Dublagem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ator de voz)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde abril de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


A dublagem (português brasileiro) ou dobragem (português europeu) é a substituição da voz original de produções audiovisuais (filmes, séries, desenhos animados, telenovelas, documentários, reality shows, etc.) pela voz e interpretação de um ator quase sempre noutro idioma. Há também dublagem no mesmo idioma, usada para melhorar a entonação do som original, algo utilizado principalmente em comerciais e musicais, ou quando há alguma falha na captação de som direto, nas produções audiovisuais.

A dublagem é feita em estúdios de dublagem, com profissionais diversos, entre os quais os dubladores que são aqueles que com sua voz e interpretação, substituem as vozes de obras estrangeiras por uma versão nacional. O termo "dublagem" vem do francês doublage que significa substituição de voz.

História[editar | editar código-fonte]

Os primeiros filmes sonoros apareceram em 1925, mas o cinema começou a "dublar" somente em 1927 com o filme "The Jazz Singer - O Cantor de Jazz" que incluía algumas falas, porém o primeiro filme totalmente dublado foi "Luzes de Nova York" lançado em 1929.

O advento do som causou uma revolução no cinema da Europa e Estados Unidos. As falas dos personagens, que até então eram representadas por cartelas e podiam ser traduzidas a todos os idiomas, enfrentaram o primeiro desafio. Como a legendagem, em princípio, não obteve bons resultados, pensaram até em filmar as cenas em vários idiomas com os mesmos atores ou com outros atores de diferentes partes do mundo. Esta solução, é claro, não era economicamente viável. Mas em 1930 Jacob Karol inventou um sistema de gravação que permitia sincronizar áudio e imagem. Era o nascimento da técnica que seria chamada de dublagem.

O recurso da dublagem permitiu o aprimoramento da qualidade sonora dos filmes, visto que os equipamentos de filmagens eram extremamente barulhentos, o que nem sempre permitia uma boa captação do som. Foi também uma boa solução para as tomadas externas em condições adversas.

As vantagens da dublagem não se resumiram a questões técnicas. Os diretores encontraram um meio de poder elaborar melhor a interpretação vocal dos atores, sem aumentar os custos de produção com refilmagens.

A dublagem permitia regravar as cenas tantas vezes quanto fosse necessário até se chegar ao nível de interpretação imaginado pelo diretor do filme.

A maior vantagem do advento da dublagem talvez tenha sido a possibilidade que ela proporcionou aos artistas falarem em muitos idiomas, o que abriu um grande campo de trabalho para outros tantos artistas em muitas partes do mundo.

Brasil[editar | editar código-fonte]

Sylvia Salustti dublou a Frida Suárez (substítuindo Flávia Saddy).

Primeiramente os desenhos animados começaram a ser dublados para o cinema, o que permitiu ao público infantil entender e se deliciar com as grandes obras do cinema de animação. No Rio de Janeiro, em 10 de janeiro de 1938 começaram as gravações, nos estúdios da ZIV, em São Cristóvão, da dublagem do filme Branca de Neve e os Sete Anões, com intervenção direta na organização dos trabalhos dos profissionais de Walt Disney. Essa produção marcou o início das atividades da dublagem brasileira, seguido por outras criações do mesmo estúdio como Pinóquio, Dumbo e Bambi. Carlos de la Riva e Walter Goulart, foram os primeiros técnicos de áudio a trabalharem com dublagem no Brasil. Outra dublagem original marcante foi a do clássico ...E o vento levou que aparece disponível no lançamento em blu-ray.[1]

Tom Cavalcante
Tom dublou o Rodolfo Rivera/White Pantera.

Os filmes brasileiros já contavam com a dublagem para corrigir a precariedade do equipamento de som disponível nas produções da década de 1940 e 1950 e tornou-se natural fazer o mesmo trabalho para os filmes estrangeiros. Com o sucesso da televisão, a necessidade de dublagem para a tela pequena se tornou imperativa e aos poucos os brasileiros se acostumaram à ideia, quase inconcebível na época, de grandes astros de Hollywood falarem português.

Em São Paulo foi fundada em 1958/1959 a Gravason, uma associação da Screen Gems subsidiária da Columbia Pictures, representada por Hélios Alvarez, com Mário Audrá Jr. (sócio da Cinematográfica Maristela). Ford na TV que apresentava pequenos dramas de 30 minutos foi a primeira série dublada apresentada na TV Brasileira. Depois vieram Rin-Tin-Tin, Lanceiros de Bengala, Papai Sabe Tudo e outras. Até há pouco tempo, todo o elenco de dublagem de um filme trabalhava junto pois só havia um canal disponível para as gravações das vozes. Atualmente os dubladores atuam separadamente, conforme mostrado no Especial Dublagem HBO exibida em 2011.

Até o fim da década de 1950, boa parte dos filmes, seriados e desenhos animados exibidos pela televisão no Brasil eram exibidos na sua versão original e com legendas em português. Porém, em 1962, um decreto do presidente Jânio Quadros determinou que todas as produções estrangeiras exibidas pela televisão fossem dubladas. Essa medida impulsionou o crescimento da dublagem no Brasil, e fez com que surgisse vários estúdios de dublagem desde então.[2]

O dublador brasileiro Carlos Galhardo participou da primeira dublagem acontecida em território brasileiro, interpretando o "Príncipe Encantado" no desenho animado Branca de Neve e os Sete Anões. O dublador brasileiro Orlando Drummond Cardoso que interpreta a voz de Scooby Doo permanece ligado ao personagem por mais de 30 anos e por isso entrou para o Guinness - O Livro dos Recordes. Outro caso interessante é o elenco principal da série Harry Potter, que permaneceu o mesmo desde o primeiro filme, com as vozes evoluindo ao mesmo tempo em que dubladores e atores foram crescendo. No início, adultos faziam as dublagens de crianças. Atualmente, crianças e adolescentes dublam crianças e adolescentes, como no caso de Harry Potter, Ben 10 ou o recente Karate Kid.

Wendel foi dublou o Porquinho #1.

Os primeiros elencos de dublagem foram integrados por radioatores. Eram vozes consagradas na época pelo sucesso das radionovelas. Outros profissionais que encontraram espaço para atuar em dublagem e realizaram trabalhos marcantes na dublagem brasileira, foram: Ida Gomes que dublou Bette Davis enquanto Lima Duarte fez sucesso trabalhando com os desenhos de Hanna Barbera. Essas animações obtiveram grande sucesso na TV brasileira dos anos 60, tornando conhecidas vozes como a de Older Cazarré (Dom Pixote) e Roberto Barreiros (Jambo & Ruivão). Olney Cazarré que depois faria parte da Escolinha do Professor Raimundo dublava o Pica-Pau e os filmes de Jerry Lewis. Nas séries havia a voz de Borges de Barros (Moe em Os Três Patetas e Prof. Smith em Perdidos no Espaço). Dennis Carvalho trabalhou em Túnel do Tempo. Nos anos 1980, Garcia Júnior ficou conhecido pela dublagem de MacGyver e He-Man, como Waldyr Sant'anna ficou conhecido pela dublagem de Homer Simpson. Orlando Viggiani, Nizo Neto e Manolo Rey são conhecidos por dublar Michael J. Fox em De Volta Para o Futuro, que teve três dublagens: a 1° é paulista feita pela empresa BKS e a 2° é carioca feita pela Double Sound e a terceira para ser exibida em aviões. A dublagem de Chaves que no início fora muito criticada, tornou-se cultuada pelos fãs e um dos pontos chave do duradouro sucesso do programa na TV brasileira.

Atualmente, vários canais fechados de TV se conscientizaram da importância da dublagem brasileira, criando canais especialmente para difusão de produções audiovisuais dubladas em língua portuguesa do Brasil.

Os excelentes trabalhos de Borges de Barros viraram referências e sua técnica virou verbo. Sempre que um dublador consegue acertar uma sequência difícil, o profissional recebe o elogio de que ele “borgeou” aquele trabalho.[3]

Legislação[editar | editar código-fonte]

Na legislação brasileira, dubladores necessitam do registro profissional de ator para trabalharem com dublagem, porém:

  • Até 18 anos de idade (em São Paulo - no Rio de Janeiro é até 16 anos), o registro profissional para dubladores fica condicionado à autorização dos pais ou responsáveis legais, como também a um alvará autorizando o trabalho do menor, expedido pelo Juizado da Infância e da Juventude.
  • Para se trabalhar com dublagem, se faz necessário o Registro Profissional de Ator (também conhecido como DRT), o qual, é expedido pela Delegacia Regional do Trabalho. Mas pode ser requerido pelo SATED regional (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos e Diversões), que emite um documento de capacitação profissional, o qual é acatado pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Para o registro no MTE, são necessários diploma ou certificados de conclusão de curso (técnico ou superior) reconhecido pelo MEC, ou o atestado de capacitação do sindicato.
  • A Lei 6533/78 é a lei que rege a atividade do ator/atriz em território brasileiro.
  • A Lei 9610/98 é a que define Direitos Autorais e Conexos de atores e dubladores, em território nacional.

Créditos[editar | editar código-fonte]

Desde 11 de novembro de 2009 os créditos para os dubladores no Brasil são obrigatórios por lei, Lei nº 12.091.[4] Até o momento só o SBT e a Rede Bandeirantes cumprem.[5]

Portugal[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Dobragem em Portugal
  Dobragem somente para crianças — nos restantes utilizam-se legendas.
  Zonas mistas — países que, ocasionalmente, utilizam um elenco completo para a dobragem e nos restantes casos utilizam legendas.
  Voz sobreposta — países que, geralmente, utilizam um ou mais atores de voz que se sobrepõem à banda sonora original.
  Dobragem generalizada — países que, exclusivamente, utilizam um elenco completo para a dobragem de filmes e telesséries.
Muster (rot-blaue Balken).png Países que, ocasionalmente, produzem dobragens próprias, embora, também, utilizem versões dobradas de outros países por se tratarem de idiomas semelhantes e o público compreendê-las sem dificuldade. (Bélgica e Eslováquia)

Comparativamente à sua vizinha Espanha, em Portugal não existe uma grande tradição de dobragem, sendo que esta foi limitada, ao longo do tempo, quase em exclusivo aos filmes de animação infantil e, ainda o é assim, praticamente, nos dias de hoje. Em 1948, uma lei do Governo Salazar proibiu a dobragem para o português europeu, como uma forma de proteger a indústria cinematográfica nacional.[6] Os desenhos animados eram, inicialmente, comercializados no país em português brasileiro, mas a partir de 1994 esse facto alterou-se com a realização da primeira dobragem portuguesa de um filme da Walt Disney: O Rei Leão. Atualmente, a par dos novos filmes, também estão a ser feitas reedições em português europeu dos grandes clássicos desta companhia (anteriores a O Rei Leão), aproximando-se a linguagem dos diálogos e canções destas produções ao discurso e imaginário português.

Quanto à televisão, na estação pública RTP, as produções estrangeiras são habitualmente exibidas na língua original com as respetivas legendas, sendo exemplo disso a série Os Simpsons. No entanto, ao contrário das séries e filmes para adultos, na estação privada SIC, as séries infanto-juvenis, como os Power Rangers, Arrepios ou O Mundo de Patty foram já transmitidas numa versão portuguesa, tal como aconteceu com as telesséries Dawson's Creek e Hannah Montana exibidas pela TVI.

Os canais da televisão por cabo destinados ao público infanto-juvenil são, neste sentido, os grandes promotores de dobragens em Portugal, devido às especificidades do seu público-alvo. O Canal Panda, o Panda Biggs, o Disney Channel, o Nickelodeon e o Cartoon dobram a maioria dos seus desenhos animados, filmes e séries.

A par destes canais, nos últimos anos, os canais de exibição de documentários, como o Canal de História ou o Canal Odisseia têm, também, realizado algumas dobragens de programas sobre factos históricos, ciência, tecnologia e/ou vida animal. Contudo, apesar destas introduções, é possível afirmar, de um modo geral — ainda que não haja fontes oficiais sobre o assunto — que a maioria dos portugueses prefere ver os filmes, telesséries e documentários estrangeiros legendados ao invés de dobrados em português, uma vez que consideram que a dobragem retira caráter à produção original[carece de fontes?].

Ator de voz[editar | editar código-fonte]

O ator de voz, dublador (Brasil) ou dobrador (Portugal) é a pessoa que tem a função de ceder sua voz e interpretação, em idioma local, a um ou vários personagens, a fim de substituir a voz dos atores ou dubladores originais de filmes, animações, seriados, documentários, programas de televisão estrangeiros, etc. As falas de um dublador normalmente não são escritas por ele próprio, mas sim por um tradutor, que faz a adaptação da obra original ao idioma local.

Em outros países[editar | editar código-fonte]

Bélgica[editar | editar código-fonte]

Na região de Flandres, onde a maioria fala a língua neerlandesa (Flamengo), filmes e séries de TV são mostrados em sua língua original com legendas, com exceção da maioria dos filmes feitos para um público jovem. Neste último caso, às vezes, versões separadas são gravadas nos Países Baixos e em Flandres (por exemplo, vários filmes de Walt Disney e filmes de Harry Potter). Estas versões dubladas só diferem entre si em termos de voz de diferentes atores e pronúncia diferente, enquanto o texto é quase o mesmo.

Na região de língua francesa da Bélgica, a gama de versões dubladas em francês é aproximadamente tão grande quanto a variedade de versões dubladas em alemão, onde quase todos os filmes e seriados para TV são dublados.

Reino Unido[editar | editar código-fonte]

No Reino Unido, a maioria dos filmes de língua estrangeira é legendada, embora a maior parte dos filmes de animação e programas de TV são dublados em inglês. Estes, normalmente são dublados da América do Norte, ao invés de serem dublados localmente. No entanto, há exemplos notáveis de filmes e programas de TV dublados com sucesso no Reino Unido, como a série Monkey e a série francesa The Magic Roundabout. Quando filmes vão ao ar na televisão, canais no Reino Unido frequentemente escolhem exibir com legendas, mesmo havendo uma dublagem em inglês. Isso também é uma prática bastante comum para animações destinadas a crianças em idade pré-escolar para ser redublado com atores de voz britânicos, substituindo as vozes originais, embora isso não é feito em programas voltados a um público mais velho.

Alguns filmes de animação e programas de TV também são dublados em galês e em gaélico escocês.

Países Baixos[editar | editar código-fonte]

Nos Países Baixos, na maior parte, versões neerlandesas são feitas somente para crianças. Filmes animados são exibidos nos cinemas com dublagem holandesa, mas geralmente as salas de cinema com mais salas também fornecem a versão original legendada, tais como filmes como Finding Nemo, Shrek the Third and WALL-E.

França[editar | editar código-fonte]

Na França, filmes e séries de TV são sempre lançadas com dublagem em francês para veiculação na TV, embora também estejam disponíveis no idioma original com legendas em francês. Os filmes são geralmente lançados nos cinemas em versões dubladas e originais nos principais cinemas de rua das grandes cidades (exceto em Paris, onde a grande maioria dos filmes estrangeiros é exibida com legendas). Um cinema que exibe um filme legendado normalmente tem um aviso no cartaz aconselhando os espectadores que o filme é uma versão de idioma original (normalmente abreviado VO - version originale ou VOST - version originale sous-titrée, em oposição a VF - version française). Normalmente, a disponibilidade de filmes dublados ou legendados depende das características dos filmes. Grandes sucessos americanos com comentários principalmente mistos ou negativos por críticos tendem a ser lançado somente em versões dubladas, enquanto filmes estrangeiros com críticas positivas principalmente estão geralmente disponíveis em suas versões originais. Filmes de arte muitas vezes só estão disponíveis em sua versão original, devido à distribuição limitada. Alguns atores de voz, como Alexandre Gillet, Roger Carel, Claire Guyot, Céline Monsarrat, Richard Darbois, Jacques Balutin e Marc Alfos, tem alcançado popularidade significativa.

Holanda[editar | editar código-fonte]

Na Holanda, na maior parte, as versões holandesas são feitas apenas para filmes infantis. Filmes animados são exibidos nos cinemas com dublagem em holandês, mas geralmente os cinemas com mais salas de projeção também fornecem a versão original legendada, como filmes como Finding Nemo, Shrek the Third e WALL-E.

Irlanda[editar | editar código-fonte]

A Irlanda geralmente recebe as mesmas versões cinematográficas do Reino Unido. No entanto, alguns filmes foram dublados em irlandês pela TG4, incluindo a série de filmes Harry Potter.[7]

Romênia[editar | editar código-fonte]

Na Romênia, praticamente todos os programas destinados a crianças são dublados em romeno, incluindo desenhos animados, filmes de live-action e séries de TV do Disney Channel, Cartoon Network, Minimax e Nickelodeon, exibidos em redes de televisão em geral. (como Power Rangers, Goosebumps, The New Addams Family, The Planet's Funniest Animals) ou filmes exibidos na televisão infantil. Filmes animados são exibidos em cinemas com dublagem romena. No entanto, os cinemas com mais salas de projeção geralmente também fornecem a versão original legendada. Tal foi o caso dos filmes Babe, Atlantis: The Lost Empire, Finding Nemo, Cars, Shrek the Third, Ratatouille, Kung Fu Panda e WALL-E. Outros programas de TV e filmes estrangeiros são exibidos no idioma original com legendas em romeno. Legendas são geralmente preferidas no mercado romeno. De acordo com o "Special Eurobarometer 243" (gráfico QA11.8) da Comissão Europeia (pesquisa realizada em novembro e dezembro de 2005), 62% dos romenos preferem assistir a filmes e programas estrangeiros com legendas (em vez de dublados), 22% preferem dublagem, e 16% se recusaram a responder.[8] Isto é levado pela suposição de que assistir filmes em suas versões originais é muito útil para aprender línguas estrangeiras. No entanto, de acordo com o mesmo Eurobarometer, praticamente nenhum romeno encontrou este método - assistir filmes em sua versão original - para ser a maneira mais eficiente de aprender línguas estrangeiras, comparado a 53% que preferiam aulas de idiomas na escola.

Na Romênia, programas de televisão e filmes em língua estrangeira são geralmente legendados em vez de dublados.[9] Isso inclui programas em idiomas não ocidentais, como o coreano.[10]

Sérvia, Montenegro, Bósnia e Herzegovina[editar | editar código-fonte]

Os dubladores sérvios são exibidos na Sérvia,Montenegro e Bósnia e Herzegovina, enquanto filmes infantis e desenhos animados são dublados em filmes sérvios e alguns filmes de live-action e séries de TV. A dublagem de séries de desenho animado na ex-Iugoslávia durante a década de 1980 teve uma reviravolta: os famosos atores de Belgrado forneceram vozes para personagens da Disney,Warner Brothers, MGM e outras empresas, frequentemente usando frases específicas da região e, assim, adicionando uma dose de humor local para a tradução das linhas originais. Essas frases se tornaram imensamente populares e ainda estão sendo usadas para comentários irônicos em situações específicas. Alguns dos dubladores sérvios também são transmitidos na Croácia e na República da Macedônia.

Croácia[editar | editar código-fonte]

Na Croácia, filmes estrangeiros e séries de TV são sempre legendados, enquanto a maioria dos programas infantis e filmes de animação são dublados em croata. A prática de dublagem começou na década de 1980 em alguns shows animados e continuou nos anos 90, 00 e em outros shows e filmes, sendo estes últimos lançados em mídia local. Recentemente, mais esforços foram feitos para introduzir a dublagem, mas a recepção pública tem sido fraca em algumas exceções. Independentemente da linguagem, o público croata prefere a legendagem à dublagem, mas ainda é popular em filmes de animação. Alguns shows anteriormente populares (como Sailor Moon) perderam seu apelo completamente após a prática da dublagem ter começado, e a dublagem acabou sendo removida dos programas, embora a maioria dos programas animados mostrados na televisão e alguns em mídia local tenham sido bem recebidos por pessoas observando-os com o próprio dublador. Esta situação é semelhante com filmes de cinema, com apenas aqueles destinados a crianças sendo dublados (como Finding Nemo e Shark Tale), mas hoje em dia são mostrados em versões dubladas. Além disso, tem havido um esforço para impor dublagem pela Nova TV, com La Fea Más Bella traduzido como Ružna ljepotica, uma telenovela mexicana, mas falhou. Algumas das dublagens croatas também são exibidas na Bósnia e Herzegovina.

Eslovênia[editar | editar código-fonte]

Na Eslovênia, todos os filmes e programas de televisão estrangeiros são legendados, com exceção dos filmes infantis e programas de TV (animados ou live-action). Enquanto as versões dubladas são sempre exibidas nos cinemas e, mais tarde, nos canais de TV, os cinemas às vezes também exibem versões com legendas dos filmes infantis.

Grécia[editar | editar código-fonte]

Na Grécia, a maioria dos filmes de desenhos animados são dublados. Normalmente, quando um filme tem uma dublagem em grego, a dublagem é exibido nos cinemas, mas as versões com legendas também são exibidas. Shows de TV estrangeiros para adultos são exibidos em suas versões originais com legendas, a maioria dos desenhos animados, por exemplo, The Flintstones e The Jetsons foram sempre dublados, enquanto Family Guy e American Dad! são sempre legendados e contêm o diálogo original em inglês, já que são principalmente para adultos em vez de crianças (embora o filme Space Jam tenha sido legendado em vez de ser dublado, já que também é adequado para crianças). Também alguns animes japoneses são dublados em grego (como Pokémon, Pichi Pichi, Sailor Moon etc.). Os únicos programas de televisão dublados em grego incluem séries de TV mexicanas (como Rubí e La usurpadora) e séries juvenil (como Hannah Montana e The Suite Life of Zack & Cody). No entanto, quando a Skai TV foi relançada em abril de 2006, a rede optou por dublar quase todos os programas estrangeiros em grego, ao contrário de outros canais gregos que sempre transmitiram a maioria dos programas em seu idioma original com legendas.

Países nórdicos[editar | editar código-fonte]

Nos países nórdicos, a dublagem é usada apenas em animações e outros filmes para o público mais jovem. Alguns cinemas nas principais cidades também podem filtrar a versão original, geralmente como a última exibição do dia, ou em um auditório menor em um multiplex.

Em programas de televisão com narração fora da tela, o áudio original é dublado em seu idioma nativo, enquanto as vozes na tela geralmente são legendadas.

Os países nórdicos são frequentemente tratados como um mercado comum que emite lançamentos em DVD e Blu-ray com opções originais de áudio e legendas selecionáveis ​​pelo usuário em dinamarquês, finlandês, norueguês e sueco. As capas também têm texto em todos os quatro idiomas, mas às vezes são exclusivas para cada país. Alguns lançamentos podem incluir outros idiomas e / ou legendas em idiomas europeus (ou seja, alemão, grego, húngaro ou italiano). Os filmes infantis normalmente têm faixas de áudio nórdicas em todos os quatro idiomas, além de áudio original na maioria dos casos.

