Claudette Soares

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Claudete Soares)
Ir para: navegação, pesquisa
Claudette Soares
Claudette Soares by Sandro Coutinho wiki.jpg
Informação geral
Nome completo Claudette Colbert Soares
Também conhecido(a) como Princesinha do Baião
Nascimento 31 de outubro de 1937 (79 anos)
Origem Rio de Janeiro
País Brasil
Gênero(s) MPB, Baião, Bossa Nova, Sambalanço Romântico
Instrumento(s) Vocais
Gravadora(s) Mocambo, Philips, Universal, EMI-Odeon, CID, Lua Music
Página oficial Sítio oficial

Claudette Colbert Soares, Claudete Soares ou Claudette Soares (Rio de Janeiro, 31 de outubro de 1937) é uma cantora brasileira.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou sua carreira muito cedo: foi revelada no programa A raia miúda, de Renato Murce, na Rádio Nacional. Apresentou-se no programa da Rádio Mauá chamado Clube do Guri, de Silveira Lima. Depois também se apresentou no programa Papel Carbono, de Renato Murce. Na Rádio Tupi participou do programa Salve o Baião!, conhecendo Luiz Gonzaga, o Rei do Baião. Ele a apelidou de Princesinha do baião. Ainda na década de 1950, na Rádio Tamoio, ela apresentou ao lado de Ademilde Fonseca o programa No mundo do baião (programa de Zé Gonzaga, irmão do Luís).[1]

Silvinha Telles chamou-a para substituí-la como cantora na boate do Plaza, no final da década de 1950. Dividiu o palco com Luiz Eça, João Donato, Baden Powell e Milton Banana e outros músicos. Participou do programa de TV - Brasil 60, da apresentadora de TV e atriz Bibi Ferreira, pela TV Excelsior - canal 9, de São Paulo. Divulgou as canções da Bossa Nova em São Paulo, nas casas noturnas Baiúca, Cambridge e João Sebastião Bar. Inaugurou a boate Ela, Cravo e Canela, junto com o pianista Pedrinho Mattar, apresentando o espetáculo Um show de show. Em 1967, compareceu ao programa de TV Jovem Guarda, da TV Record, (Rede Record), canal 7 de São Paulo, ocasião em que interpretou Como é grande o meu amor por você (Roberto Carlos/Erasmo Carlos). Casou-se com o músico Júlio César Figueiredo, em 1972. Seu grande sucesso, De tanto amor, foi um presente de casamento dado por Roberto Carlos, que foi seu padrinho. Veio a se divorciar na década de 1990. Tinha um projeto junto com Dick Farney de gravar uma série de músicas brasileiras, mas, com a morte do amigo, isso foi abandonado. Claudette retomou à sua carreira artística, depois do seu divórcio. Fez turnês por Paris e Lisboa.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • 1966 - Troféu Euterpe de "melhor cantora do ano"
  • 1990 - Recebeu o título de Cidadã paulistana.

Festivais de música[editar | editar código-fonte]

Espetáculos[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

78rpm[editar | editar código-fonte]

  • 1958 - Foi a noite - 78rpm

Álbuns[editar | editar código-fonte]

  • 1964 - A dona da bossa - longplay e compact disc - gravadora Mocambo
  • 1966 - Primeiro tempo 5x0 - com Taiguara e Jongo Trio - LP - gravadora Philips
  • 1967 - Claudette Soares - LP - gravadora Philips
  • 1968 - Gil, Chico e Veloso por Claudette Soares - LP - gravadora Philips
  • 1969 - Claudette Soares - LP - gravadora Philips
  • 1969 - Quem não é a maior tem que ser a melhor - LP - gravadora Philips
  • 1970 - Claudette nº 3 - LP - gravadora Philips
  • 1971 - De tanto amor - LP - gravadora Philips
  • 1974 - Você - LP - gravadora EMI-Odeon
  • 1976 - Tudo isso é amor - com Dick Farney - LP/CD - gravadora EMI-Odeon
  • 1976 - Fiz do amor meu canto - LP - gravadora EMI-Odeon
  • 1977 - Tudo isso é o amor vol. 2 - com Dick Farney - LP - CD - gravadora EMI-Odeon
  • 1995 - Vida real - CD - gravadora Imagem/Movieplay
  • 2000 - Claudette Soares ao vivo - CD - gravadora Som Livre
  • 2002 - Claudette Soares & Leandro Braga - CD - gravadora CIA
  • 2007 - Foi a noite - homenagem a Tom Jobim e a Silvinha Telles.

Participações Especiais[editar | editar código-fonte]

  • 1960 - Nova geração em ritmo de samba - LP - gravadora Copacabana
  • 1966 - Festivais dos festivais - LP - gravadora Philips
  • 1967 - I Festival Universitário - LP - gravadora Philips
  • 1968 - I Bienal do samba - LP - gravadora Philips
  • 1969 - II Festival Universitário - LP - gravadora Philips
  • 1970 - Pigmalião 70 - LP - gravadora Philips
  • 1970 - Assim na Terra como no céu - LP - gravadora Philips
  • 1972 - Tempo de viver - LP - gravadora PhonoGram
  • 1972 - Os maiores sambas-enredo de todos os tempos - vol. 2 - LP - gravadora PhonoGram
  • 1974 - A paulistana - LP/CD - gravadora Evento
  • 1975 - Bossa nova, sua história, sua gente - LP - gravadora Philips
  • 1976 - A música de Roberto Carlos - LP - gravadora PolyGram
  • 1990 - Eu sei que vou te amar: a música de Vinicius de Moraes - LP - gravadora EMI-Odeon
  • 1994 - O fino da bossa - CD - gravadora Velas
  • 1994 - Chega de saudade: The best of Bossa nova - CD - gravadora EMI-Odeon
  • 1996 - Tempos da Bossa nova - CD - gravadora Ventura Music
  • 1996 - Bossa nova volume 1: o amor - CD - gravadora Albatroz
  • 1996 - Bossa nova volume 2: o sorriso - CD - gravadora Albatroz
  • 1996 - Bossa nova volume 3: a flor - CD - gravadora Albatroz
  • 1997 - Casa da bossa - CD - gravadora PolyGram
  • 2007 - Maysa - Esta chama que não vai passar - CD - gravadora Biscoito Fino
  • 2007 - Dolores - A Música de Dolores Duran - CD - gravadora Lua Music
  • 2016 - Mirianês Zabot canta Gonzaguinha - Pegou um Sonho e Partiu - CD - independente

Referências

  1. O campeão de audiência, Walter Clark com Gabriel Priolli, Editora Best Seller,1991 - pgs. 34-37

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.