Turma da Tina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Tina é uma personagem jovem de Mauricio de Sousa. Foi criada em 1964, e inicialmente tinha um visual hippie, assim como seu amigo Rolo. Ao longo do tempo seu traço foi sendo modificado, e o desenho de suas roupas, atualizado.

No final dos anos 1970, Tina perdeu o aspecto hippie, e se tornou uma adolescente vaidosa e preocupada com a universidade, os parentes deixaram de participar de suas histórias e foram criados novos personagens na faixa etária dela[1] . Recentemente a personagem se tornou estudante de jornalismo.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Principais[editar | editar código-fonte]

  • Tina: (1964)- Uma jovem moça de aproximadamente 20 anos. Ao ser criada tinha o visual "hippie",como o Rolo, que foi mudado com o passar dos anos para uma jovem contemporânea. É estudante de uma faculdade. Faz o curso de Jornalismo.
  • Rolo: (1964)- Um jovem paquerador de cabelos e barbas azuis e compridos (e encaracolados). Assim como Tina, tinha o visual hippie quando foi criado. Assim como Tina também é estudante de uma faculdade. Faz o curso de Jornalismo, junto a Tina.
  • Pipa: (1969)- Uma jovem gordinha e chorona, amiga da Tina e "namorada" do Zecão (com quem sempre tem brigas bobas de namorados). Faz faculdade de Jornalismo junto com a Tina. Seu nome verdadeiro é Janaína, porém adotou o nome de sua tartaruga como seu apelido.[2]
  • Zecão: (1975)- Amigo de Tina e Rolo e namorado de Pipa, outro personagem das histórias. Sempre muito largado e distraído, vive mancando com o seu relacionamento. Adora futebol e qualquer outro tipo de esporte.

Secundários[editar | editar código-fonte]

  • Toneco (1969)- O irmão caçula da Tina. Por ser pré-adolescente ele tem aventuras de um menino de 11 a 14 anos: quer ter namoradas, sair para passear, mas a Tina o contém, por ser ainda muito novo, e não ser mais maduro como a irmã. Sua grande diversão é passar a conversa no Rolo, que sempre é vítima da sua esperteza.
  • Vovoca (1969) - A Avó de Tina. Ela vive a frente de seu tempo de suas ideias jovens. Vovoca também está ligada a o que se passa por tudo que está acontecendo em nosso mundo atual. E também é a mais velha dos personagens principais dessa turma junto ao seu marido.
  • Baixinho (1990) - É o melhor amigo do Rolo. Acaba sempre ajudando o amigo a se livrar das confusões. Tem o apelido por causa da baixa estatura. É o amigo de paqueras e festas para o Rolo.
  • Pais da Tina - Os pais da Tina e do Toneco, uma mulher de cabelos castanhos e curtos que usa óculos(daí de onde Tina puxou a aparência) e um homem magro, calvo e bigodudo. Ela sempre apoia as ideias e namoros da filha. O pai por sua vez, é ciumento e sempre vai contra os namoros dela.
  • Jaime: (1975)- Aparece como namorado da Tina em algumas histórias. Contudo, este não parece ser um namoro oficializado, dado que é possível ver a Tina saindo com rapazes diferentes em muitos roteiros. Não topa muito o Rolo pelo fato deste ser um tanto paquerador e ser muito amigo da Tina, causando-lhe constantes crises de ciúmes. Nas histórias mais recentes, ele foi descartado, e é confirmado como ex-namorado da Tina, quando aparece.
  • Flávio - Primo do Rolo. Usa óculos é um pouco gordinho. Ele é introvertido, acanhado e inseguro, ou seja, o oposto do Rolo.

Outros Personagens[editar | editar código-fonte]

