Copa Intercontinental de 1971

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Copa Intercontinental de 1971
Placar agregado
Primeira partida
Data 15 de dezembro de 1971
Local Karaiskakis Stadium, Piraeus
Segunda partida
Data 28 de dezembro de 1971
Local Estadio Centenario, Montevidéu

A décima segunda edição da Copa Intercontinental ocorreu em 1971. Foi disputada em duas partidas entre o vice-campeão europeu, já que o campeão Ajax desistiu de jogar, e o sul-americano.[1]

Em 27 de outubro de 2017, após uma reunião realizada na Índia, o Conselho da FIFA reconheceu os vencedores da Copa Intercontinental como campeões mundiais.[2][3]

História[editar | editar código-fonte]

O Panathinaikos, primeiro clube grego a competir na Copa Intercontinental, apresentava poucas expectativas, pelo fato de não ter vencido a Liga dos Campeões da UEFA e ter vindo porque o campeão desistiu. Já o Nacional, apesar de estrear na disputa, tinha mais chances de vitória.

O clube grego havia perdido para o Ajax de 2–0. Por outro lado o uruguaio havia ganho de 2–0 no jogo de desempate contra o tricampeão da época Estudiantes, nos primeiros jogos, ganhou em casa e perdeu fora, ambos resultando 1–0.

A decisão[editar | editar código-fonte]

O torneio intercontinental, foi disputado em dezembro daquele ano, colocou a eficiência do Nacional, campeão da América, contra os gregos do Panathinaikos (comandados pelo técnico Ferenc Puskás), vice-campeões europeus e representantes da Europa no torneio, já que o Ajax, campeão da Liga dos Campeões daquele ano e célebre pelo Futebol Total de Rinus Michels e Johaan Cruyff, se recusou a disputar o torneio. No primeiro jogo, na Grécia, com o Estádio Georgios Karaiskakis lotado, os donos da casa abriram o placar aos 3´do segundo tempo, com Filakouris. O Nacional não se abateu e apenas dois minutos depois, o artilheiro Artime empatou. O placar de 1 a 1 foi celebrado como uma vitória pelos uruguaios, que confiavam demais na força da torcida para o jogo decisivo, no Estádio Centenário.

Jogando em casa, o Nacional fez do Estádio Centenário, em Montevidéu, o palco para a sua consagração. Com mais de 60 mil vozes lhe apoiando, o time tricolor foi todo ataque, energia, força e disposição desde o início, abrindo o placar aos 34 minutos da primeira etapa com ele, sempre ele, Artime. No segundo tempo, aos 29´, Artime fez o segundo. Era só alegria no caldeirão tricolor, que levou um susto com gol de honra dos gregos, marcado por Antoniadis, aos 44´. Mas era tarde. Ao apito final, o time uruguaio era, pela primeira vez na história, o melhor time do mundo.

O Nacional considera em seu site o torneio como um título do Mundial de Clubes.[4]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Localidade das equipes que disputaram a Copa Intercontinental 1971.
Confederação Equipe Classificação Participação
CONMEBOL Uruguai Nacional Campeão da Copa Libertadores da América de 1971
UEFA Grécia Panathinaikos Vice-campeão da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1970–71*

*OBS: Em 1971, o Ajax campeão da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1970–71, desistiu de disputar o torneio intercontinental e foi substituído pelo vice-campeão Panathinaikos.

Finais[editar | editar código-fonte]

1° jogo
15 de dezembro de 1971 Panathinaikos Grécia 1 – 1 Uruguai Nacional Karaiskákis, Pireu (Grécia)

Fylakouris Gol marcado aos 48 minutos de jogo 48' Artime Gol marcado aos 52 minutos de jogo 52' Público: ≈45.000
Árbitro: Brasil José Favilli Neto
 
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Panathinaikos
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Nacional
 
PANATHINAIKOS:
G Grécia Ikonomopoulos
LD Grécia Tomaras Substituído após 61 minutos de jogo 61'
Z Grécia Athanasopoulos
Z Grécia Kapsis
LE Grécia Eleftherakis
M Grécia Sourpis
M Grécia Fylakouris
A Grécia Dimitriou
A Grécia Antoniadis
A Grécia Domazos (C)
A Grécia Kouvas Substituído após 20 minutos de jogo 20'
Substituição:
M Grécia Deligiannis Entrou em campo após 20 minutos 20'
Z Grécia Vlachos Entrou em campo após 61 minutos 61'
Treinador:
Hungria Ferenc Puskás
NACIONAL:
G Brasil Manga
LD Uruguai Masnik
Z Uruguai Brunell
Z Uruguai Ubiña
LE Uruguai Montero Castillo
M Uruguai Blanco
M Uruguai Maneiro
A Uruguai Cubilla
A Uruguai Espárrago (C) Substituído
A Argentina Artime
A Uruguai Morales PenalizadoPenalizadoExpulso
Substituição:
Z Uruguai Duarte Entrou em campo
Treinador:
Uruguai Washington Etchamendi
2° jogo
28 de dezembro de 1971 Nacional Uruguai 2 – 1 Grécia Panathinaikos Centenario, Montevidéu (Uruguai)

Artime Gol marcado aos 34 minutos de jogo 34' Gol marcado aos 75 minutos de jogo 75' Antoniadis Gol marcado aos 89 minutos de jogo 89' Público: ≈70.000
Árbitro: Escócia Alistair Mckenzie
 
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Nacional
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Panathinaikos
 
NACIONAL:
G Brasil Manga
LD Uruguai Masnik
Z Uruguai Brunell
Z Uruguai Ubiña
LE Uruguai Montero Castillo
M Uruguai Blanco
M Uruguai Maneiro
A Uruguai Cubilla Substituído após 80 minutos de jogo 80'
A Uruguai Espárrago (C)
A Argentina Artime
A Argentina Mamelli Substituído após 71 minutos de jogo 71'
Substituição:
A Uruguai Bareño Entrou em campo após 71 minutos 71'
Z Uruguai Mujica Entrou em campo após 80 minutos 80'
Treinador:
Uruguai Washington Etchamendi
PANATHINAIKOS:
G Grécia Ikonomopoulos
LD Grécia Mitropoulos
Z Grécia Athanasopoulos
Z Grécia Kapsis
LE Grécia Eleftherakis
M Grécia Sourpis
M Grécia Kamaras Substituído após 43 minutos de jogo 43'
A Grécia Dimitriou
A Grécia Antoniadis
A Grécia Domazos (C)
A Grécia Kouvas
Substituição:
M Grécia Fylakouris Entrou em campo após 43 minutos 43'
Treinador:
Hungria Ferenc Puskás
Copa Intercontinental de 1971
Flag of Uruguay.svg
Nacional
Campeão
(1º título)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências