Pachycephalosaurus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Março de 2008). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Como ler uma infocaixa de taxonomiaPachycephalosaurus
Ocorrência: Cretáceo Superior
70–66 Ma
Pachycephalosaurus wyomingensis dinosaur (Upper Cretaceous; Montana, USA).jpg
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Clado: Dinosauria
Ordem: Ornithischia
Família: Pachycephalosauridae
Tribo: Pachycephalosaurini
Género: Pachycephalosaurus
Brown & Schlaikjer, 1943
(nome conservado)
Espécie-tipo
Pachycephalosaurus wyomingensis
(Gilmore, 1931)
(nome conservado)
Sinónimos

Pachycephalosaurus (Pachycephalosaurus wyomingensis, do latim "lagarto cabeça - grossa") foi uma espécie de dinossauro herbívoro e bípede que viveu durante o período Cretáceo.O paquicefalossauro chegava a ter 4 metros de comprimento.[1] [2]

O paquicefalossauro possuía uma cabeça óssea com crânio compacto e uma abóbada alta usada em disputas entre machos da mesma espécie. O paquicefalossauro viveu na América do Norte.

O paquicefalossauro foi descoberto no início da década de 1940 e nomeado por Barnum Brown e Erich M. Schlaikjer em 1943.

Anatomia[editar | editar código-fonte]

Comparação do tamanho de um P. wyomingensis (verde) e um ser humano.

Este dinossauro foi um herbívoro e bípede. O que torna esse animal famoso é sua característica mais peculiar: o domo craniano de 25 centímetros de espessura, cercado por protuberâncias ósseas. Da testa ao focinho, este dinossauro possuía uma carreira de espinhos. O tamanho do Pachycephalosaurus é baseado no estudo de outros membros de sua família. Outro aspecto que chama a atenção: a cauda é revestida por tendões calcificados (tendões ósseos), formando uma estrutura semelhante à cauda de um Anquilossauro, embora não haja nenhum vestígio de uma clava ou estrutura parecida, como acontece no Anquilossauro. Segundo vestígios, as órbitas oculares do Pachycephalosaurus estavam posicionadas na parte frontal da cabeça (assim como num predador), o que leva a crer que era equipado com uma boa visão. Possivelmente tinha visão binocular.

Dieta[editar | editar código-fonte]

Não há consenso entre os paleontólogos sobre a alimentação deste dinossauro. Tendo dentes muito pequenos e sulcados, não poderiam mastigar plantas resistentes e fibrosas com tanta eficácia como outros dinossauros do mesmo período. Se assume que os paquicefalossauros viviam de uma dieta mista de folhas, sementes, frutas e insetos. Os dentes serrados seriam muito eficazes para comer plantas.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Pachycephalosaurus Reconstruction.jpg

Este dinossauro nomeou sua própria família, a Pachycephalosauria, um grupo de dinossauros que viveram no final do período Cretáceo, tanto no que hoje é a América do Norte quando na atual Ásia. Podemos citar, como outros membros da família, o Homalocephale, o Prenocephale e o Stygimoloch. Todavia, o Pachycephalosaurus também está dentro da subfamília Pachycephalosauridae, cujas características são o domo craniano espesso, por exemplo.

Uso do domo[editar | editar código-fonte]

Ninguém sabe, ao certo, a função do exagerado crânio dos Pachycephalosaurus. Quando descoberto, imaginou-se que era uma arma usada em ferozes disputas entre machos rivais, ou pelo domínio do grupo ou pelo direito do acasalamento, dando violentas cabeçadas uns nos outros, como fazem algumas espécies de cabras selvagens hoje em dia. Entretanto, uma nova geração de paleontólogos vem estudando estes animais e criando teorias sobre o uso da mais famosa característica deste dinossauro (e a dos outros relacionados a esta família). Segundo eles, o domo não poderia ser usado para dar cabeçadas uns nos outros pois a superfície de contato (a parte mais alta) é muito pequena e, se por algum acaso a cabeça de um destes animais desviasse e atingisse o outro, o dano poderia ser devastador (e não seria nada bom ficar gravemente ferido quando há um predador volto pelas redondezas). O crânio seria uma forma de cortejo e, se dois machos fossem disputar uma fêmea, eles usariam a já descrita cauda para chicotear o adversário. Deve-se ressaltar que sabe-se muito pouco sobre esses dinossauros.

Cultura popular[editar | editar código-fonte]

O Pachycephalosaurus possui uma certa fama, devido ao fato de dar cabeçadas. As aparições destes dinossauros resumiu-se a dar cabeçadas uns nos outros ou nos demais dinossauros ou humanos.

Entre suas participações, estão os longa-metragens Em busca do vale encantado e O Mundo perdido: Jurassic Park (embora neste filme o dinossauro nomeado como Pachycephalosaurus na verdade parece ser um espécime de Stegoceras, especie da mesma família, porém bem menor). O "Pachy" também estrelou episódios de algumas séries de TV, como Dinozaurs, além dos jogos de videogame como o Jurassic Park Operation Genesis e Jurassic park Warpath, mas no Warpath ele está muito grande no tamanho de um tiranossauro.

Apareceu em Power Rangers Dino Thunder como o Cefalozord. Serviu de base para o Bakuryuu Bachycelonagurus em Bakuryuu Sentai Abaranger. Apareceu também em Dinossauro Rei, como um dinossauro de elemento Luz, criado pelo Dr. Z. Há também um pokemon inspirado no Pachycephalosaurus, é o Cranidos e sua evolução, o Rampardos. Apareceu em Zyuden Sentai Kyoryuger como o Zyudenryu Bunpachy. Aparece em Power Rangers: Dino Charge como o Paqui Zord.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre dinossauros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.