Na Finlândia, a versão dublada da Suécia também pode estar disponível em certos cinemas para crianças da minoria de 5% de falantes de sueco, mas apenas em cidades ou vilas com uma porcentagem significativa de falantes de sueco. A maioria dos lançamentos em DVD e Blu-ray geralmente tem apenas o áudio original, exceto os filmes infantis, que têm faixas de idioma finlandês e sueco, além do áudio e legendas originais em ambos os idiomas.

Na Islândia, a versão dublada de cinema e TV é geralmente dinamarquesa, com alguns traduzida para o islandês como LazyTown, um programa de TV islandês originalmente transmitido em inglês, foi traduzido de islandês, entre trinta e duas outras línguas, e continua sendo o programa de TV que foi traduzido para o maior número de idiomas.

Nos cinemas, os filmes para adultos têm legendas em finlandês e em sueco, o finlandês é impresso em fonte básica e o sueco é impresso abaixo do finlandês em letra cursiva. Nas primeiras idades da televisão, os programas de TV e os filmes estrangeiros foram dublados pelo narrador na Finlândia. Mais tarde, as legendas tornaram-se uma prática na televisão finlandesa. A dublagem de filmes que não sejam filmes infantis é impopular na Finlândia, como em muitos outros países. Um bom exemplo é o filme The Simpsons Movie. Embora a versão original tenha sido bem recebida, a versão dublada em finlandês recebeu críticas negativas, e alguns críticos até a consideraram um desastre. Por outro lado, muitos dubladores de recursos de animação da Disney foram bem recebidos, tanto criticamente e pelo público.

Estónia[editar | editar código-fonte]

Na Estónia, nos cinemas, apenas os filmes de animação infantil são dublados e os filmes live-action são exibidos na língua original com legendas nos cinemas. As legendas são geralmente apresentadas nos idiomas estoniano e russo. Desenhos animados e séries animadas dublados ou dublagem e filmes live-action e séries de televisão apenas com legendas da Estónia. Os filmes animados são comumente mostrados na língua original e traduzido em estoniano (ou russo em muitos cinemas). A maioria dos canais de televisão em língua estoniana usa legendas para filmes e canais de TV estrangeiros. No entanto, os canais de língua russa tendem a usar a dublagem com mais frequência, especialmente para os canais russos transmitidos da Rússia (em oposição aos canais russos transmitidos da Estônia).

Filmes gerais e programação[editar | editar código-fonte]

Nos mercados de língua albanês, turca, alemã, francesa, italiana, espanhola, checa, eslovaca, húngara, russa e ucraniana da Europa, quase todos os filmes estrangeiros e programas de televisão são dublados (a excepção é a maioria dos lançamentos cinematográficos de adultos). Filmes de audiência na República Checa, Eslováquia e Turquia e vídeos de alto perfil na Rússia). Há poucas oportunidades de assistir filmes estrangeiros em suas versões originais. Na Espanha, Itália, Alemanha e Áustria, mesmo nas maiores cidades, há poucos cinemas que exibem versões originais com legendas ou sem tradução. No entanto, a programação da televisão por assinatura digital está frequentemente disponível no idioma original, incluindo os filmes mais recentes. Antes dos DVDs, que nesses países são em geral emitidos com faixas de áudio multilíngues, os filmes em idioma original (em outros idiomas além da língua oficial do país) eram raros, seja nos cinemas, na TV ou em vídeo caseiro. E versões legendadas foram consideradas um produto pequenos para Nichos de mercado mercado, como filmes intelectuais ou de arte.

Letônia e Lituânia[editar | editar código-fonte]

Na Letónia e na Lituânia, apenas os filmes infantis são dublados no cinema, enquanto muitos filmes usam a narração. Nos últimos anos, no entanto, muitos cartuns foram dublados em letão e lituano para a TV. Mas algumas para crianças como SpongeBob SquarePants.

Albânia[editar | editar código-fonte]

O primeiro filme dublado em língua albanesa foi The Great Warrior Skanderbeg, em 1954 e, desde então, tem havido milhares de títulos populares dublados em albanês por diferentes estúdios de dublagem. Todos os filmes animados e programas infantis são dublados em albanês, e muitos filmes de live-action também. No entanto, as séries de TV geralmente não são dubladas, elas são legendadas com exceção de algumas novelas mexicanas, brasileiras e turcas, como: Por Ti, Celebridade, A Casa das Sete Mulheres, Paramparça, entre outras.

Espanha[editar | editar código-fonte]

Na Espanha, praticamente todos os programas de televisão estrangeiros são exibidos em espanhol europeu, assim como a maioria dos filmes. Alguns atores de dublagem ter alcançado popularidade por suas vozes, como Constantino Romero (que dubla Clint Eastwood, Darth Vader e Arnold Schwarzenegger's Terminator entre outros) e Óscar Muñoz (o artista espanhol dublador da voz europeia oficial de Elijah Wood e Hayden Christensen).

Em algumas comunidades, como a Catalunha, muitos ou a maioria dos programas estrangeiros também são dublados em seus próprios idiomas, diferente do espanhol europeu. Atualmente, com a disseminação da televisão digital terrestre, os telespectadores podem escolher entre a trilha sonora original e a trilha sonora dublada para a maioria dos filmes e da televisão. Filmes da América de língua espanhola são exibidos em seu idioma original, enquanto fortes sotaques regionais (das Américas ou da Espanha) podem ser legendados em notícias e documentários.

Eslováquia[editar | editar código-fonte]

Na Eslováquia, o mercado de mídia doméstico, as versões dubladas em tcheco são amplamente usadas, apenas em filmes infantis e algumas poucas exceções (por exemplo, o Dia da Independência) que foram dublado para o cinema para ser lançado com dublagem eslovaca. A dublagem checa também foi amplamente utilizada na transmissão de canais de televisão eslovacos, mas desde 2008 as leis de língua eslovaca exigem que quaisquer programas mais recentes (entendidos como a primeira transmissão televisiva na Eslováquia) sejam fornecidos com localização eslovaca (dublagem ou legendas); desde então, transmissões televisivas de filmes, séries de TV e desenhos animados foram dubladas em eslovaco.

Hungria[editar | editar código-fonte]

Na Hungria, a dublagem é quase universalmente comum. Quase todos os filmes estrangeiros ou programas de TV lançados na Hungria são dublados em húngaro.[11] A história da dublagem remonta à década de 1950, quando o país ainda estava sob o regime comunista. Uma das mais emblemáticos dublagens húngaros foi o cartoon americano The Flintstones, com uma tradução local de József Romhányi.[12] O Internetes Szinkron Adatbázis (ISzDB) é o maior estúdio de dublagem húngaro de filmes, com informações para muitos live action e filmes de animação.[13] Na página 59 do Eurobarometer, 84% dos húngaros disseram que preferiam a dublagem em vez da legendas.

Na era socialista, todos os filmes foram dublados com atores profissionais e principalmente populares. Foi tomado cuidado para garantir que o mesmo dublador emprestasse sua voz ao mesmo ator original. No início dos anos 90, quando os cinemas tentaram acompanhar os filmes recém-lançados, a legendagem tornou-se dominante no cinema. Isso, por sua vez, forçou os canais de TV a criar suas próprias versões baratas de trilhas sonoras dubladas para os filmes que apresentavam, resultando em uma degradação constante da qualidade da dublagem. Quando isso se tornou habitual, os distribuidores de cinema retomaram o hábito de dublar para produções populares, apresentando-os em uma qualidade abaixo da média. No entanto, cada característica é apresentada com a trilha sonora original em pelo menos um cinema em grandes cidades.

No entanto, na Hungria, a maioria dos filmes e séries de documentários (por exemplo, os do Discovery Channel, National Geographic Channel) são feitos com as dublagens. Alguns filmes e séries antigos, ou aqueles que fornecem piadas e conversas não traduzíveis (por exemplo, a série de televisão Mr. Bean), são exibidos apenas com legendas.

Existe um problema mais recente decorrente da dublagem incluída nos lançamentos em DVD. Muitas gerações cresceram com uma trilha sonora original (e, por padrões tecnológicos atuais, desatualizada), que é tecnologicamente (som estéreo de qualidade ruim ou mono) ou legalmente (licença de trilha sonora expirada) inadequada para um lançamento em DVD. Muitos recursos originais são lançados em DVD com uma nova trilha sonora, que em alguns casos se mostra extremamente impopular, forçando os produtores de DVD a incluir a trilha sonora original. Em alguns casos raros, a trilha sonora húngara é deixada de fora por completo. Isso acontece principalmente com o Warner Home Video Hungary, que ignorou completamente a existência das trilhas sonoras húngaras, pois não queriam pagar as licenças das trilhas sonoras para serem incluídas em seus novos lançamentos em DVD, que aparecem com qualidade de imagem aprimorada, mas muito ruim.

Polônia[editar | editar código-fonte]

Na Polônia, os lançamentos de cinema para o público em geral são quase exclusivamente legendados, com exceção de filmes infantis e exibições de filmes na televisão, bem como programas feitos para a TV. Estes geralmente são mostrados com a voz, onde um talento de voz lê uma tradução sobre a trilha sonora original. Esse método, chamado de "justaposição", é semelhante à chamada tradução de Gavrilov na Rússia, com uma diferença: todos os diálogos são expressos por um leitor, de preferência com uma voz profunda e neutra que não interfere no tom de voz da voz. Alto-falantes originais em segundo plano. Até certo ponto, assemelha-se à tradução ao vivo. Certos talentos de voz altamente qualificados são tradicionalmente atribuídos a tipos específicos de produção, como ação ou drama. A dublagem padrão não é muito popular na maioria das audiências, com exceção de desenhos animados e programas infantis, que também são chamados de lançamentos de TV.

Alega-se que, até por volta de 1951, não havia filmes estrangeiros revogados disponíveis na Polônia. Em vez disso, eles foram legendados exclusivamente em polonês.

As tradições de dublagem da Polônia começaram entre as duas guerras mundiais. Em 1931, entre os primeiros filmes dublados em polonês foram Dangerous Curves (1929),The Dance of Life (1929), Paramount on Parade (1930), e Darling of the Gods (1930). Em 1949, o primeiro estúdio de dublagem foi inaugurado em Łódź. O primeiro filme dublado naquele ano foi Russkiy Vopros (filmado em 1948).

A dublagem polonesa nos primeiros anos do pós-guerra sofreu com uma fraca sincronização. Os diálogos poloneses nem sempre eram audíveis e os equipamentos de cinema daquela época faziam com que os filmes parecessem menos claros do que eram. Na década de 1950, os publicitários poloneses discutiram a qualidade das versões polonesas dos filmes estrangeiros.

O número de filmes dublados e a qualidade melhorada. A dublagem polonesa teve uma idade de ouro entre as décadas de 1960 e 1980. Aproximadamente um terço dos filmes estrangeiros exibidos nos cinemas foram dublados. A "escola de dublagem polonesa" era conhecida por sua alta qualidade. Naquela época, a Polônia tinha algumas das melhores dublagens do mundo. A pessoa que iniciou as versões de dublagem de alta qualidade foi o diretor Zofia Dybowska-Aleksandrowicz. Naquela época, a dublagem na Polônia era muito popular. A televisão polonesa dublou filmes populares e séries de TV como Rich Man, Poor Man; Fawlty Towers, Forsyte Saga, Elizabeth R, I, Claudius, I'll Take Manhattan, e Peter the Great.