  • Caio: (2009) Personagem aparentemente gay (bissexual), que é retratado como sendo o melhor amigo da Tina.[3]
  • Beto: Amigo CDF(estudioso) do Rolo. É calmo e introvertido, e sempre ajuda o Rolo quando este está enfrentando algum problema. Raramente aparece.
  • João Paulão: Negro e forte, é um amigo do Rolo que, apesar do bom físico, não faz muito sucesso com as mulheres e costuma se irritar com o sucesso de Rolo, o que o causa inveja e ciúmes. Já tentou espancar Rolo quando pensou que este estava galanteando sua então namorada(esta por sua vez já tivera um lance amoroso com Rolo anteriormente), mas num geral, os dois têm um relacionamento amigável.
  • Patricinha/Paty : Amiga patricinha e fútil da Tina e Pipa. É rica, arrogante e muito materialista(tendo uma certa semelhança para com Carminha Frufru, da Turma da Mônica), mas sem maldade. Em um episódio, já foi mostrada como namorada de Rolo, sendo que o dispensou logo em seguida.
  • Rúbia: Rival da Tina, é um tanto semelhante à Patricinha(loira, patricinha, sensual, arrogante e fútil), porém é fofoqueira e maldosa, e está sempre tentando pregar alguma peça em Tina e seus amigos. Foi a responsável pelo término oficial do namoro entre Tina e Jaiminho, tornando-se namorada deste(uma vez em que seu namoro com Jaime também não é constante). Sua aparência é um tanto semelhante à da Xabéu, da Turma da Mônica.
  • Yoko: Amiga japonesa e introvertida da Rúbia. É totalmente o oposto desta, discordando de seus planos maldosos e destrutivos, uma vez em que não tem nenhum sentimento negativo para com Tina e seus amigos. É ligada à natureza e sonha em ser uma grande veterinária.
  • Franja: É outro dos amigos de Rúbia, também muito introvertido. Seu apelido se dá graças à franja estilo Emo que tampa seu olho direito, além de quase sempre estar usando boné. Pouco se sabe sobre sua personalidade.
  • Vanda e Valéria: Gêmeas idênticas, apareceram na Turma da Mônica Jovem.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Tina foi publicada inicialmente em tiras diárias no jornal "Folha da Manhã" (atual "Folha de São Paulo") nos anos 1960, ainda no seu visual hippie.

Até 1979, as histórias de Tina eram publicadas especialmente no gibi 'Cebolinha', poucas vezes elas saíam em outra publicação. A partir dos anos 80, as histórias começaram a ser intercaladas com o gibi 'Mônica'.

A personagem ganhou seu primeiro título em 1985, em um especial de tiras que durou apenas duas edições. Em 1991, ganhou uma edição só sua na públicação "Gibizinho". Teve quatro edições com o seu nome estampado na capa. No mesmo ano, ganhou um álbum de luxo em formato grande (19 x 27,5 cm) pela editora "L&PM" que republicou as suas melhores histórias desde a sua criação. Em 2004, ganhou um almanaque de republicações. Em 2007, pela editora Panini, ganhou três minisséries especiais, até que no dia 27 de Maio de 2009, ganha seu título próprio. Para encerrar o ano de 2007 com chave-de-ouro, Maurício de Sousa investiu em uma nova franquia para a personagem Tina: uma minissérie que se desenrolava em 3 edições mensais. O "pai da Turma da Mônica" queria conquistar o público adolescente e adulto com histórias com temas mais complexos, porém divertidos de ler. Então, em setembro daquele ano, Maurício lançou nas bancas nacionais "Tina e Os Caçadores de Enigmas - Mistério Cósmico". Na história, que durou 3 números, Tina, juntamente com seus amigos fiéis, já estava com 21 anos, cursando o último ano da faculdade de jornalismo e resolve investigar um mistério sobre extraterrestres que aconteceu no interior do estado de São Paulo. A minissérie se encerrou em novembro de 2007 e atingiu altos índices de vendas.

Com o sucesso obtido com Tina e Os Caçadores de Enigmas - Mistério Cósmico em 2007, no ano seguinte, Maurício resolve apostar em uma nova minissérie com o mesmo estilo da anterior, porém, com outros temas. Então, em março de 2008, aparece nas bancas "Tina e Os Caçadores de Enigmas - Criaturas Lendárias". Na trama, Tina e seus amigos passam por diversos lugares do mundo, como a Floresta Amazônica, Himalaia e Austrália, a fim de provar se os famigerados "Yéti" e "Pé Grande" existem de fato. Em maio de 2008, foi às bancas nacionais o último número da minissérie.

Aproveitando o embalo das minisséries anteriores, em setembro de 2008, foi às bancas a terceira e última minissérie com a Turma da Tina: "Tina e Os Caçadores de Enigmas - Aventura no Triângulo das Bermudas". Na trama, Tina e a trupe caem no Triângulo das Bermudas e descobrem por conta própria o mistério que o lugar envolve. Se encerrou em novembro do mesmo ano, e assim como as duas minisséries anteriores, durou 3 edições.

Saindo um pouco do contexto de aventura, em agosto de 2008, chegou às bancas nacionais "Tina Especial". Em uma história completa, 52 páginas, Tina e sua turma participam de um Reality Show para conseguir dinheiro para reformar a sua faculdade.

Referências

  1. Mauricio de Sousa. Crônica 171 - "Porque não sai a revista da Tina" Monica.com.br.
  2. 1.Tina e os Caçadores de Enigmas: Aventura no Triângulo das Bermudas, Nº2, Panini Comics, 2008
  3. Folha: Revista "Tina" sugere personagem gay de Mauricio de Sousa.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]