Índio (elemento químico)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Índio Stylised atom with three Bohr model orbits and stylised nucleus.svg
CádmioÍndioEstanho
Ga
  Tetragonal.png
 
49
In
 
               
               
                                   
                                   
                                                               
                                                               
In
Tl
Tabela completaTabela estendida
Aparência
cinza prateado lustroso


Fio dúctil de índio com espessura de cerca de 3 mm.
Informações gerais
Nome, símbolo, número Índio, In, 49
Série química metais representativos
Grupo, período, bloco 3B, 5, p
Densidade, dureza 7310 kg/m3, 1,2
Número CAS 7440-74-6
Número EINECS
Propriedade atómicas
Massa atômica 114,818 u
Raio atómico (calculado) 167 pm
Raio covalente 142±5 pm
Raio de Van der Waals 193 pm
Configuração electrónica [Kr] 4d10 5s2 5p1
Elétrons (por nível de energia) 2, 8, 18, 18, 3 (ver imagem)
Estado(s) de oxidação 3, 2, 1 (óxido anfótero)
Óxido
Estrutura cristalina tetragonal
Propriedades físicas
Estado da matéria sólido
Ponto de fusão 429,7485 K
Ponto de ebulição 2345 K
Entalpia de fusão 3,263 kJ/mol
Entalpia de vaporização 231,5 kJ/mol
Temperatura crítica  K
Pressão crítica  Pa
Volume molar m3/mol
Pressão de vapor 1 Pa a 1196 K
Velocidade do som 1215 m/s a 20 °C
Classe magnética
Susceptibilidade magnética
Permeabilidade magnética
Temperatura de Curie  K
Diversos
Eletronegatividade (Pauling) 1,78
Calor específico 26,74 J/(kg·K)
Condutividade elétrica S/m
Condutividade térmica 81,6 W/(m·K)
Potencial de ionização 558,3 kJ/mol
2º Potencial de ionização 1820,7 kJ/mol
3º Potencial de ionização 2704 kJ/mol
4º Potencial de ionização 5210 kJ/mol
5º Potencial de ionização kJ/mol
6º Potencial de ionização kJ/mol
7º Potencial de ionização kJ/mol
8º Potencial de ionização kJ/mol
9º Potencial de ionização kJ/mol
10º Potencial de ionização kJ/mol
Isótopos mais estáveis
iso AN Meia-vida MD Ed PD
MeV
113In 4,3% estável com 64 neutrões
115In 95,7% 4,41×1014 a β 0,495 115Sn
Unidades do SI & CNTP, salvo indicação contrária.

O índio (do latim indicum, índigo ou anil) é um elemento químico de símbolo In de número atômico 49 (49 prótons e 49 elétrons) e de massa atómica igual a 114,8 u. À temperatura ambiente, o índio encontra-se no estado sólido.

É um metal do grupo 13 ( IIIA ) da classificação periódica dos elementos. É pouco abundante, maleável, facilmente fundível, quimicamente similar ao alumínio e gálio, porém mais parecido com o zinco. A principal fonte de obtenção do índio é a partir das minas de zinco. Usado na fabricação de telas de cristais líquidos e na formação de películas delgadas que servem como lubrificantes. Foi descoberto por Ferdinand Reich e Theodor Richter em 1863 quando estavam buscando tálio em minas de zinco.

Características principais[editar | editar código-fonte]

O Índio é um metal branco prateado brilhante . Quando o metal é dobrado, emite um som característico. Seu estado de oxidação mais característico é o +3, ainda que apresente o estado +1 em alguns compostos.

Aplicações[editar | editar código-fonte]

Foi empregado durante a Segunda Guerra Mundial como revestimento em motores de alto rendimento de aviões. Depois da guerra foi destinado a novas aplicações: em ligas metálicas, em soldas e na indústria eletrônica.

Nos anos 80 despertou o seu interesse no uso de fosfatos de índio semicondutores e películas delgadas de óxidos de índio e estanho para e desenvolvimento de telas de cristais líquidos ( LCD ).

Outras aplicações:

História[editar | editar código-fonte]

O índio ( nome procedente da linha de cor índico de seu especto atômico ) foi descoberto por Ferdinand Reich e Theodor Richter em 1863 quando estavam buscando tálio em minas de zinco com o uso de um espectrógrafo. Foi isolado por Ritcher em 1867.

Abundância e obtenção[editar | editar código-fonte]

O Índio é usado na produção de telas de cristais líquidos.

É produzido principalmente a partir dos resíduos gerados no processamento dos minérios de zinco. Também é encontrado em minas de ferro, chumbo e cobre. É obtido mediante a eletrólise de seus sais.

A quantidade de índio consumida está muito relacionado com a produção mundial de telas de cristais líquidos (LCD). O aumento da eficiência de produção e reciclagem (especialmente no Japão) mantém o equilíbrio entre a demanda e o fornecimento.

Até 1924 só havia um grama do elemento isolado no mundo. Estima-se que a crosta terrestre tem aproximadamente 0,1 ppm de índio (tão abundante quanto a prata). O principal produtor de índio é o Canadá.

Precauções[editar | editar código-fonte]

Há certas evidências não confirmadas que sugerem que o índio apresente uma toxicidade baixa. Na indústria de semicondutores e em soldas, onde as exposições são relativamente altas, não se tem notícias de efeitos colaterais.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Índio (elemento químico)