Na década de 1980, devido a cortes no orçamento, a TV estatal economizou gravações ao gravar filmes ao vivo durante a transmissão.

No geral, durante 1948-1998, quase 1.000 filmes foram dublados em polonês. Nos anos 90, os filmes de dublagem e séries de TV continuaram, embora muitas vezes também para apenas uma emissão.

Em 1995, o Canal+ foi lançado na Polônia. Em seus primeiros anos, dublou 30% de seu programa de dublagem de filmes populares e séries de TV, uma das dublagens mais conhecidas e populares foi a de Friends, mas isso não teve sucesso.[14] Parou de dublar os filmes em 1999, embora muitas pessoas apoiassem a idéia de dublagem e comprassem o acesso apenas para versões de dublagem de produções estrangeiras. Nos anos 90, a dublagem foi feita pelo canal de televisão conhecido como Wizja Jeden. Eles principalmente dublaram produções da BBC, como The League of Gentlemen, Absolutamente Fabulous e Men Behaving Badly. Wizja Jeden foi fechada em 2001. No mesmo ano, a TVP parou de dublar a série de TV Frasier, embora essa dublagem fosse muito popular.

Atualmente, a dublagem de filmes e séries de TV para adolescentes é feita pela Nickelodeon e Disney Channel. Um dos maiores avanços na dublagem foi o lançamento polonês de Shrek, que continha muitas referências à cultura local e humor polonês. Desde então, as pessoas parecem ter crescido mais como versões dubladas e prestam mais atenção aos atores de dublagem. Entretanto, este parece ser o caso somente com filmes animados, porque a dublagem live-action é considerada ainda uma prática má. No caso de lançamentos em DVD, a maioria dos discos contém tanto a trilha sonora original quanto as legendas, e também a dublagem de voz ou polonês. A versão dublada é, na maioria dos casos, a do lançamento no cinema, enquanto a dublagem é oferecida para filmes que só foram legendados nos cinemas.

Desde o lançamento teatral de The Avengers em maio de 2012, a Walt Disney Company Polska dubla todos os filmes para lançamentos de cinema. Também em 2012, a United International Pictures Polska dublou The Amazing Spider-Man, enquanto Forum Film Polska - ex-distribuidora de filmes da Disney - decidiu dublar The Hobbit: An Unexpected Journey, junto com suas duas continuações. No entanto, quando um dublagem é produzida, mas o público-alvo do filme não é exclusivamente infantil, versões dubladas e legendadas geralmente estão disponíveis nos cinemas. As versões dubladas são mais comumente mostradas na manhã e no início da tarde, com a versão legendada dominando à noite. Ambos podem estar disponíveis em paralelo em horários semelhantes em multiplexes.

Ucrânia[editar | editar código-fonte]

Na Ucrânia, desde 2006 os lançamentos de cinema são quase sempre dublados em ucraniano com a técnica overdubbing e vários dubladores dublando diferentes vozes originais com um pequeno percentual de documentários/documentários exibidos na língua original com legendas em ucraniano. Para a televisão, os canais de TV geralmente lançam filmes e programas de TV com uma narração em ucraniano, embora certos filmes e programas de TV de alto nível sejam dublado em vez de dublados por voz.

No passado, filmes em russo, séries de TV, desenhos animados, séries animadas e programas de TV geralmente não eram dublados, mas mostrados com o áudio original com legendas em ucraniano. No entanto, esta prática tem sido lentamente abandonada desde o final de 2010: todos os filmes e desenhos animados das crianças, independentemente da língua original (incluindo o russo), são sempre dublado em ucraniano; exemplo dos primeiros desenhos animados em russo dublados de ucranianos para o lançamento cinematográfico é The Snow Queen 2 (2015), A Warrior's Tail (2015), Volki i Ovtsy: Be-e-e-zumnoe prevrashenie (2016), Ivan Tsarevich i Seryy Volk 3 (2016), Bremenskie razboyniki (2016), The Snow Queen 3: Fire and Ice (2017), Fantastic Journey to OZ (2017), Fixies: Top Secret (2017) etc.; a mesma tendência é vista entre os longas-metragens russos para adultos, com os primeiros desses filmes dublados em ucraniano, incluindo Battle for Sevastopol (2015) , Hardcore Henry (2016) , The Duelist (2016) .

Itália[editar | editar código-fonte]

Na Itália, a dublagem é sistemática, com uma tradição datada da década de 1930, em Roma, Milão, Florença e Turim. No Regime Fascista, o lançamento de filmes de línguas estrangeiras foi proibido por razões políticas. Roma é a base principal da indústria de dublagem, onde grandes produções como filmes, drama, documentários e desenhos animados são dubladas. No entanto, a dublagem em Milão é feita na maior parte dos desenhos animados e algumas produções menores. Praticamente todos os filmes estrangeiros (principalmente os americanos) de todos os gêneros, para crianças ou adultos, bem como programas de TV, são dublados em italiano. Nas grandes cidades, filmes em versão original também podem ser vistos em alguns cinemas. Legendas podem estar disponíveis em programas noturnos em principais canais de televisão, e na TV paga todos os filmes estão disponíveis na língua original com legendas em italiano. Muitos programas possuem suas trilhas sonoras originais.

No início de suas carreiras, atores como Alberto Sordi ou Nino Manfredi trabalharam extensivamente como atores de dublagem. Em um ponto, prática comum do cinema italiano era filmar cenas sincronizadas em apenas uma tomada e dublar os diálogos na pós-produção. Um exemplo notável desta prática é The Good, the Bad and the Ugly, em que todos os atores tinham dublagem em suas próprias vozes.

Jogos de vídeo são geralmente dublados em Italiano (por exemplo a saga de Assassins Creed, Halo ou a série Harry Potter, etc.) ou lançados com faixas de língua original, mas com todos os diálogos traduzidos em língua italiana.

Alemanha, Áustria, e Suíça[editar | editar código-fonte]

O mercado de dublagem germanófona é o maior da Europa. A Alemanha tem os estúdios mais estrangeiros-filme-dublagem per capita e por dada área no mundo. Na Alemanha, Áustria e a parte de língua alemã da Suíça, praticamente todos os filmes, shows, séries de televisão e novelas estrangeiras são mostradas nas versões dubladas criadas para o mercado alemão. No entanto, em algumas das vilas e cidades (especialmente ao longo das fronteiras de linguagem) da Suíça, versões legendadas são comuns. Dublagem de filmes é uma prática tradicional e comum na Europa de língua alemã, desde que as legendas não são aceitas e usadas tanto quanto em outros países europeus. De acordo com um estudo europeu, a Áustria é o país com a maior taxa de rejeição (mais de 70%) das legendas, seguidas pela Itália, Espanha e Alemanha. Em língua alemã, apenas videogames e jogos de computador apresentam menus de texto alemão e são dublados em língua alemã.

Nos últimos anos, estações de televisão suíças e austríacas mostraram aumento do número de filmes, séries e programas de TV em "som dual", que significa que o espectador pode escolher entre a língua original (por exemplo, inglês) e a linguagem do canal (alemão, francês ou italiano, de acordo com o local).

Embora os atores dubladores exerçam apenas apenas um papel secundário, são ainda notáveis para fornecimento de vozes familiares aos atores conhecidos. Famosos atores estrangeiros são conhecidos e reconhecidos por sua voz em alemão, por isso a dublagem também é uma questão de autenticidade. No entanto, nas grandes cidades, há cinemas onde filmes podem ser vistos em suas versões originais. Como o idioma inglês tornou-se um pouco mais popular entre os jovens espectadores. Na televisão alemã, filmes nunca são transmitidos com legendas, mas a programação Pay-Per-View está frequentemente disponível na língua original.

Versões dubladas em alemão às vezes divergem grandemente do original, especialmente em adicionar elementos humorísticos para o original. Em casos extremos, tais como The Persuaders!, a versão dublada foi mais bem sucedida do que o original inglês. Muitas vezes, tradução adiciona piadas sexualmente explícitas, que as versões dos EUA não tem permissão para usar.

Alguns filmes dublados antes da reunificação existem em diferentes versões para o Oriente e o Ocidente. Eles usam diferentes traduções e muitas vezes diferem no estilo de dublagem.

Rússia[editar | editar código-fonte]

A televisão russa normalmente dubla séries, filmes e programas de TV em russo, mas na maioria dos casos usando a técnica de voice-over com apenas um par de atores de voz, com o discurso original ainda audível por baixo. Na União Soviética, a maioria dos filmes estrangeiros lançados oficialmente foram dublados. A dublagem voice-over foi inventada na União Soviética na década de 1980 quando, com a queda do regime comunista, muitos filmes estrangeiros populares, anteriormente censurados pelo regime comunista, começaram a chegar, sob a forma de vídeos caseiros de baixa qualidade. Sendo versões não-oficiais, eles foram dublados de uma forma muito primitiva e rudimentar. Por exemplo, o tradutor falou o texto diretamente sobre o áudio de um vídeo que estava sendo copiado, usando um equipamento primitivo. A qualidade da dublagem resultante era muito baixa, as frases traduzidas ficavam fora de sincronização, interferindo com as vozes originais, sons de fundo vazavam, a tradução era imprecisa e, mais importante, todas as vozes de dub foram feitas por uma única pessoa, que geralmente não tinha a entonação do original, dificultando muito a compreensão de algumas cenas. Este método de tradução exerceu uma forte influência na cultura pop russa. Vozes de tradutores se tornaram reconhecíveis por gerações.

Na Rússia moderna, a técnica de voice-over ainda é usada em muitos casos, embora a qualidade tenha melhorado bastante e agora com vários atores de voz dublagem original de vozes diferentes.

Jogos de vídeo são geralmente dublados em Russo (por exemplo trilogia de The Legend of Spyro, Skylanders, a saga de Assassins Creed, Halo ou a série Harry Potter, etc.) ou lançados com faixas de língua original, mas com todos os textos traduzidos no idioma russo.

Estados Unidos e Canadá[editar | editar código-fonte]

Nos Estados Unidos e o Canadá (exceto Quebec), filmes estrangeiros mostrados nos cinemas geralmente são legendados. As exceções são filmes de tokusatsu, que são dublados quando importados para os EUA. No entanto, a má qualidade da dublagem desses filmes, tornou-se objeto de piada. Um pequeno número de filmes britânicos foram dublados quando lançado nos Estados Unidos devido a dialetos usados que para os americanos não são familiares. Além disso, os programas infantis do Reino Unido são redublados com atores de voz americanos, tornando a série mais compreensível para as crianças americanas. Por outro lado, programas britânicos mostrados no Canadá não são redublados.

Anime japonês na televisão quase sempre é exibido no formato dublado, independentemente do seu conteúdo ou público alvo. As exceções a esta prática são quando uma dublagem inglesa não tenha sido produzido para o programa (normalmente no caso de longas-metragens) ou quando o programa está sendo apresentado por uma rede que coloca a importância de apresentá-lo no formato original. A maioria dos DVDs de anime contêm opções para o original japonês, japonês com legendas e dublada em inglês, exceto séries que tenha sido editada ou americanizada. Além disso, a Disney tem uma política que faz com que seus diretores passem por fases para perfeito alinhamento de determinados movimentos de lábio para que o filme pareça realista.

