Charlene, Princesa do Mónaco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Charlene
Princesa Consorte do Mónaco
Reinado 1 de julho de 2011
presente
Predecessora Grace Kelly
 
Nascimento 25 de janeiro de 1978 (44 anos)
  Bulawayo, Rodésia
Nome completo Charlene Lynette Wittstock
Marido Alberto II, Príncipe de Mônaco
Descendência Gabriela, Condessa de Carladès
Jaime, Príncipe Herdeiro
Casa Grimaldi (por casamento)
Pai Michael Kenneth Wittstock
Mãe Lynette Humberstone
Ocupação Nadadora
Religião Catolicismo
(anteriormente Protestantismo)
Assinatura Assinatura de Charlene
Brasão

Charlene Lynette Wittstock (Bulawayo, 25 de janeiro de 1978) é a esposa do príncipe Alberto II e princesa consorte de Mónaco desde 2011. O casal tem dois filhos, a princesa Gabriela, Condessa de Carladès, e o príncipe Jaime, Príncipe Herdeiro do Mónaco. [1] [2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Charlene nasceu no Zimbábue, filha de Michael Kenneth Wittstock, um comerciante, e Lynette Humberstone, professora de natação. Ela tem dois irmãos, Gareth e Sean e a família se mudou para a África do Sul quando ela tinha 12 anos de idade. [2]

Fã de natação e nadadora profissional, em 1996 ela venceu o Campeonato Sul-Africano; em 2000 participou das Olimpíadas de Sydney, onde ficou em 5º lugar com sua equipe, e depois ganhou a medalha de ouro nos 200m costas no encontro internacional de natação de Mônaco; em 2002 conquistou três medalhas de ouro na Copa do Mundo (50m e 100m costas, revezamento 4x100m) e a medalha de prata nos Jogos da Commonwealth em Manchester (revezamento 4x100m) e em 2007 se se classificou para as Olimpíadas de Pequim, depois do que encerrou sua trajetória na natação. [2]

Relação com o Príncipe[editar | editar código-fonte]

Em 2000, Charlene conheceu o príncipe Alberto II de Mônaco, o soberano do Mónaco, quando foi ao país para participar do encontro internacional de natação de Mônaco, evento chamado ''Mare Nostrum". Eles foram visto juntos depois em 10 de fevereiro de 2006, dia da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno, realizados na cidade de Turim, na Itália, e posteriormente no Grande Prêmio de Mônaco (Monaco Grand Prix).[2]

Em 2009, o príncipe e Charlene participaram do "Bal de la Rose" e do baile de gala dos prêmios The Princess Grace Statue Award, e depois, em junho de 2010, estiveram no casamento da princesa herdeira Vitória da Suécia e Daniel Westling, na cidade de Estocolmo.

Noivado[editar | editar código-fonte]

Em 23 de junho de 2010, Charlene e o príncipe Alberto II de Mônaco ficaram noivos. Charlene, criada como protestante, tornou-se membro da Igreja Católica Romana e recebeu catequismo nessa igreja, como requerido pela Constituição do Mónaco. A futura princesa também aprendeu o dialeto monegasco, o protocolo da corte europeia e a língua francesa.

As cerimônias civil e religiosa foram agendadas para 8 e 9 de julho de 2011, contudo, as datas foram alteradas para 2 e 3 de julho de 2011, visto que Alberto tinha um compromisso com o Comité Olímpico Internacional entre 5 a 9 de julho em Durban, África do Sul, e o príncipe queria que a primeira visita internacional oficial de Charlene como princesa fosse, justamente, para seu país. [3]

No entanto, o casamento civil acabou acontecendo no dia 01 de julho e o religioso, no dia 02. [2] [4]

Casamento[editar | editar código-fonte]

Poucos dias antes do casamento, a imprensa passou a reportar que Charlene não queria mais se casar. O rumor, segundo o G1, começou na revista francesa "L'Express", com o titular "Alberto-Charlene, perigo sobre o casamento". Vários veículos jornalísticos, que não só o G1[4], enfocaram o assunto, como o Correio da Manhã [5] e o Observador [5] de Portugal, o Extra da Globo [6], no Brasil, a revista Vanity Fair da Espanha, entre muitos outros. [7]

O casamento civil aconteceu no 01 de julho de 2011 e o religioso foi realizado no dia posterior, 02 de julho. [8] [2]

Com a boda, Charlene foi titulada oficialmente como Sua Alteza Sereníssima, a Princesa do Mónaco, posição antes ocupada pela mãe de Alberto, a ex-atriz estadunidense Grace Kelly. [2]

Maternidade[editar | editar código-fonte]

Em 30 de maio de 2014, o Palácio do Príncipe de Mônaco anunciou oficialmente que a princesa Charlene esperava o primeiro filho.[9][10]

Em 07 de outubro de 2014, meses depois ao anuncio da gestação, houve a confirmação de que Charlene aguardava o nascimento de gêmeos, a confirmação veio após algumas semanas de especulação da imprensa internacional.[11][12]

Em 10 de dezembro de 2014, ela deu à luz a princesa Gabriela, Condessa de Carladès, e o príncipe Jaime, Príncipe Herdeiro do Mónaco.[13]

Funções como princesa[editar | editar código-fonte]

Desde que se tornou Princesa Consorte de Mônaco, Charlene mantém, com o marido ou individualmente,[14] uma agenda que inclui representações em Mónaco e no exterior e que envolve tanto eventos sociais,[15] como em eventos oficiais, como recepções de membros importantes como de famílias reais internacionais ou chefes de Estado internacionais ou também almoços e jantares oficiais.[14] No entanto, o seu principal papel é atuar como acompanhante do marido, sendo a sua agenda particular praticamente restrita a atividades sociais e de caridade.

Desde 2012, Charlene tem a sua própria fundação, a Fundação Princesa Charlene.[16]

Entre os títulos honorários que detém estão os de: [2]

  • Presidente de honra do Clube Senhoras de Monte Carlo;
  • Madrinha da Fundação Nelson Mandela;
  • Madrinha da Special Olympics Charity Foundation;
  • Madrinha Born Free Foundation;
  • Embaixadora Global para a "Special Olympics";
  • Co-presidente da Giving Organisation Trust;
  • Madrinha do AS Rugby Monaco;
  • Presidente de honra da AMFE Monaco (Associação para Crianças com Doenças do Fígado);
  • Presidente de Honra da Associação MONAA;

Ela é uma das únicas sete mulheres atuais da realeza da Europa, que pode usar o chamado de privilégio do branco. Em 12 de janeiro de 2013, foi a primeira vez que Charlene aproveitou o privilégio em uma audiência com o Papa Bento XVI. O Gabinete de Imprensa da Santa Sé emitiu posteriormente um comunicado para a imprensa declarando o seguinte: "de acordo com o cerimonial prescrito do Vaticano para soberanos Católicos, foi permitido à Princesa [de Mónaco] usar um vestido branco", por ser esposa de um monarca católico.[17][18] Em 18 de janeiro de 2016, Charlene usou o privilégio novamente ao visitar o Papa Francisco como parte de uma visita oficial ao Vaticano com o seu marido, o príncipe Alberto II de Mônaco.[19]

Interesses pessoais[editar | editar código-fonte]

Os seus interesses pessoais incluem surf, montanhismo, arte moderna e literatura, principalmente a sul-africana. Em sua página oficial há também destaque para o interesse em ajudar, principalmente, crianças desfavorecidas. [2]

Saúde[editar | editar código-fonte]

Entre maio e novembro de 2021, Charlene foi obrigada a estender uma viagem à África do Sul para tratar de uma infecções otorrinolaringológica, que a levou a ser submetida a três cirurgias. Ela, inclusive, chegou a desmaiar e teve que ser levada às pressas ao hospital. Em setembro de 2021, seu marido e os dois filhos voaram para o país africano para passar alguns dias com a princesa, que anunciou em meados de outubro que estava se recuperando bem, tendo voltado ao principado em 08 de novembro. No entanto, para se recuperar totalmente, ela se interntou em outra clínica, que a imprensa especulou ser na Suíça, de onde só saiu em março seguinte. Seu primeiro compromisso oficial foi no final de abril, depois dela estar afastada dos deveres oficiais há mais de um ano. [20] [21] [22]

