Ave Sangria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ave Sangria
Informação geral
Origem Pernambuco
País Brasil
Gênero(s) rock, música folclórica, música psicodélica
Período em atividade 1969 - atualmente
Integrantes Marco Polo
Ivson Wanderley
Paulo Rafael
Almir de Oliveira
Zé da Flauta
Júnior do Jarro
Gilú Amaral
Ex-integrantes Israel Semente Proibida
Agrício Noya

Ave Sangria é um conjunto musical brasileiro de Rock Psicodélico, um dos principais expoentes da cena musical psicodélica pernambucana dos anos 1970, junto com Alceu Valença, Flaviola e o Bando do Sol, Lula Côrtes, Marconi Notaro e Lailson.[1]

Inicialmente chamado de Tamarineira Village, o conjunto mudou de nome por sugestão de uma cigana que os integrantes conheceram no interior da Paraíba.[2] Era formado por Marco Polo (vocais), Ivson Wanderley (guitarra solo e violão), Paulo Raphael (guitarra base, sintetizador, violão, vocal), Almir de Oliveira (baixo), Israel Semente (bateria) e Agrício Noya (percussão). Seu trabalho mais conhecido é o álbum Ave Sangria de 1974.

O grupo foi alvo da censura do governo militar. A ilustração da capa do primeiro e único disco da banda sofreu modificações, sendo definida pelos integrantes como um "papagaio drag queen".[3]

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Membros atuais[editar | editar código-fonte]

  • Marco Polo - vocal (1969- atualmente)
  • Ivson Wanderley - Guitarra
  • Paulo Rafael - Guitarra
  • Almir de Oliveira - Violão
  • Zé da Flauta - Flauta transversal
  • Júnior do Jarro - Bateria
  • Gilú Amaral - Percussão

Membros da última formação[editar | editar código-fonte]

  • Marco da Lata - Baixo e backing vocal (2011)
  • Cris Rás - Guitarra (2011)
  • André Sette - Teclados (2011)
  • Rodrigo Duplicata - Bateria (2011)
  • Breno Lira - Guitarra (2009-2011)
  • Cassio Sette - teclado e backing vocal (2009-2011)
  • Wellington Santana - baixo e backing vocal (2009)

Membros antigos[editar | editar código-fonte]

  • Israel Semente - bateria, percussão e backing vocal (1969-1982)
  • Agrício Noya - bateria e percussão (1969-1979)

Membros auxiliares em turnê[editar | editar código-fonte]

  • Ebel Perrelli - percussão (2009- atualmente)
  • Nando Barreto - baixo e backing vocal (2009 - atualmente)
  • Jerimum - percussão (2010-2012)

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Álbuns ao vivo[editar | editar código-fonte]

  • 1974 - Perfumes e Baratchos

Compactos[editar | editar código-fonte]

Bootlegs[editar | editar código-fonte]

  • 2009 - Tamarineira Village 1975 - ao vivo em Recife - CD Kopka

Referências

  1. «Ave Sangria». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 10 de março de 2013 
  2. «Ave Sangria lançará disco ao vivo com último show histórico de 1974». Revista O Grito!. UOL. 8 de agosto de 2014 
  3. Camila Holanda e Marcos Sampaio (4 de outubro de 2011). «Ave Sangria: um escândalo psicodélico pernambucano». O Povo 
Flag of Brazil.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.