Copa Europeia/Sul-Americana de 1999

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Copa Européia/Sul-Americana 1999
Data 30 de novembro de 1999
Local Estádio Olímpico, Tóquio
Melhor em campo Ryan Giggs[1](Manchester United)
Árbitro AlemanhaGER Helmut Krug
Público 53 372

A Copa Europeia/Sul-Americana de 1999, também conhecida como Copa Toyota e Copa Intercontinental, foi disputada em jogo único no Estádio Olímpico de Tóquio, em 30 de novembro de 1999, entre o Manchester United, da Inglaterra, campeão da Liga dos Campeões da UEFA e o Palmeiras, do Brasil, campeão da Taça Libertadores da América.

O Manchester United foi campeão ao vencer o Palmeiras por 1 a 0 com gol de Roy Keane após falha do goleiro Marcos.

Em 27 de outubro de 2017, após uma reunião realizada na Índia, o Conselho da FIFA reconheceu os vencedores da Copa Intercontinental como campeões mundiais.[2][3]

História[editar | editar código-fonte]

O Palmeiras tinha Alex como camisa 10, era o grande craque do time. Tinha também nomes importantes como Marcos, Arce , César Sampaio e Zinho, além de Paulo Nunes e Asprilla – este último um reforço para o Intercontinental, não estava no time campeão da América no primeiro semestre do ano. Comandado por Luis Felipe Scolari, o time chegava forte à disputa. O Palmeiras chegava forte, mas teria do outro lado um adversário com prestígio e com força.

O Manchester United era basicamente o time campeão da Champions League, com exceção do goleiro Peter Schmeichel, que deixou o clube após a conquista. O titular foi Mark Bosnich e os Diabos Vermelhos atuaram com o meio-campo recheado, em vez dos dois atacantes de costume: Mark Bosnich; Gary Neville, Mikael Silvestre, Jaap Stam e Denis Irwin; Nicky Butt, Roy Keane, Paul Scholes, David Beckham e Ryan Giggs; Dwight Yorke, que era titular normalmente, estava no banco. Andy Cole ficou fora, machucado. O técnico, como foi durante 26 anos desde 1986, era Alex Ferguson.

A partida[editar | editar código-fonte]

O gol de Roy Keane, aos 35 minutos, veio depois de uma grande jogada de Ryan Giggs pelo lado esquerdo. O galês chegou à linha de fundo, cruzou alto, Marcos saiu mal do gol e não achou nada e o meio-campista irlandês chegou para tocar de pé direito para o fundo da rede e marcar. Depois do gol, o Manchester United viu o Palmeiras jogar, pressionar e tentar muitas vezes o gol. Alex, que já tinha perdido uma chance no começo do jogo, foi o nome em foco. Fez um gol anulado por impedimento e deu muito trabalho ao goleiro australiano Bosnich, que teve que trabalhar muito para impedir o gol alviverde. Asprilla e Oséas, que entrou no segundo tempo, também tiveram suas chances mas não conseguiram empatar a partida e viram o Manchester United ser campeão intercontinental de 1999.

O Manchester United cita em seu site a Copa Intercontinental de 1999 como o primeiro campeonato mundial da equipe.[4]

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

Localidade das equipes que disputaram a Copa Toyota 1999.
Confederação Equipe Classificação Participação
CONMEBOL Brasil Palmeiras Campeão da Copa Libertadores da América de 1999
UEFA Inglaterra Manchester United Campeão da Liga dos Campeões da UEFA de 1998–99

Chaveamento[editar | editar código-fonte]

  A Classificação[NOTA] Copa Intercontinental
                     
 Inglaterra Manchester United 2  
 Alemanha Bayern de Munique 1  
   Inglaterra Manchester United 1
   Brasil Palmeiras 0
 Brasil Palmeiras (pen) 0 2 (4)
 Colômbia Deportivo Cali 1 1 (3)
Notas

Final[editar | editar código-fonte]

30 de novembro de 1999 Manchester United Inglaterra 1 – 0 Brasil Palmeiras Estádio Nacional, Tóquio, Japão

Roy Keane Gol marcado aos 35 minutos de jogo 35' Público: 53.372
Árbitro: Alemanha Helmut Krug
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Manchester United
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Palmeiras
GK 1 Austrália Mark Bosnich
RB 2 Inglaterra Gary Neville Substituído após 81 minutos de jogo 81'
LB 3 República da Irlanda Denis Irwin
CB 6 Países Baixos Jaap Stam
CB 27 França Mikaël Silvestre Penalizado com cartão amarelo após 79 minutos 79'
CM 16 República da Irlanda Roy Keane Capitão
CM 8 Inglaterra Nicky Butt
RM 7 Inglaterra David Beckham
CM 18 Inglaterra Paul Scholes Substituído após 75 minutos de jogo 75'
LM 11 País de Gales Ryan Giggs
CF 20 Noruega Solskjaer Substituído após 46 minutos de jogo 46'
Substituições:
FW 19 Trinidad e Tobago Dwight Yorke Entrou em campo após 46 minutos 46'
FW 23 Inglaterra Teddy Sheringham Entrou em campo após 75 minutos 75'
Técnico:
Escócia Alex Ferguson
GK 1 Brasil Marcos
RB 2 Paraguai Arce
CB 3 Brasil Júnior Baiano
CB 4 Brasil Roque Júnior
LB 6 Brasil Júnior
DB 5 Brasil César Sampaio
DM 15 Brasil Galeano Substituído após 54 minutos de jogo 54'
AM 11 Brasil Zinho Capitão
AM 10 Brasil Alex Penalizado com cartão amarelo após 28 minutos 28'
CF 20 Colômbia Faustino Asprilla Substituído após 56 minutos de jogo 56'
CF 7 Brasil Paulo Nunes Substituído após 77 minutos de jogo 77'
Substituições:
FW 17 Brasil Evair Entrou em campo após 54 minutos 54'
FW 9 Brasil Oséas Entrou em campo após 56 minutos 56'
FW 19 Brasil Euller Entrou em campo após 77 minutos 77'
Técnico:
Brasil Luiz Felipe Scolari

Campeão[editar | editar código-fonte]

Copa Europeia/Sul-Americana de 1999
Flag of England.svg

Manchester United
(1º título)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]