas, Suamox, Asis Boyacense
Comuna 2 Nordeste: La María, UPTC, Rosales, Santa Rita, La Granja, San Ricardo
Comuna 3 Noroeste: Santa Inés, Mesopotamia, La Glorieta, La Esmeralda, Las Quintas

Clima[editar | editar código-fonte]

De acordo com a Classificação climática de Köppen-Geiger, Tunja tem um clima de tipo EF: montanha fria. Como todas as regiões dos trópicos, o clima é influenciado apenas pela altitude acima do nível do mar e as correntes oceânicas que causam pequenas variações na temperatura, a mais significativa entre o dia e a noite

Pressão barométrica: 1024 hPa [7]


Nuvola apps kweather.svg Dados climatológicos para Tunja (2820 msnm) Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima registrada (°C) 23,6 23,9 25,2 24,4 22,2 20,9 20,6 21,8 23,4 22,3 22,4 23,8 22,9
Temperatura máxima média (°C) 19,0 19,4 19,2 18,4 17,3 16,3 16,0 16,4 17,2 17,8 18,1 18,2 17,8
Temperatura mínima média (°C) 7,1 7,9 8,9 9,6 9,6 9,0 8,3 8,2 8,1 8,7 8,9 7,7 8,1
Temperatura mínima registrada (°C) 0,2 -1,1 2,1 4,4 4,6 2,2 1,8 2,0 1,4 3,2 0,5 -0,3 1,7
Precipitação (mm) 14,9 26,8 53,9 77,7 84,6 56,4 44,9 43,1 52,0 88,9 69,9 31,5 644,6
Fonte: Instituto de Hidrografía, Meteorología y Medio Ambiente de Colombia'[8] 15/12/2011

Segurança Pública[editar | editar código-fonte]

Tunja registra a menor taxa de homicídio em Colômbia (7 por 100.000 habitantes) e está abaixo da média na América Latina (23 homicídios) sendo comparável aos países da Europa e o Sudeste Asiático (abaixo de 10) de acordo com o último relatório do Centro para a Prevenção do Crime Internacional, apresentada em 2010[9] . A taxa de crime é a metade do capital Bogotá e 18 vezes menor do que a cidade mais insegura, San José del Guaviare. De acordo com outras fontes, este valor é quatro vezes menor que a média nacional[10] . Tunja é um exemplo de uma cidade segura[11] .

Cultura e Turismo[editar | editar código-fonte]

Em suas construções coloniais, palácios, conventos, igrejas e ruas íngremes, Tunja conserva tesouros de arte, valiosas pinturas, esculturas e ornamentos. Seu centro histórico foi declarado Monumento Nacional em 1959.

Eventos[editar | editar código-fonte]

  • O Festival Internacional da Cultura: Uma semana de Agosto ou Setembro. Evento de grande importância internacional, que celebra a riqueza cultural do mundo, especialmente do pais visitante. As principais atividades são o " Festival Zoom Film Tunja" O bienal de artesanato da Colômbia, o Congresso Nacional Indígena, Dança, Música, Teatro, Pintura, Escultura, História, Academia, e os concertos de artistas de classe Mundial.
  • O Aguinaldo Boyacense 16-24 de Dezembro de cada ano. A Festa de Boyacá, para Colômbia. Atividades Culturais. O principal evento consiste numa série de concertos com renomados artistas, que acontece todas as noites na Plaza de Bolívar.
  • A celebração de Páscoa é uma das mais antigas do país. Ano após ano, a capital de Boyacá comemora uma Semana Santa especial com muitos eventos culturais que complementam as atividades religiosas. Durante este tempo em Tunja é possível assistir a concertos de música sacra, palestras, exposições de arte sacra, missas pontificais e procissões de crianças, também de participar de retiros e excursões em torno de templos e igrejas.

Pessoas Notáveis[editar | editar código-fonte]

Esporte[editar | editar código-fonte]

Clubes esportivos[editar | editar código-fonte]

Clube Sporte Competição Estádio Criação Títulos
Boyacá Chicó Futebol Primeira Divisão Estádio La Independencia 2005 1 (2008-1)
Patriotas Futebol Primeira Divisão Estádio La Independencia 2003 1 (2011-1)
Patriotas Boyacá basquetebol Copa Invitacional FCB 2010, Primeira divisão Coliseu Municipal de Tunja 2006 0
Boyacá Orgullo de América ciclismo Equipe de elite da União Ciclística Internacional 2007 9

A cidade sediou o Sul-americano Sub-20 Futsal 2008, onde o Brasil foi campeão. A Colômbia ficou em quarto lugar na competição continental.[12]

Estádio La Independência[editar | editar código-fonte]

O Estádio La Independencia é uma das melhores cidades olímpicas do país, suas instalações foram remodeladas para a Copa Libertadores 2009, ampliando sua capacidade para 15.000 espectadores em conformidade com todas as especificações da FIFA. É agora em sua segunda fase de expansão vai permitir acomodar 20 mil torcedores. Para o ano (2012) estava prevista a terceira fase aumentando a capacidade para 25.000 torcedores. Finalmente, em 2013, será sua última fase de expansão a 30.000, e assim procurar ser a sede da possível candidatura de Colômbia para fazer a Copa do Mundo de 2026[13] .

Referências

Bibliografia

Ligações externas[editar | editar código-fonte]