Arthur Edward Waite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Arthur Edward Waite (2 de Outubro de 1857 - 19 de Maio de 1942) foi um místico americano que escreveu e estudou intensamente os assuntos do mundo esotérico, e foi fundamentalmente o co-criador do baralho de cartas de Tarot intitulado Rider-Waite. Tal como o seu biógrafo referiu em tempos, R.A. Gilbert que "o nome de Waite sobreviveu ao longo dos tempos, visto que ele foi o primeiro a arriscar o seu estudo sobre o ocultismo do Ocidente ..."[1]

Autor[editar | editar código-fonte]

Waite foi um prolífico autor com muitos dos seus trabalhos a serem reconhecidos nos círculos académicos. Escreveu textos sobre o Oculto de variados temas tais como adivinhação, esoterismo, rosacrucianismo, maçonaria, magia cerimonial, cabala e alquimia; Também traduziu e reeditou importantes trabalhos de outros autores relacionados com os mesmos temas. Os seus trabalhos mais notáveis destacam-se na obra sobre o Graal Sagrado, influenciado pelo sua amizade com Arthur Machen. Embora a edição dos seus livros ainda não estejam na língua portuguesa, referência-se os seguintes volumes.[2][3] A number of his volumes remain in print, the Book of Ceremonial Magic (1911), The Holy Kabbalah (1929), A New Encyclopedia of Freemasonry (1921), and his edited translation of Eliphas Levi's Transcendental Magic, its Doctrine and Ritual (1896).

Baralho de Cartas de Tarot[editar | editar código-fonte]

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Junho de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Waite é conhecido principalmente pelo seu baralho de cartas de Tarot, intitulado Tarot de Rider-Waite sendo o co-criador do mesmo. O baralho de cartas foi considerado um dos mais notáveis e de fácil inspiração dos videntes que ainda o usam, sendo o primeiro baralho a ser criado onde as 78 cartas estão diferentemente ilustradas, para além dos 22 arcanos maiores. A ilustradora deste famoso baralho foi Pamela Colman Smith que pertenceu à Ordem da Golden Dawn no Reino Unido. Foi publicado em 1910.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Gilbert, R.A.A.E. Waite: Magician of Many Parts, Wellingborough, Northhamptonshire, 1987, p.361
  2. Waite, A.E., Shadows of Life and Thought: A Retrospective Review in the Form of Memoirs, London: Selwyn and Blount, 1938
  3. Gilbert, R.A., A.E. Waite: Magician of Many Parts, Wellingborough, Northhamptonshire, 1987

Ligações externas[editar | editar código-fonte]