Danielle Rousseau

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Danielle Rousseau
Personagem de Lost
Profissão (Formal) Cientista
Interpretado por(s) Mira Furlan e Melissa Farman
Projeto Lost

Danielle Rousseau é uma personagem do seriado Lost interpretada por Mira Furlan e Melissa Farman. Seu nome vem do filósofo Jean-Jacques Rousseau.

História[editar | editar código-fonte]

Na ilha, antes do acidente do Voo 815[editar | editar código-fonte]

Danielle era membro de uma expedição científica de seis pessoas, aperecendo no oceano Pacífico com seu amante Robert. Os dois estavam muito apaixonados e Danielle tinha uma Caixa de Música que Robert havia dado para ela. A esse ponto, Danielle estava grávida de sete meses.

O navio tinha saído havia três dias do Taiti, quando eles pegaram uma transmissão a noite. Era uma voz repetindo 4 8 15 16 23 42 e eles mudaram de curso para investigar.

Os instrumentos começam a não funcionar e durante as tempestades, estranhos sons apareciam. O navio naufragou nas rochas da Ilha. Os tripulantes do navio, entraram em uma balsa de emergência e encontraram um homem boiando no mar. Ele trouxeram o homem inconsciente com eles até A Ilha. Na Ilha, Rousseau é a primeira a se apresentar para Jin.

No dia seguinte, sai a procura da fonte de transmissão, com Jin os acompanhando. Não muito depois, Nadine é morta de repente pelo Monstro, que pega Montaud e o puxa para um Poço na terra, abaixo de Ruínas. Jin e os outros puxaram-no pelo braço, mas o fumaça fez tanta força que Montaud perde o braço, e depois desaparece no poço. Imediatamente, ele grita por socorro, fazendo Brennan e Lacombe entrarem no Templo, para encontrá-lo. Jin, antes de viajar novamente no tempo, impede Danielle de ir, para a segurança de seu bebê. ("This Place is Death")

Dias ou semanas depois, Danielle matou Brennan e Lacombe, que aparentemente saíram do buraco "mudados" de alguma forma. Jin chegou à praia na hora de testemunhar Rousseau assassinando Robert depois dele perceber que ela havia tirado o pino de fogo de sua arma. Reconhecendo Jin do seu primeiro dia na ilha, ela mira para ele, perseguindo-o pela floresta.

No caminho de volta do Black Rock, houve um encontro inexplicado. Danielle diz que "Foram eles. Foram eles que a levaram. Os Outros." Ela acredita que os outros membros do grupo contraíram uma doença dos Outros. Ela ainda diz quando ela encontra Sayid que nunca viu um Outro, apenas ouviu seus Sussurros. Por causa disso, não se sabe se as pessoas que ela chama de Outros, são os mesmos que os Sobreviventes chamam de outros.

Três dias depois, ela deu à luz seu bebê sozinha, que ela chamou de Alexandra. Ela disse que estava com sua filha há uma semana quando viu uma Torre de Fumaça 5 km de onde ela estava, e naquela noite, os Outros levaram sua filha, mas ela não viu nenhum, apenas ouviu.

Ela continua vivendo por 16 anos na Ilha antes de encontrar Sayid após ele ser pego em uma armadilha.

Os fatos a seguir são realmente fatos, não foram de relatos dela. Durante sua estadia na Ilha, ela ou algum dos membros de sua equipe andou pela Ilha, mapeando-a. Ela também é familiarizada com "O Monstro", mas por algum motivo, ela o chama de Sistema de Segurança.

Rousseau diz que conseguiu sobreviver tanto tempo na Ilha por causa de sua política de evitar encontros com os habitantes nativos ou não da Ilha. Entretanto, quando alguém pisa em suas armadilhas, ela torturá-o sem pensar duas vezes.

Sua história não detalha fatos da A Purgação. A Iniciativa DHARMA esteve ativa até 19 de dezembro de 1992, no dia da Purgação. Isso quer dizer que a DHARMA, Os Hostis e Danielle viveram em conjunto (claro, separados) na Ilha por 4 anos. Também é desconhecido como ela sobreviveu ao Gás Venenoso que tomou a Ilha quando os Outros acabaram com a Dharma.

Depois do acidente[editar | editar código-fonte]

Primeira Temporada[editar | editar código-fonte]

Algum tempo após captar o sinal, Sayid vai atrás da emissora, e Rousseau o captura (mas deixa-o fugir um tempo depois).[1] Mais tarde Hurley a visita procurando informações sobre os números.[2]

No final da 1a temporada, Rousseau conduz um grupo até o navio Black Rock, onde havia dinamite, e enquanto estão distraídos seqüestra Aaron, querendo trocá-lo por Alex com os Outros.[3]

Segunda Temporada[editar | editar código-fonte]

Algumas semanas depois, Rousseau reapareceu ao entregar a Sayid um homem que ela capturara considerando ser um dos "Outros", que se autodenominava "Henry Gale",[4] e guiou Claire e Kate até uma estação dos Outros (e Claire lembra-se que Alex ajudou-a a fugir de lá em sua estadia).[5]

Terceira Temporada[editar | editar código-fonte]

Kate decide convidar Rousseau para seguir com ela, Sayid e Locke em direção ao local onde os "Outros". A francesa inicialmente declina, mas seu interesse é renovado quando Kate diz ter sido ajudada por uma garota de 16 anos, chamada Alex.[6]

Os quatro chegam a uma estação de comunicação que Rousseau disse nunca ter visto antes. Quando Locke decide investigar, Rousseau não os segue pois "sobreviveu 16 anos evitando tais situações". Os três voltam com um refém, Mikhail Bakunin, que Rousseau insiste que deve ser morto, mas Sayid discorda.[7]

Enquanto se aproximam do quartel dos Outros, Kate pergunta porque Rousseau não está curiosa sobre a filha, e Danielle responde que após 16 anos Alex nem a reconhecerá.[8] Após chegarem, Rousseau se separa do grupo, e vê sua filha crescida pela primeira vez enquanto ela conduz Locke para o submarino dos Outros.[9]

Mais tarde, Jack e Juliet a contactam por um plano de derrotar os Outros. Rousseau pega dinamite no Black Rock,[10] e reaparece quando Jack explica seu plano aos sobreviventes. O esquema inicial era plantar dinamite perto de barracas quando uma grupo de ataque chegasse e explodisse à distância, porém quando Karl chega revelando que os Outros chegariam mais cedo o plano é abandonado. É decidido que três atiradores detonarão a dinamite, e que Rousseau conduzirá os sobreviventes à torre de rádio para se esconder e desligar sua mensagem para poderem contactar o navio de Naomi.[11] Rousseau os conduz, e quando chegam na torre encontram Ben e Alex. Mãe e filha são reunidas, e ambas amarram Ben. Rousseau observa Jack contactar o navio, mas avisa que não quer ser resgatada, pois não há mais lugar para ela lá fora, e a ilha é agora seu lar.[12]

Referências