Coreia do Sul[editar | editar código-fonte]

Na Coreia do Sul, animes que são importados do Japão são mostrados geralmente dublados em coreano na televisão. No entanto, alguns animes são censurados ou editados para um público coreano apropriado. Desenhos animados ocidentais são dublados em Coreano, tais como desenhos animados da Nickelodeon como SpongeBob SquarePants e Danny Phantom. Vários filmes live-action (principalmente americanos) são dublados em coreano, mas eles não são mostrados nos cinemas. Em vez disso, eles são só transmitidos pela televisão sul-coreana (KBS, MBC, SBS, EBS), enquanto a importação de DVD lançamentos desses filmes são exibidos com legendas em coreano. Isto pode ser devido ao fato de que os seis grandes estúdios americanos de cinema não possuem qualquer direito para a dublagem coreana de seus filmes live action que as redes de televisão coreana dublam e exibem. Mesmo se eles não possuem os direitos, coreano ou os telespectadores não-coreano podem gravar as exibições dubladas na TV para DVDs através de DVRs.

Às vezes, jogos de vídeo são dublados em coreano. Exemplos seriam a série Halo, a série Jak & Daxter e a série God of War. Para os jogos da série Halo, Lee Jeong Gu fornece sua voz coreano para o protagonista Master Chief (substituindo a voz de Steve Downes), enquanto Kim Hyung empresta a voz para Chieftain Tartarus, um dos principais antagonistas (substituindo a voz de Kevin Michael Richardson).

Tailândia[editar | editar código-fonte]

Na Tailândia, programas de televisão estrangeiros são dublados em tailandês, mas a trilha sonora original é frequentemente transmitida simultaneamente em uma faixa de áudio NICAM em transmissão terrestre e faixas de áudio alternadas em transmissão via satélite. Anteriormente, estações terrestres simulcasted a trilha sonora original no rádio.[15] Na televisão por assinatura, muitos canais transmitem filmes em língua estrangeira e programas de televisão com legendas. Os cinemas de Bangcoc e algumas cidades maiores mostram tanto a versão legendada quanto a versão dublada dos filmes em inglês. Nas grandes cidades como Bangcoc, os filmes em tailandês têm legendas em inglês.

Indonésia[editar | editar código-fonte]

Ao contrário dos cinemas da maioria dos países asiáticos, os da Indonésia exibem filmes estrangeiros com legendas. Então, alguns anos ou meses depois, esses filmes aparecem na TV, dublados em indonésio ou legendados. Os programas infantis são em grande parte dublados, embora em séries de desenhos animados, as músicas não sejam dubladas, mas em grandes filmes como Disney, tanto a voz falada quanto a voz foram lançadas para o novo dong indonésio, embora demorou alguns meses ou até anos para o filme sair. Os filmes adultos eram em grande parte legendados, mas às vezes eles também podem ser dublados, porque não há muitas vozes indonésias, principalmente em filmes dublados, três personagens podem ter exatamente a mesma voz.

Reality shows nunca dublados em indonésio, porque não era uma interação planejada como em filmes, então se eles aparecerem na TV, eles aparecerão com legendas.

Filipinas[editar | editar código-fonte]

Nas Filipinas, os profissionais de mídia geralmente têm práticas mistas sobre se devem ou não dublae programas de televisão ou filmes, mesmo dentro do mesmo tipo de mídia. Eles se misturaram apenas com os arquivos de televisão dublado e para o limite quadrado do gráfico G e PG.

A prevalência da mídia que precisa ser dublada resultou em um pool de talentos que é muito capaz de sincronizar voz a boca, especialmente para programas transmitidos pelas três maiores redes do país. Não é incomum na indústria filipina dublagem ter a maioria das vozes em uma série dublando apenas um dublando varios personagens. Os programas em inglês geralmente costumavam ser transmitidos em seu idioma original na televisão aberta. No entanto, desde o final da década de 1990 / início dos anos 2000, mais programas em língua inglesa que são transmitidos em grandes redes de televisão aberta (ou seja, TV5, ABS-CBN, GMA) foram dublados de Tagalog. Até mesmo o Studio 23 (agora ABS-CBN Sports and Action), que costumava exibir todos os seus programas estrangeiros em inglês, adotou a dublagem para alguns de seus programas estrangeiros. Programas infantis de redes de cabo Nickelodeon ,Cartoon Network , e Disney Channel exibido na TV5 ou ABS-CBN, há muito tempo são dublados de tagalog ou outro idioma regional filipino. Os filmes animados da Disney também são dublados em tagalo, exceto para as partes de canto, que mantém sua língua original (embora nos últimos anos, houve um aumento no número de musicais da Disney com suas músicas traduzidas como Frozen). A dublagem é menos comum em redes menores de acesso livre, como ETC, 2nd Avenue e a antiga RPN, e a versão original é veiculada. Também populares nas Filipinas são os dramas chineses, coreanos e mexicanos, que são chamados de Chinovelas., Koreanovelas e Mexicanovelas , respectivamente. Todos esses dramas sempre foram dublados em tagalo ou outra língua regional filipina, com seu conjunto exclusivo de dubladores filipinos.

A partir de 2017, novos shows não são dublados nas Filipinas e apenas selecionados para programas infantis em três redes diferentes de quaisquer outros países. No entanto, os canais de televisão a cabo (como o Disney Junior) geralmente não são dublados.

A versão em idioma original dos programas de TV também costuma estar disponível em canais a cabo/satélite, como Fox Life, Fox e AXN. No entanto, alguns canais em que filmes estrangeiros ou séries de TV são dublados em tagalog. O Cinema One, canal de filmes a cabo da ABS-CBN, mostra alguns filmes do exterior dublados de Tagalog. O Nat Geo Wild exibe a maioria dos programas dublados em Tagalog para o público filipino, sendo um dos poucos canais a cabo a fazê-lo. Tagalized Movie Channel & Tag exibe filmes em Hollywood e asiáticos dublados no Tagalog. Fox Filipinas exibe algumas séries em inglês, latim e asiático dubladas em tagalog, como The Walking Dead, Devious Maids, La Teniente, Kdabra, e alguns programas selecionados do Canal M. A GMA News TV exibe alguns documentários em inglês, filmes e séries de reality show dublados em Tagalog. O extinto canal HERO TV , que foca nos shows de anime e tokusatsu e agora em portal web, chama todos os seus programas estrangeiros para o Tagalog. Isso está em contraste com o Animax, onde seus programas de anime são dublados em inglês.

Os filmes estrangeiros, especialmente os filmes ingleses exibidos nos cinemas, são quase sempre exibidos em seu idioma original. Filmes não ingleses usam legendas em inglês. Ao contrário de outros países, os filmes infantis em inglês não são dublados nos cinemas.

Japão[editar | editar código-fonte]

No Japão, muitos programas de televisão exibidos na televisão japonesa são legendados ou dublados se eles são destinados a crianças. Quando o filme americano Morocco foi lançado no Japão em 1931, a legendagem tornou-se o método dominante de traduzir programas de TV e filmes no Japão. Mais tarde, por volta da década de 1950, filmes e programas de televisão estrangeiros começaram a ser mostrado dublado em japonês na televisão. O primeiro desenho estrangeiro para ser dublado em Japonês foram os curtas-metragens do Superman lançados nos anos 1940.

Devido à falta de software de vídeo para televisão doméstica, software de vídeo foi importado do exterior. Quando o programa de televisão foi mostrado na televisão, em sua maioria foi dublada. Havia um limite de caracteres para uma pequena tela de TV com uma resolução menor, e esse método não era apropriado para o pobre olho idoso e analfabeto, como era a dublagem de áudio. Atualmente, programas de TV e filmes (tanto as destinadas a todas as idades e apenas para adultos) são mostrados dublados o idioma original com legendas em Japonês, ao fornecer a opção de idioma original, quando o mesmo filme é lançado em VHS, DVD e Blu-ray.

Desenhos animados adultos como Family Guy e South Park são mostrados em versão dublada em japonês no canal WOWOW TV. Nos cinemas japoneses, filmes de língua estrangeira, exceto aqueles destinados a crianças, geralmente são mostrados em sua versão original com legendas em Japonês. Filmes estrangeiros geralmente contêm várias versões dubladas em Japonês, mas com vários dubladores, dependendo de qual emissora de TV eles são veiculados. Nippon TV, NHK, Fuji TV, TV Asahi, TV Tokyo e TBS normalmente seguem esta prática, bem como versões em VHS, Laserdisc, DVD e Blu-ray. Quanto aos recentes filmes estrangeiros sendo lançados, agora há alguns cinemas japoneses que mostram tanto versões dubladas como legendadas.

China[editar | editar código-fonte]

A China tem uma longa tradição de dublagem de filmes estrangeiros em chinês mandarim, começando na década de 1930. Embora durante a era da República Popular da China, filmes ocidentais podiam ser importadas e dubladas em chinês. Desde 1950, filmes soviéticos eram dublados principalmente em Xangai, tornou-se a importação principal. No início no final de 1970, além de filmes, séries de TV populares dos Estados Unidos, Japão, Brasil e México também foram dublados. O Shanghai Film Dubbing Studio tem sido o mais bem sucedido estúdio da indústria de dublagem na China. A fim de gerar produtos de alta qualidade, eles dividem cada filme em segmentos curtos, cada um durando apenas alguns minutos e depois trabalham nas partes de cada um. Além do significado correto na tradução, fazem um esforço tremendo para coincidir com os lábios dos atores para o diálogo. Como resultado, a dublagem nesses filmes geralmente não é facilmente detectada. O elenco de videogames é reconhecido no final de um filme dublado. Vários atores e atrizes dubladores do Shanghai Film Dubbing Studio tornaram-se celebridades bem conhecidas, tais como Qiu Yuefeng, Bi Ke, Li Zi e Liu Guangning. Nos últimos anos, no entanto, especialmente em grandes cidades no leste e litoral sul, tornou-se cada vez mais comum salas de cinema exibirem em versões legendadas com as trilhas sonoras originais.

Filmes também são dublados para as línguas de algumas das regiões autônomas da China, como o Tibete.

Hong Kong[editar | editar código-fonte]

Em Hong Kong, os programas de televisão estrangeiros, com exceção dos programas de televisão em inglês e mandarim, são dublados em cantonês. Os programas em inglês e mandarim são geralmente mostrados em seu original com legendas. Filmes estrangeiros, como a maioria dos filmes live-action e de animação (como anime e Disney), geralmente são dublados em cantonês. No entanto, a maioria dos cinemas também oferece versões legendadas de filmes em inglês.

Na maior parte, os filmes estrangeiros e os programas de TV, tanto live-action quanto animados, são geralmente dublados em mandarim e cantonês. Por exemplo, na série de filmes The Lord of the Rings o personagem de Elijah Wood, Frodo Baggins, foi batizado em mandarim por Jiang Guangtao para a China e Taiwan. Para a localização cantonesa, havia na verdade duas dublagens para Hong Kong e Macau. O primeiro dong cantonês, ele foi dublado por Leung Wai Tak, com um segundo dublê cantonês lançado, ele foi dublado por Bosco Tang.

Taiwan[editar | editar código-fonte]

Taiwan dubla alguns filmes estrangeiros e séries de TV em chinês mandarim. Até meados da década de 1990, os principais canais terrestres nacionais tanto dublaram quanto legendaram todos os filmes e programas estrangeiros e, para alguns programas populares, as vozes originais foram oferecidas no canal SAP. Gradualmente, no entanto, tanto terrestre e canais por cabo pararam de dublar para filmes e programas de horário nobre, enquanto a Legendagem continuou.

