Ceratopsidae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Ceratopsidae
Intervalo temporal: Cretáceo Superior
~83–66 Ma
Ceratopsidae Diversity.jpg
No sentido horário a partir do canto superior esquerdo: Titanoceratops, Styracosaurus, Utahceratops e Triceratops
Classificação científica e
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Clado: Dinosauria
Ordem: Ornithischia
Subordem: Ceratopsia
Superfamília: Ceratopsoidea
Clado: Ceratopsomorpha
Família: Ceratopsidae
Marsh, 1888
Subgrupos
Sinónimos
  • Agathaumidae Cope, 1891
  • Torosauridae Nopcsa, 1915
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Ceratopsidae

Ceratopsidae (que significa "chifres nos olhos") é uma família de dinossauros ceratopsianos ornitísquios, característicos do período Cretáceo, mas presentes também no fim do Jurássico em menor número. Os ceratopsídeos, como são chamados os dinossauros pertencentes à essa família, viveram principalmente na América do Norte. Os ceratopsídeos se alimentavam de vegetais, caracterizando assim uma alimentação herbívora, comum a todos os ceratopsianos. Tinham um bico proeminente em sua mandíbula.

Esses dinossauros variavam bastante de tamanho sendo que os menores ,eles tinham cerca de 5 metros de comprimento ou até menos, e os maiores tinham até 9 metros de comprimento. A principal característica que difere a família dos ceratopsídeos das demais famílias de ceratopsianos é justamente o seu tamanho, os ceratopsídeos são os maiores e mais bem desenvolvidos da infraordem Ceratopsia.

Outra característica marcante era a presença de placas enrijecidas, situada atrás da cabeça; pode ter servido tanto para lutas como para intimidação e exibição

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «The Dino Directory - Name A-Z - Natural History Museum». www.nhm.ac.uk (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2017