Salman da Arábia Saudita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Salman
Guardião dos Lugares Santos
Rei da Arábia Saudita
Reinado 23 de janeiro de 2015
presente (6 anos e 182 dias)
Antecessor(a) Abdullah
 
Cônjuge Sultana bint Turki Al Sudairi (falecida em 2011)

Sarah bint Faisal Al Subai'ai (Divórcio)

Fahdah bint Falah bin Sultan

Descendência Fahd
Sultan
Ahmed
Abdulaziz
Faisal
Hassa
Saud
Mohammad
Turki
Khalid
Nayif
Bandar
Rakan
Casa Saud
Nome completo Salman bin Abdulaziz bin Abdul Rahman bin Faisal bin Turki bin Abdullah bin Mohammed bin Saud
Nascimento 31 de dezembro de 1935 (85 anos)
  Riade, Arabia Saudita
Pai Ibn Saud Guilherme bin Salman bin Abdulaziz
Mãe Hassa bint Ahmed Al Sudairi
Religião Sunismo (Wahhabismo)

Salman bin Abdulaziz Al Saud (سلمان بن عبدالعزيز آل سعود‎, Salmān bin ʿAbd al-ʿAzīz ʾĀl Saʿūd; Riade, 31 de dezembro de 1935) é o rei da Arábia Saudita desde 2015, guardião dos Lugares Santos e chefe da Casa de Saud. Ele sucedeu ao monarca Abdullah, falecido a 23 de janeiro de 2015.[1]

Foi vice-governador de Riade e mais tarde governador de Riade por 48 anos, de 1963 a 2011.[1] Foi então nomeado ministro da Defesa. Ele também foi nomeado príncipe herdeiro em 2012, após a morte de seu irmão Nayef bin Abdulaziz.[2] Salman se tornou o novo rei da Arábia Saudita em 23 de janeiro de 2015, após a morte de seu meio-irmão, rei Abdullah. Desde o início de dezembro de 2019, ele também é o filho mais velho sobrevivente de Ibn Saud.[3]

Suas principais iniciativas como rei incluem a intervenção saudita na Guerra Civil do Iêmen,[4] o Saudi Vision 2030 e um decreto de 2017 que permite que as mulheres sauditas conduzam.[5] Seu filho, o príncipe herdeiro Mohammad bin Salman, é considerado o governante de fato da Arábia Saudita e liderou muitas reformas no país, além de se envolver em várias controvérsias, incluindo a prisão de membros da família real saudita em 2017 e o assassinato de Jamal Khashoggi.[6]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em 1935, Salman bin Abdul Aziz al-Saud é um dos sete filhos do rei Abdul Aziz Al-Saud, que criou o Estado saudita moderno, e deu o nome de sua família ao novo país, teve com Husa al-Sudairi, uma de suas 16 mulheres.[7][8] Recebeu sua educação básica na Escola dos Príncipes, em Riad, bem como sua formação religiosa tradicional.[7] Ele estudou religião e ciência moderna.[9]

Começou sua carreira política em 1954, aos 19 anos de idade, como governador de Riad. Com exceção de uma breve interrupção durante uma luta pela coroa saudita entre 1960 e 1962, Salman manteve-se nessa posição até 2011, quando foi nomeado ministro da Defesa.[7]

No ano seguinte, com a morte do príncipe-herdeiro Nayef, ele foi eleito príncipe herdeiro pelo rei Abdullah (seu meio-irmão) e pelo Conselho de Aliança (que reúne os principais Príncipes da Casa de Saud).[10][11] Salman assumiu o trono saudita em 23 de janeiro de 2015 após a morte do rei Abdullah.[8][12]

Ele é amplamente conhecido por ser conservador e sustentar visões tradicionais com relação a reformas políticas e mudanças sociais.[7]

Família[editar | editar código-fonte]

Ao longo de sua vida já teve três esposas e treze filhos, sendo a primeira delas, Sultana bint Turki Al Sudairi, uma prima de Salman, pois era filha de seu tio materno Turki bin Ahmad Al Sudairi, governador da Província de Asir, foram casados até a morte de Sultana em julho de 2011, aos 71 anos. Seus filhos foram:[13][14]

Sua segunda esposa foi Sarah bint Faisal Al Subai'ai, com quem teve somente um filho, se divorciando logo após o nascimento dele:[17]

Sua terceira e atual esposa é Fahda bint Falah bin Sultan Al Hathleen, seus filhos foram:[18]

Referências

  1. a b Presse, Da France (29 de janeiro de 2015). «Novo rei saudita renova governo e afasta filhos do antecessor» 
  2. EFE, Agencia (12 de fevereiro de 2013). «Morre príncipe Satam bin Abdelaziz, governador de Riad e irmão do rei» 
  3. «Salman Ben Abdel Aziz, o novo rei da Arábia Saudita» 
  4. Welle (www.dw.com), Deutsche. «Opinião: A guerra do Iêmen e a responsabilidade do Ocidente | DW | 26.03.2018» 
  5. «Mulheres agora podem dirigir na Arábia Saudita» 
  6. Espinosa, Ángeles (23 de dezembro de 2019). «Arábia Saudita condena à morte cinco homens pelo assassinato de jornalista em seu consulado na Turquia» 
  7. a b c d «Profile: Salman bin Abdul Aziz al-Saud» (em inglês). Al Jazeera. 6 de janeiro de 2015. Consultado em 22 de janeiro de 2015 
  8. a b «Morto aos 90, rei Abdullah era visto como reformista e defensor da paz no Oriente Médio». BBC Brasil. 22 de janeiro de 2015. Consultado em 22 de janeiro de 2015 
  9. «'Minha estranha experiência como professor do príncipe saudita Mohammed bin Salman'» 
  10. Helena Tecedeiro (18 de junho de 2012). «Arábia Saudita escolhe príncipe herdeiro mais liberal». Diário de Notícias. Consultado em 28 de março de 2014. Arquivado do original em 23 de janeiro de 2015 
  11. «Salman bin Abdulaziz foi nomeado príncipe herdeiro da Arábia Saudita». Público. 18 de junho de 2012. Consultado em 28 de março de 2014 
  12. Saudi Arabia's Salman Named As New King
  13. «Saudi Gazette - Sultana, wife of Riyadh Emir, passes away». web.archive.org. 28 de dezembro de 2013. Consultado em 19 de novembro de 2020 
  14. «Eugene Register-Guard - Google News Archive Search». news.google.com. Consultado em 19 de novembro de 2020 
  15. «Prince Fahd ibn Salman dies at 46». Arab News (em inglês). 26 de julho de 2001. Consultado em 19 de novembro de 2020 
  16. «Madinah governor known for his humanitarian work. - Free Online Library». www.thefreelibrary.com. Consultado em 19 de novembro de 2020 
  17. «Biography of Sarah Bint Faisal Alsibe'ei». www.biographies.net (em inglês). Consultado em 19 de novembro de 2020 
  18. «Saudi Crown Prince Mohammed bin Salman, power behind the throne». BBC News (em inglês). 6 de outubro de 2020. Consultado em 19 de novembro de 2020 
  19. «Quem é Mohammed bin Salman, príncipe da Arábia Saudita e reformador com mão de ferro». noticias.uol.com.br. Consultado em 19 de novembro de 2020 
  20. «Rakan bin Salman bin Abdulaziz Al Saud». www.wikidata.org (em inglês). Consultado em 19 de novembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Abdullah
Rei da Arábia Saudita
2015 - atualidade
Sucedido por
-