9.ª reunião de cúpula do G20

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Líderes do G20 na Reunião de cúpula em Brisbane, 2014.

A Reunião de cúpula do G-20 em Brisbane (2014) ocorreu nos dias 15 e 16 de novembro de 2014 na cidade de Brisbane, Austrália.[1][2] Foi considerado pela imprensa australiana como a maior operação policial realizada em tempos de paz na história do país.[3]

Em dezembro de 2013, pouco tempo após a cúpula anterior, a cidade de Brisbane foi oficialmente anunciada como sede do próximo encontro de líderes do G20. O governo municipal de Brisbane estabeleceu o dia 14 de novembro como feriado, visando uma melhor preparação para a cimeira.[4] Em torno de 4 mil delegados e 2.500 representantes de imprensa eram aguardados. Além dos líderes das vinte maiores economias, os líderes de Mauritânia, Mianmar, Nova Zelândia, Senegal, Espanha e Singapura também foram convidados a participar dos debates.[5]

Temas[editar | editar código-fonte]

Líderes europeus expressaram seu desejo de apoiar a recuperação da economia global. O Presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, e o Presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, destacaram a importância de estratégias de crescimento coordenadas assim como acordos sobre reformas financeiras e ações contra a corrupção para o alcance dos objetivos da cimeira.[6]

De acordo com Waheguru Pal Singh Sidhu, os maiores objetivos da cimeira eram "prover prioridade estratégica ao desenvolvimento, balança financeira e economias emergentes, investimento e infraestrutura, e mercado de trabalho".[7] Professor de finanças internacionais da Universidade de Nova Gales do Sul, Ross Buckley sugeriu que a cimeira enfatizasse a implementação de estratégias financeiras que já existem em detrimento de buscar outras novas.[8]

As mudanças climáticas, aguardadas pela imprensa internacional, não foram incluídas entre temas para debate na cimeira; o primeiro-ministro australiano Tony Abbott afirmou que não queria as discussões variassem do tema de desenvolvimento global, mediante aos efeitos da crise financeira que se prolonga desde 2008. Representantes dos Estados Unidos e União Europeia, no entanto, foram tidos como insatisfeitos com a decisão.[9] Em cada um dos oito eventos anteriores, desde o primeiro em 2008, a questão climática havia sido debatida pelos líderes mundiais.[10]

A imprensa australiana afirmou que o país teria influência sobre os temas em discussão.[1] Mile Callaghan, especialista do assunto pelo Instituto Lowy, afirmou que se a cimeira do G20 chegasse a resultados expressivos, seriam acerca de investimentos em infraestrutura, sistemas de comércio multilateral e combate ao "BEPS".[11] As discussões sobre evasão fiscal foram impulsionadas pelo vazamento de acordos fiscais confidenciais entre o governo de Luxemburgo e mais de 340 empresas multinacionais, no chamado Luxemburgo Leaks.[12][13]

Preparativos[editar | editar código-fonte]

Em 2011, a Primeira-ministra australiana, Julia Gillard, aceitou o convite para sediar a próximo reunião de cúpula do G20.[1] A cidade de Brisbane foi eleita por conta de sua infraestrutura aérea superior à de Sydney, maior e mais conhecida.[14] Em outubro de 2013, o Parlamento de Queensland aprovou o planejamento de segurança para a realização do evento.[15]

O evento envolveu uma complexa operação de segurança. Os organizadores do evento buscaram garantir todas as medidas de segurança necessárias aos visitantes e também minimizar os distúrbios causados aos habitantes da cidade.[16] Cerca de 6.000 policiais de Queensland e da Nova Zelândia foram deslocados para trabalhar no evento, e outros 600 voluntários prestaram assistência durante a cimeira.[17]

Vias públicas entre o centro comercial e o Aeroporto Internacional de Brisbane foram temporariamente fechadas. Cerca de 1.500 especialistas em segurança, incluindo equipes interestaduais e ultramarinas, realizaram patrulhas nos arredores da cidade.[18] Os serviços de transporte público foram reduzidos, visando a liberação das vias de acesso ao local do evento.

O custo total do evento foi estimado em cerca de 400 milhões de dólares.[19]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «World leaders ask Australia to host next G20 summit in 2014». The Australian. 5 de novembro de 2011 
  2. «Brisbane to shunned Sydney: 'Get used to it». The Sydney Morning Herald. 11 de julho de 2012 
  3. Butson Tyron (16 de novembro de 2014). «Brisbane's G20 summit 'biggest peacetime police operation in Australia's history'». 9News 
  4. «Com apoio do Brasil, Argentina quer que G20 discuta dívidas nacionais». RFI. 14 de novembro de 2015 
  5. «G20 and the World». G20. Consultado em 27 de setembro de 2015 
  6. «The EU at the G20 summit in Brisbane: Joint letter of Presidents Barroso and Van Rompuy». Press Release. 21 de outubro de 2014 
  7. W. Pal Sidhu (2 de outubro de 2014). «Is the G20 the right place to resolve the Ukraine crisis?». East Asia Forum 
  8. Doherty, Ben (10 de novembro de 2014). «G20 faces crucial test of its credibility as Brisbane summit looms». The Guardian 
  9. «EU 'unhappy' that climate change is off G20 agenda». The Australian. 3 de abril de 2014 
  10. «Ban Ki-moon pede ao G20 ação decidida contra mudanças climáticas». UOL Notícias. 15 de novembro de 2014 
  11. «Brisbane G20 summit: key to its success». Brisbane Times. 1 de dezembro de 2013 
  12. «Australia examines global firms' Luxembourg tax deals». BBC News. 6 de novembro de 2014 
  13. Allard, Tom (8 de novembro de 2014). «G20 leaders in the mood to act on tax avoidance after Luxembourg leaks». The Sydney Morning Herald 
  14. «Gillard's G20 choice ruffles Sydney's feathers». ABC News. 11 de julho de 2012 
  15. «G20». Queensland Police Service 
  16. «G20 challenge city milestone». The Courier Mail. 25 de junho de 2013 
  17. Taylor, John (17 de outubro de 2014). «G20 summit: Independent legal observers to patrol Brisbane in November». ABC News 
  18. Chamberlin, Thomas (19 de janeiro de 2013). «G20 summit: Independent legal observers to patrol Brisbane in November». The Australian 
  19. Silva, Kristian (6 de outubro de 2014). «G20 security forces complete final major training exercise». Brisbane Times