Na década de 2000, a prática de dublagem tem depende do tipo e da origem do programa. Animações, programas infantis e alguns programas educativos na maioria são dublados. Programas e filmes live action não são dublados nos cinemas ou na televisão. Dramas de TV japonesa já não são dublados, enquanto dramas coreanos, dramas de Hong Kong e dramas de outros países asiáticos ainda muitas vezes são dublados. Programas de variedades coreanos não são dublados. Filmes japoneses e coreanos em canais de filmes asiáticos ainda são dublados. Nos cinemas, a maioria dos filmes estrangeiros não são dublados, enquanto filmes de animação e alguns filmes para crianças oferecem uma versão dublada. Filmes de ação ao vivo de Hong Kong tem uma longa tradição de sendo dublada em mandarim, enquanto filmes mais famosos oferecem uma versão em cantonês.

Países da América Latina[editar | editar código-fonte]

Para os países americanos de língua espanhola, todos os programas, filmes, desenhos animados e documentários em língua estrangeira, mostrados em redes de TV abertas são dublados em espanhol padrão, enquanto as transmissões nos canais de cabo e satélite pan-regional são dubladas ou legendadas. Nos cinemas, apenas filmes feitos para crianças são dubladas em espanhol padrão ou espanhol mexicano e às vezes são mais dublados em dialetos regionais do espanhol onde eles são lançados.

México[editar | editar código-fonte]

No México, por lei, filmes exibidos nos cinemas devem ser exibidos em sua versão original. Filmes em línguas que não o espanhol geralmente são legendados. Somente documentários educativos e filmes para crianças, bem como alguns filmes que é esperado ter uma grande audiência (por exemplo, The Lord of the Rings: The Return of the King ou The Avengers) podem ser dubladas, mas isto não é obrigatório, e alguns filmes de animação é mostrado nos cinemas em versões dubladas e legendadas (por exemplo, algumas produções da DreamWorks).

A dublagem deve ser feita no México por cidadãos mexicanos ou estrangeiros residentes no México.[16] No entanto, vários programas que são mostrados na TV paga são dublados em outros países como Venezuela, Chile ou Colômbia.

A maioria dos filmes lançados em DVD apresentam espanhol neutro, como uma opção de idioma e às vezes apresentam uma dublagem específico para o público mexicano (por exemplo, Rio). Programas estrangeiros são dublados em transmissão de TV, enquanto na TV paga, a maioria dos programas de TV e filmes são legendados.

Dublagem tornou-se muito popular na década de 1990 com o aumento da popularidade do anime no México. Alguns atores de voz tornaram-se celebridades e são sempre identificados com caracteres específicos, tais como Mario Castañeda (que se tornou popular pela dublagem de Goku em Dragon Ball Z) ou Humberto Vélez (que dublou Homer Simpson nas primeiras 15 temporadas de Os Simpsons).

A popularidade da TV paga tem permitido as pessoas a assistir várias séries em sua língua original em vez de dublado. A dublagem tem sido criticada pela utilização de TV ou estrelas de cinema como atores de voz (como Ricky Martin dublando Hercules da Disney, ou Eugenio Derbez dublando Shrek da DreamWorks), ou para o uso incorreto da cultura popular local, que às vezes cria piadas não intencionais ou quebra o sentimento da obra original (por exemplo, traduzindo o bordão "Bazinga!" de Sheldon Cooper para "¡Vacilón!").

Vários videogames foram dublados em espanhol padrão, ao invés de espanhol europeu, no México (tais como a série Gears of War, Halo 3, Infamous 2 e outros).

Peru[editar | editar código-fonte]

No Peru, na televisão, todas as séries estrangeiras, filmes e desenhos animados, são mostrados dublados em espanhol normalmente do México, mas também da Colômbia e Venezuela. Nos cinemas, todos os filmes infantis são mostrados com dublagem, enquanto filmes destinados a audiências mais velhas têm tanto versões dubladas e legendadas. Emissoras de TV paga mostram tanto versões dubladas e legendadas em alguns filmes (principalmente filmes para um público adulto maduro). O Peru não tem seus próprios estúdios de dublagem, portanto a dublagem mexicana é amplamente utilizada, e algumas das palavras ou frases nos diálogos baseiam esta variedade.

Israel[editar | editar código-fonte]

Em Israel, só filmes infantis e programas de TV são dublados em língua hebraica. Em programas destinados a adolescentes e adultos, dublagem raramente é usada para a tradução, não só devido aos seus elevados custos, mas também porque o público é principalmente multilíngue. A maioria dos espectadores em Israel fala pelo menos uma língua europeia, além do Hebraico, e uma grande parte do público também fala árabe. Portanto, a maioria dos espectadores preferem ouvir a trilha sonora original, auxiliada por legendas em Hebraico. Outro problema é que dublagem não permite a tradução para duas línguas diferentes ao mesmo tempo, como é o caso dos canais de televisão israelense que usam legendas em Hebraico e outra língua (como o russo) simultaneamente.

Norte da África[editar | editar código-fonte]

Na Argélia e no Marrocos, a maioria dos filmes estrangeiros (especialmente produções de Hollywood) são mostrados dubladas em francês. Estes filmes são geralmente importados diretamente de distribuidores franceses. A escolha de filmes dublados em francês pode ser explicada pela história da colonização desses países pela França e o uso generalizada da língua francesa (entre a elite intelectual), além da marginalização das duas línguas faladas, Berbere e Darija. Outro fator importante é que cinemas locais e empresas de mídia privada não dublam em línguas locais, a fim de evitar custos elevados, mas também por causa da falta de experiência e de demanda.

Começando na década de 1980, a dublagem de séries e filmes para crianças no árabe moderno padrão tornou-se uma escolha popular entre a maioria dos canais de TV, cinemas e lojas de VHS/DVD. No entanto, a dublagem de filmes ainda é importada, e dublagem é realizada nos países árabes, com uma forte tradição de dobragem e legendagem (principalmente Síria, Líbano e Jordânia). A evolução dos filmes adultos foi diferente. Após o boom de satélite no mundo árabe e o surgimento de canais Pan-Árabes, o uso de legendas, que já era popular no Oriente Médio, era altamente popular entre os espectadores locais na Argélia e no Marrocos.

No mundo árabe, só filmes infantis e séries de TV foram dublados em árabe. Muitos títulos de anime diferentes são dublados em língua árabe, também. Tudo o resto geralmente é mostrado em seu idioma original com legendas em árabe. Recentemente, a indústria de dublagem árabe tem crescido, e canais como MBC Max, agora estão oferecendo velhos filmes de ação destinados a um público mais velho dublado em árabe para ser transmitido na televisão. Filmes de ação, tais como Braveheart, a trilogia O Senhor dos Anéis e Troy se tornaram alguns dos primeiros títulos estrangeiros para ser dublados em árabes, ao invés de usar legendas, no canal MBC Max. No entanto, eles ainda podem ser vistos em sua língua original com legendas.[17]

Índia[editar | editar código-fonte]

Na Índia, onde "filmes estrangeiros" são sinônimos de "filmes de Hollywood ", a dublagem é feita principalmente em três idiomas indianos, incluindo hindi, tâmil e telugo. A dublagem de línguas estrangeiras raramente é feita com as outras principais línguas indianas, a saber, malaiala e bengali, devido à alta taxa de alfabetização entre a população que fala as línguas. Apesar disso, alguns programas de televisão para crianças de canaresas e malaialas podem ser vistos na Sun TV. As obras concluídas são lançadas nas cidades e assentamentos de nível inferior nos respectivos estados (onde a penetração inglesa é baixa), muitas vezes com os originais em inglês lançados nas áreas metropolitanas. Em todos os outros estados, os originais em inglês são lançados junto com as versões dubladas, onde geralmente as coleções de versões dubladas são mais destacadas que as originais. Spider-Man 3 também foi feito na língua Bhojpuri uma língua popular no leste da Índia, além de hindi, tâmil e telugo. A Good Day to Die Hard , o mais recente lançamento da franquia Die Hard, foi o primeiro filme de Hollywood a receber também um dublador de língua punjabi.

A maioria dos canais de TV não menciona os créditos de dublagem em língua indiana nem seus funcionários, no final dos créditos finais originais, já que alterar os créditos para os atores originais ou atores de voz envolve um enorme orçamento para modificação, dificultando um pouco a localização informações para as versões dubladas. A mesma situação é encontrada para filmes. Às vezes programas e filmes estrangeiros recebem mais de uma dublagem, como por exemplo Jumanji, Dragonheart e Van Helsing. Informações para os dubladores de hindi, tâmil e télugo que fizeram as vozes para atores específicos e para seus papéis em filmes estrangeiros e programas de televisão são publicadas em revistas indianas de dados locais, para aqueles que estão envolvidos na indústria de dublagem na Índia. Mas em algumas ocasiões, há algumas produções estrangeiras que creditam o dublagem, como filmes de animação, como os filmes da Barbie, e alguns filmes da Disney. As series originais do Disney Channel lançadas em DVD com seus dublês hindus mostram uma lista dos artistas nos créditos Hindi, após os créditos finais originais. Lançamentos do cinema e lançamentos de filmes estrangeiros por VCD não dão crédito ao elenco ou equipe de dublagem. Os lançamentos em DVD, no entanto, têm créditos para a equipe de dublagem, se forem liberados em vários idiomas. Desde recentemente, as informações para a equipe de dublagem de produções estrangeiras estão se expandindo devido às altas demandas de pessoas que querem conhecer o conhecimento dos dubladores por trás de personagens em obras estrangeiras. Vários grandes estúdios de dublagem populares na Índia são apresentados como a Sound & Vision India, Main Frame Software Communications, Realidade Visual, ZamZam Productions, Treasure Tower International, Blue Whale Entertainment, Jai Hand Entertainment, Sugar Media, Rudra Sound Solutionz e muito mais.

Paquistão[editar | editar código-fonte]

No Paquistão, "filmes estrangeiros", e os desenhos animados normalmente não são dublados localmente. Em vez disso, filmes estrangeiros, animes e desenhos animados, como os exibidos na Nickelodeon Pakistan e na Cartoon Network Pakistan, são dublados em hindi na Índia, já que o hindi e o urdu, a língua nacional do Paquistão, são mutuamente inteligíveis. No entanto, as novelas da Turquia agora são dubladas em urdu e ganharam popularidade em detrimento das novelas indianas em hindi.[18] Isso levou a protestos de produtores locais de que isso é uma ameaça para a indústria de televisão do Paquistão, com as produções locais sendo retiradas do horário de pico ou abandonadas.[19] Da mesma forma, os líderes políticos expressaram preocupações sobre o seu conteúdo, dada a cultura menos conservadora da Turquia.

Vietnã[editar | editar código-fonte]

No Vietnã, filmes e programas de língua estrangeira são legendados na televisão em vietnamita. Eles não foram dublados deste 1985, mas são brevemente traduzidos com um palestrante antes de intervalos comerciais. Rio foi considerado o primeiro filme de Hollywood americano a ser inteiramente dublado em vietnamita. Desde então, os filmes infantis que saíram depois foram lançados nos cinemas. HTV3 também começou a dublar programas de televisão para crianças, incluindo Ben 10, e Ned's Declassified School Survival Guide, usando vários dubladores para dublar os papéis dos personagens.

