Colisão inelástica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Uma choque inelástico, ou colisão inelástica, é um tipo de colisão no qual a energia cinética do sistema não é conservada. Em sistemas isolados, essa "dissipação" de energia mecânica é devida a propriedades microscópicas dos corpos colididos (tais como estrutura e composição molecular), e resulta em um aumento da energia interna (e consequentemente temperatura) e na deformação desses. Vale a pena ressaltar que, apesar de não haver conservação de energia cinética, o sistema ainda assim obedecerá ao princípio da conservação do momento linear se não houver ação de forças externas sobre o mesmo.

Relação com coeficiente de restituição[editar | editar código-fonte]

Sendo o coeficiente de restituição () a razão entre as velocidades de afastamento e aproximação dos corpos em colisão, a colisão inelástica será definida no caso em que , onde e determinam, respectivamente, os casos de colisão parcialmente inelástica e colisão perfeitamente inelástica.

Colisão perfeitamente inelástica[editar | editar código-fonte]

Os choques mecânicos perfeitamente inelásticos ocorrem quando há perda máxima de energia cinética no impacto. Nestas colisões o coeficiente de restituição e a velocidade e afastamento dos corpos são iguais a zero, o que equivale a dizer que, após a impacto, os corpos permanecerão unidos. Quando não há ação de forças externas sobre o sistema, a velocidade do corpo formado poderá ser determinada pela da fórmula:

Uma colisão perfeitamente inelástica entre dois corpos

onde,

va e vb são ,respectivamente, as velocidades do primeiro e segundo corpos antes do impacto.
ma e mb são as massas do primeiro e segundo corpos, respectivamente.

Colisão parcialmente inelástica[editar | editar código-fonte]

Os choques mecânicos parcialmente inelásticos são os tipos de colisões mais comuns na natureza. Nestas colisões o coeficiente de restituição é um valor entre zero e um, e consequentemente o valor da velocidade de afastamento é menor que o da de aproximação, porém não é nulo, cada corpo terá uma velocidade que poderá ser definida com uma das fórmulas abaixo.

para o primeiro corpo e
para o segundo corpo.


Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.