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • 25 de janeiro de 1978 - 01 de julho de 2011: Senhorita Charlene Lynette Wittstock
  • 01 de julho de 2011 - presente: Sua Alteza Sereníssima, A Princesa Consorte de Mônaco

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ribeiro, Susana Almeida (1 de julho de 2011). «Mónaco celebra casamento real». PUBLICO.PT. Público. Cópia arquivada em 4 de julho de 2011 
  2. a b c d e f g h i «Palais Princier de Monaco». www.palais.mc. Consultado em 18 de outubro de 2021 
  3. «Príncipe Albert de Mônaco altera data do casamento». VEJA. Consultado em 18 de outubro de 2021 
  4. a b G1, Do; Internacionais, Com Agências (1 de julho de 2011). «Mônaco celebra casamento civil do príncipe Albert II nesta sexta-feira». Mundo. Consultado em 18 de outubro de 2021 
  5. a b «Charlene do Mónaco tentou fugir três vezes». www.cmjornal.pt. Consultado em 18 de outubro de 2021 
  6. «Princesa Charlene tentou fugir três vezes antes do casamento, diz jornal francês». Extra Online. Consultado em 18 de outubro de 2021 
  7. Nast, Condé (14 de março de 2020). «Todo lo que salió mal durante la boda de Alberto de Mónaco y Charlene». Vanity Fair España (em espanhol). Consultado em 18 de outubro de 2021 
  8. Gonçalves, Jorge (1 de julho de 2011). «Casamento de Alberto e Charlene: Os noivos e a família (fotogaleria)». Caras 
  9. «Príncipe Albert e a princesa Charlene de Mônaco esperam seu primeiro filho». UOL TV e Famosos. Consultado em 2 de fevereiro de 2021 
  10. «Princesa de Mônaco, Charlene anuncia que está grávida». VEJA. Consultado em 2 de fevereiro de 2021 
  11. «Princesa Charlene de Mônaco está grávida de gêmeos, e Kate Middleton?». CLAUDIA. Consultado em 2 de fevereiro de 2021 
  12. «Princesa Charlene de Mônaco espera gêmeos». VEJA. Consultado em 2 de fevereiro de 2021 
  13. «Gémeos Jacques e Gabriella do Mónaco: nascimento anunciado por comunicado». Caras. 10 de dezembro de 2014. Consultado em 20 de janeiro de 2016 
  14. a b «Site Oficial». www.palais.mc. Palais Princier de Monaco. Consultado em 22 de janeiro de 2016 
  15. «Los vestidos y peinados de la Boda Real Inglesa». bodasreales.hola.com (em espanhol). Hola S.A. Consultado em 22 de janeiro de 2016 
  16. «Página Oficial da Fondation Princesse Charlene de Monaco». www.fondationprincessecharlene.mc. Fondation Princesse Charlène de Monaco. Consultado em 22 de janeiro de 2016 
  17. Alexandra (12 de janeiro de 2013). «His Holiness Pope Benedict XVI Holds an Audience with TSHs Prince Albert II and Princess Charlene of Monaco. (VIDEO)». The Royal Correspondent (em inglês). Consultado em 2 de fevereiro de 2021 
  18. «Prince Albert and Princess Charlene visit Pope Benedict XVI». HELLO! (em inglês). 13 de janeiro de 2013. Consultado em 2 de fevereiro de 2021 
  19. «As sete mulheres que podem vestir de branco frente ao Papa - DN». www.dn.pt. Consultado em 2 de fevereiro de 2021 
  20. Nast, Condé (25 de novembro de 2021). «La misteriosa enfermedad de Charlène: cronología de los hechos, revuelo internacional e incógnitas sobre su pronóstico». Vanity Fair (em espanhol). Consultado em 3 de maio de 2022 
  21. Nast, Condé (30 de abril de 2022). «Charlène de Mónaco reaparece en público tras más de un año de ausencias». Vanity Fair (em espanhol). Consultado em 3 de maio de 2022 
  22. «Caras | Princesa Charlene reaparece em evento público depois de mais de um ano de ausência». Caras. 2 de maio de 2022. Consultado em 3 de maio de 2022 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Charlene, Princesa do Mónaco