Mais cedo, mais programas começaram a ser dublados. HTV3 também oferece animes dublado em vietnamita. Pokémon ganhou uma dublagem em vietnamita no início de 2014 no HTV3 começando com a série Best Wishes. Mas devido a uma controvérsia sobre os gritos de Pokémon serem re-dublados, apesar de todos os personagens terem seus nomes japoneses, ele foi trocado para o VTV2 em setembro de 2015, quando a série XY estreou. Sailor Moon também foi recentemente dublado, no início de 2015.

Cingapura[editar | editar código-fonte]

Na Cingapura multilingue, a dublagem é rara para programas ocidentais. Os programas de língua inglesa nos canais terrestres de sinal aberto são geralmente legendados em chinês ou malaio. Os programas em chinês, malaio e tâmil (exceto boletins de notícias) geralmente contêm legendas em inglês e no idioma original durante o horário nobre. Programas de MTS, como dramas coreanos e japoneses, oferecem som nos idiomas originais com legendas, mandarim-dublado e legendado, ou inglês-dublado. A política deliberada de encorajar o mandarim entre os cidadãos exigia que, por lei, programas em outros dialetos chineses (Hokkien, Cantonês e Teochew) fossem dublados em mandarim, com exceção das óperas tradicionais. Shows cantonês e hokkien de Hong Kong e Taiwan, respectivamente, estão disponíveis em VCD e DVD. Em um desenvolvimento recente, os boletins de notícias são legendados.

Irã[editar | editar código-fonte]

No Irã, filmes estrangeiros e programas de televisão são dublados em persa. A dublagem começou em 1946 com o advento de filmes e cinemas no país. Desde então, os filmes estrangeiros sempre foram dublados para o cinema e a TV. Usando vários dubladores e acrescentando dicas e atitudes locais ao conteúdo original, a dublagem desempenhou um papel importante na atração de pessoas para os cinemas e no desenvolvimento de um interesse por outras culturas. A arte de dublagem no Irã atingiu seu ápice durante os anos 1960 e 1970, com o ingresso de filmes americanos, europeus e hindus.

Os musicais mais famosos da época, como My Fair Lady e The Sound of Music, foram dublados, ajustados e tocados em persa pelos dubladores. Desde a década de 1990, por razões políticas e sob pressão do Estado, a indústria de dublagem diminuiu, com filmes dublados apenas para os canais de TV estatais. Nos últimos anos, os DVDs com legendas persas encontraram um mercado entre os espectadores pelo mesmo motivo, mas a maioria das pessoas ainda prefere as versões dubladas de língua persa. Recentemente, empresas privadas começaram a dublar séries de TV contratando famosos dubladores.

Geórgia[editar | editar código-fonte]

Na Geórgia, as trilhas sonoras originais são mantidas em séries de TV e filmes dublados pela tradução. Mas também pode ser alguma exceção, como alguns desenhos animados de crianças.

Azerbaijão[editar | editar código-fonte]

No Azerbaijão, a dublagem é rara, como a maioria dos canais do Azerbaijão, como as vozes locais ARB Günəş ou os originais do Azerbaijão.

Uganda[editar | editar código-fonte]

A indústria de filmes de Uganda é relativamente pequena, e filmes estrangeiros são comumente observados. O som original é muitas vezes acompanhada pela tradução em língua luganda e comentários, fornecido por um "video jockey" (VJ) ugandês. A interpretação e narração do VJ pode ser disponível ao vivo ou gravada.[20]

Oceania[editar | editar código-fonte]

Assim como outros países de língua inglesa, tradicionalmente tem havido pouca dublagem na Austrália, tendo programas de televisão de língua estrangeira e filmes sendo mostrados em versão legendada. Isto também tem sido o caso na Nova Zelândia, mas o Māori Television Service, lançado em 2004, dublou filmes de animação em língua maori.[21] No entanto, alguns comerciais de TV de países estrangeiros são dublados, mesmo se o comercial original veio de outro país de língua inglesa.

Alternativas[editar | editar código-fonte]

Legendas[editar | editar código-fonte]

Legendas podem ser usadas em vez da dublagem, já que países diferentes têm diferentes tradições em relação à escolha entre dublagem e legendagem. Em DVDs com orçamentos de tradução mais elevados, a opção para ambos os tipos será frequentemente fornecida para dar conta das preferências individuais; os puristas geralmente exigem legendas. Para pequenos mercados (pequena área de linguagem ou filmes para um público seleto), a legendagem é mais adequada, porque é mais barata. No caso de filmes para crianças pequenas que ainda não sabem ler ou não lêem rápido o suficiente, a dublagem é necessária.

Na maioria dos países de língua inglesa, a dublagem é relativamente rara. Em Israel, alguns programas precisam ser compreensíveis para falantes de hebraico e russo. Isso não pode ser feito com a dublagem, então a legendagem é muito mais comum às vezes até com legendas em vários idiomas, com a trilha sonora permanecendo no idioma original, geralmente em inglês. O mesmo se aplica a certos programas de televisão na Finlândia, onde o finlandês e o sueco são ambos idiomas oficiais.

Na Holanda, Flandres, países nórdicos, Estônia e Portugal, filmes e programas de televisão são mostrados no idioma original (geralmente inglês) com legendas, e apenas desenhos animados e filmes infantis e programas são dublados. Os cinemas geralmente mostram uma versão dublada e outra com legendas para esse tipo de filme, com a versão legendada mostrada.

Em Portugal, a TVI, fez uma dublagem da série norte-americana Dawson's Creek. A RTP também exibiu Friends em uma versão dublada, mas foi mal recebida e depois foi re-transmitida em uma versão legendada. Cartoons, por outro lado, são geralmente dublados, às vezes por atores conhecidos, até mesmo na TV. Filmes animados geralmente são lançados nos cinemas em versões legendadas e dubladas.

Na Argentina e Venezuela, canais locais de filmes e séries de TV sempre são exibidas em versão dublada, como exigido por lei. No entanto, essas mesmas séries podem ser vistas em canais a cabo em slots de tempo mais acessíveis em sua versão legendada e geralmente antes de serem exibidas na TV aberta. Em contraste, a série The Simpsons exibido em sua versão dublada no México, tanto na televisão aberta quanto na tv cabo da Fox, que transmite a série pro canal. Embora a primeira temporada da série tenha aparecido com legendas, isso não continuou nas temporadas seguintes.

Dublagem e legendagem[editar | editar código-fonte]

Na Bulgária, as séries de televisão são dubladas, mas a maioria dos canais de televisão usa legendas para filmes de ação e drama. AXN usa legendas para suas série, mas a partir de 2008 começaram usar a dublagem. Apenas os canais Diema dublam todos os programas. Filmes nos cinemas, com exceção de filmes para crianças, usam dublagem e legendas. Programas de televisão geralmente são feita usando dublagem mas geralmente, vozes de atores profissionais, ao tentar dar a cada personagem uma voz diferente, usando entonações apropriadas. Dublagens com vozes sincronizadas é raramente usado, principalmente para filmes de animação. Mrs. Doubtfire é um raro exemplo de um longa-metragem dublado dessa maneira no Canal 1 do BNT, embora uma versão legendada seja atualmente exibida em outros canais.

As séries de animação da Walt Disney Television (como DuckTales, Darkwing Duck e Timon & Pumbaa) só foram ao ar com vozes búlgaras sincronizadas no Canal 1 do BNT até 2005, mas depois as séries da Disney foram cancelados. Quando a exibição da série da Disney foi retomada na Nova Television e na Jetix em 2008, as dublagens foram usadas, mas as traduções de filmes animados da Disney ainda usam vozes sincronizadas. A dublagem de voiceover não é usada em lançamentos do cinema. A lei da indústria cinematográfica búlgara exige que todos os filmes infantis sejam dublados, e não legendados. A Nova Television dublou e transmitiu o anime Pokémon com vozes sincronizadas. Agora, o programa vai ao ar no Disney Channel, também de forma sincronizada.

Uso Global[editar | editar código-fonte]

A dublagem também é usada em aplicativos e gêneros diferentes do cinema tradicional, incluindo videogames, televisão e filmes pornográficos.

Jogos Eletrônicos[editar | editar código-fonte]

Muitos jogos de vídeo produzidos originalmente nos países da américa do norte, Japão e PAL são dublados em línguas estrangeiras para serem lançados em áreas como a Europa e a Austrália, especialmente para videogames que dão grande ênfase ao diálogo. Como os movimentos da boca dos personagens podem fazer parte do código do jogo, às vezes é possível sincronizar os lábios com a recodificação dos movimentos da boca para combinar com o diálogo no novo idioma. O mecanismo Source gera automaticamente dados de sincronização labial, facilitando a localização dos jogos.

Para obter a sincronização quando as animações são destinadas apenas ao idioma de origem, o conteúdo localizado é geralmente gravado usando técnicas emprestadas da duplicação de filmes (como rythmo band) ou, quando as imagens não estão disponíveis, a dublagem localizada é feita usando áudios de origem como referência. A sincronização de som é um método em que os áudios localizados são registrados correspondendo ao tamanho e às pausas internas do conteúdo de origem.

Para a versão européia de um videogame, o texto na tela do jogo está disponível em vários idiomas e, em muitos casos, o diálogo é copiado para cada idioma respectivo.

A versão norte-americana de qualquer jogo está sempre disponível em inglês, com texto traduzido e diálogo dublado, se necessário, em outras línguas, especialmente se a versão norte-americana do jogo contiver os mesmos dados que a versão européia. Vários jogos japoneses, como os das séries Sonic the Hedgehog, Dynasty Warriors e Soul, são lançados com o áudio japonês original e a dublagem em inglês incluídos.

Televisão[editar | editar código-fonte]

A dublagem é ocasionalmente usada em transmissões de televisão em rede de filmes que contêm diálogos que os executivos ou censores da rede decidiram substituir. Isso geralmente é feito para remover palavrões. Na maioria dos casos, o ator original não desempenha esse dever, mas um ator com voz semelhante lê as alterações. Os resultados são às vezes contínuos, mas, em muitos casos, a voz do ator de substituição não soa como o artista original, o que se torna particularmente perceptível quando um extenso diálogo deve ser substituído. Além disso, muitas vezes fácil de perceber, é a súbita ausência de sons de fundo no filme durante o diálogo dublado. Entre os filmes considerados notórios pelo uso de atores substitutos que soam muito diferentes de suas contrapartes teatrais estão a série de filmes Smokey and the Bandit e Die Hard, como mostrado em emissoras como a TBS. No caso de Smokey and the Bandit, a extensa dublagem foi feita para a primeira exibição da ABC Television em 1978, especialmente para o personagem de Jackie Gleason, Buford T. Justice. A dublagem de sua frase "filho da puta" tornou-se o mais agradável (e memorável) "vagabundo escravo", que se tornou um slogan da época.

A dublagem é comumente usada também na televisão de ficção científica. O som gerado pelo equipamento de efeitos, como bonecos animatrônicos ou movimentos de atores em conjuntos elaborados de contraplacado de vários níveis (por exemplo, pontes de naves estelares ou outros centros de comando), muitas vezes torna inutilizável o diálogo do personagem original. O Stargate o Farscape são dois exemplos principais em que o ADR é usado intensamente para produzir áudio utilizável.

Como algumas séries de anime contêm palavrões, os estúdios que gravam, os dubladores ingleses frequentemente regravam certas cenas se uma série ou filme for transmitida no Cartoon Network, removendo referências à morte e ao inferno também. Algumas empresas oferecerão uma versão editada e uma versão sem cortes da série em DVD, para que haja um script editado disponível caso a série seja transmitida. Outras empresas também editam a versão completa de uma série, o que significa que mesmo nos caracteres de DVD não cortados dizem coisas como "Blast!" e "Droga!" no lugar das profanidades do diálogo original. A dublagem em inglês da Bandai Entertainment de G Gundam é infame por isso, entre muitas outras coisas, com cenas como "Barman, mais leite".

A dublagem também tem sido usada para fins cômicos, substituindo cenas de diálogo para criar comédias a partir de imagens que originalmente eram outro gênero. Exemplos incluem as séries australianas The Olden Days e Bargearse, re-dublado a série de drama e ação australiana de 1970, respectivamente, a série irlandês Soupy Norman, re-dublado de Pierwsza miłość, uma novela polonesa, e Most Extreme Elimination Challenge, uma cômica dublagen da série japonês Takeshi's Castle.

A dublagem em uma língua estrangeira nem sempre implica a exclusão do idioma original. Em alguns países, um artista pode ler o diálogo traduzido como uma narração. Isso geralmente ocorre na Rússia e na Polônia, onde "lektories" ou "lektors" leem o diálogo traduzido para o russo e o polonês. Na Polônia, um locutor leu todo o texto. No entanto, isso é feito quase exclusivamente para os mercados de televisão e home video, enquanto as versões de cinema são geralmente legendadas. Recentemente, no entanto, o número de filmes totalmente dublados de alta qualidade aumentou, especialmente para filmes infantis. Se existe uma versão dublada de qualidade para um filme, ela é exibida nos cinemas. No entanto, alguns filmes, como Harry Potter ou Star Wars, são exibidos em versões dubladas e legendadas, variando com o tempo. Esses filmes também são exibidos na TV (embora alguns canais os deixem e façam uma tradução padrão de um narrador) em VHS/DVD. Em outros países, como o Vietnã, a técnica de voice-over também é usada para lançamentos cinematográficos.

Na Rússia, a narração de todas as cenas por uma única pessoa é referida como uma tradução de Gavrilov, e geralmente é encontrada apenas em cópias ilegais de filmes e na televisão a cabo. Dublagens profissionais sempre incluem pelo menos dois atores de gênero oposto, traduzindo o diálogo. Alguns títulos na Polônia foram dublados dessa maneira também, mas esse método carece do apelo ao público, então é muito raro agora.

Em ocasiões especiais, como festivais de cinema, a interpretação ao vivo é geralmente feita por profissionais.

Pornografia[editar | editar código-fonte]

Como os orçamentos para filmes pornográficos são geralmente pequenos, comparados aos filmes feitos pelos grandes estúdios, e há uma necessidade inerente de filmar sem interromper as filmagens, é comum que as cenas de sexo sejam exageradas. O áudio para essa dublagem é geralmente chamado de Ms e Gs, ou os gemidos e gemidos.

Dublagem em dialetos[editar | editar código-fonte]

No caso de idiomas com grandes comunidades (como inglês, chinês, português, alemão, espanhol ou francês), uma única tradução pode parecer estrangeira para falantes nativos em uma determinada região. Portanto, um filme pode ser traduzido em um dialeto de uma determinada língua. Por exemplo, o filme de animação The Incredibles foi dublado para espanhol europeu, espanhol mexicano, espanhol neutro (que usou o dublador mexicano) e espanhol Rioplatense (embora pessoas do Chile e do Uruguai notassem um forte sotaque por tendo da maioria dos personagens do Rioplatense tradução espanhola). Nas regiões de língua espanhola, a maior parte da mídia é dubladas apenas duas vezes em espanhol (espanhol) e espanhol neutro (que é o espanhol mexicano, mas evita coloquialismos).

Outro exemplo é a dublagem de dialetos franceses de The Simpsons, que é completamente diferente em Quebec e na França, sendo o humor muito diferente para cada público (ver versões não inglesas de The Simpsons). Em Quebec são geralmente críticas as dublagens da França de The Simpsons, que muitas vezes não acham divertido. A rede francesa Télétoon, transmitiu a dublagem de Quebec dos The Simpsons, bem como as dublagens parisiense francês de Futurama e Family Guy, que eram ambos semelhantes a dublagem parisiense para The Simpsons. Os dois últimos episódios foram retirados da rede, enquanto The Simpsons continua com sua transmissão no Télétoon.

A dublagem francesa de filmes em Quebec, embora geralmente feita em francês padrão sem sotaque, pode soar peculiar para o público na França por causa da persistência de alguma expressão regionalmente neutra e porque os artistas franceses de Quebec pronunciam nomes anglo-saxônicos com sotaque americano, enquanto francês intérpretes não. Ocasionalmente, por razões de custo, os filmes americanos direto para vídeo, como o filme de 1995 When the Bullet Hits the Bone, são lançados na França com uma dublagem em Quebec, às vezes resultando no que alguns membros do público francês percebem como humor não intencional.

Portugal e o Brasil também usam diferentes versões de filmes e séries dubladas. Uma vez que a dublagem nunca foi muito popular em Portugal, durante décadas, os filmes infantis foram distribuídos usando a dublagem brasileira de maior qualidade (ao contrário da série de TV infantil - tradicionalmente dublada em português europeu). Só nos anos 90 a dublagem começou a ganhar importância em Portugal. The Lion King tornou-se a primeira longa-metragem da Disney a ser completamente dublado para o português europeu e, posteriormente, todos os principais filmes de animação ganharam versões em português europeu. Em recentes lançamentos em DVD, a maioria desses clássicos dublados no Brasil foi lançada com novas dublagens em português, eliminando a predominância de dublês brasileiros em Portugal.

Da mesma forma, na região de fala holandesa da Flandres, na Bélgica, os desenhos animados são frequentemente dublados localmente por artistas flamengos, em vez de usar trilhas sonoras produzidas na Holanda.

A região de língua alemã, que inclui a Alemanha, a Áustria, a parte de língua alemã da Suíça, e o Liechtenstein compartilham uma versão comum dublada em alemão. Embora existam algumas diferenças nos dialetos alemães, todos os filmes, programas e séries são dublados em uma única versão alemã padrão que evita variações regionais no público que fala alemão. A maioria dos dubladores é basicamente alemã e austríaca, já que há uma longa tradição de dublagem de filmes. A Suíça, que tem quatro idiomas oficiais (alemão, francês, italiano e romanche), geralmente usa versões dubladas feitas em cada país (com exceção do romanche). O Liechtenstein utiliza apenas versões dubladas em alemão.

Às vezes, os filmes também são dublados em vários dialetos alemães (Berlinerisch, Kölsch, Saxonian, Austro-Bavarian ou Swiss German), que se referem especialmente a filmes de animação e filmes da Disney. Estes são feitos para diversão e como um "recurso especial" adicional para atrair o público para comprá-lo. Filmes de animação populares, dublados de dialetos alemães, incluem filmes de Asterix (além de sua versão alemã padrão, cada filme tem uma versão em dialeto particular). [22]

Alguns filmes de live-action ou séries de TV têm um dublagem de dialeto alemão adicional: Babe [23] e sua continuação, Babe: Pig in the City (alemão, austríaco alemão, alemão suíço); e Rehearsal for Murder, Framed (Alemão da Áustria); The Munsters, Serpico, Rumpole (Alemão da Áustria) e The Thorn Birds [24] (apenas dublagem alemã).

Antes da reunificação alemã, a Alemanha Oriental também fez sua própria versão em alemão. Por exemplo, Olsen Gang e a série animada húngara The Mézga Family foram dublados na Alemanha Ocidental.

Geralmente, há duas dublagens produzidas em dialetos do servo-croata: sérvio e croata. Sérvio para Sérvia, Montenegro e Bósnia e Herzegovina; Croata para a Croácia e partes da Bósnia e Herzegovina.

Crítica[editar | editar código-fonte]

Muitos filmes de artes marciais de Hong Kong que foram importados sob a bandeira não oficial do Kung Fu Theatre eram notórios por dublagem aparentemente descuidada, que incluía uma fraca sincronia labial e um diálogo desajeitado. Uma vez que os resultados foram muitas vezes involuntariamente hilários, isso se tornou uma das características que tornam esses filmes parte da cultura dos anos 80.

Embora os dubladores envolvidos usem o peso das críticas à dublagem, outros fatores podem incluir a tradução imprecisa de roteiros e a mixagem de áudio deficiente. O diálogo normalmente contém padrões de fala e estrutura de frases que são naturais para a linguagem, mas que pareceriam estranhos se fossem traduzidos literalmente. Os dubladores ingleses da animação japonesa, por exemplo, devem reescrever o diálogo para que ele flua suavemente e siga o padrão natural do discurso em inglês. Atores de voz em uma capacidade de dublagem normalmente não têm o luxo de ver o filme original com o dublador original e, portanto, têm pouca idéia de como executar o papel. Em algumas ocasiões, os atores de voz gravam seu diálogo separadamente, o que pode não ter a dinâmica obtida ao se apresentar como um grupo.

Referências

  1. «Media Advisory: Gone with the Wind in HD at Cineplex Entertainment Theatres on Saturday, November 14th». Reuters. 28 de outubro de 2009. Consultado em 15 de julho de 2010. 
  2. https://mundoestranho.abril.com.br/cinema-e-tv/quando-surgiu-a-dublagem-no-brasil-e-no-mundo/
  3. Dubladores brasileiros são respeitados e tudo começou com Borges Jornal Gazeta do Povo
  4. «Lei nº 12.091, de 11.11.2009 - Presidência da República». planalto.gov.br. Consultado em 25 de outubro de 2015. 
  5. Flávio Ricco (16 de junho de 2015). «Por que os filmes das TVs escondem os nomes do dubladores?». Televisão.uol. Consultado em 25 de outubro de 2015. 
  6. Proibição da dobragem durante o Estado Novo
  7. Writing and Translating for Children
  8. Special Eurobarometer 243
  9. Dracula is Dead: How Romanians Survived Communism, Ended It, and Emerged Since 1989 as the New Italy
  10. The Global Impact of South Korean Popular Culture: Hallyu Unbound
  11. «9 culture shocks Americans will have in Hungary» 
  12. «Dubbed versions Sherlock Holmes, dubbing, hungarian voices» 
  13. «ISzDb - Internetes Szinkron Adatbázis» 
  14. https://web.archive.org/web/20151222233455/https://www.wsj.com/articles/SB119215016517556740
  15. The Right to Tell: The Role of Mass Media in Economic Development
  16. http://www.diputados.gob.mx/LeyesBiblio/pdf/103.pdf
  17. http://www.waleg.com/archives/017759.html
  18. In Pakistan, Indian soap operas give way to Turkish serials, First Post, 1 de dezembro de 2013
  19. Is TV drama industry overreacting to Turkish soaps blitz?, Dawn, 20 de dezembro de 2012
  20. http://www.economist.com/blogs/baobab/2012/11/cinema-uganda
  21. http://www.nzherald.co.nz/nz/news/article.cfm?c_id=1&objectid=10117134
  22. https://www.ots.at/presseaussendung/OTS_20090810_OTS0122/oesterreich-version-von-disneypixars-oben-mit-otto-schenk-und-karlheinz-boehm-bild
  23. http://tvtropes.org/pmwiki/pmwiki.php/UsefulNotes/GermanDialects
  24. http://215072.homepagemodules.de/topic-threaded.php?forum=11776728&threaded=1&id=506269&message=7100872

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Brasil (Dublagem)
Portugal (Dobragem)