Libby (Lost)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Elizabeth
"Libby" Smith
Personagem de Lost
Nome Elizabeth Smith
Residência
formal
Newport Beach, Califórnia, EUA
Profissão (Formal) Psicóloga clínica
Interpretado por(s) Cynthia Watros
Projeto Lost

Elizabeth Smith, mais referenciada como Libby é uma personagem fictícia da série de drama da ABC Lost interpretado por Cynthia Watros. Ela disse ser uma psicóloca clínica antes do acidente e desenvolveu um interesse romântico por Hugo na Ilha.

História[editar | editar código-fonte]

Ela foi vista pela primeira vez no episódio "Adrift" da segunda temporada. Michael atira nela no episódio "Two For the Road" aonde morre logo depois no episódio "?".

Uma mulher jovem e competente, ela parecia reservada sobre sua própria vida e deu pouca informação. Não teve flashbacks especificamente direcionados a ela, por isso poucos sabemos sobre sua história. Um dos mistérios é que o seu sobrenome ainda não foi revelado e que ela aparece de forma destacada em flashbacks de outros personagens. Por causa disso, Libby se tornou um importante ponto de interesse entre os fãs da série. Através dos flashbacks em que ela apareceu, foi descoberto que ela foi uma paciente do Instituto de Saúde Mental Santa Rosa junto com Hurley e que ela deu seu barco para Desmond.

Antes do desastre aéreo[editar | editar código-fonte]

Durante a juventude, Libby estudara medicina na universidade, porém, após a finalização do primeiro ano, decidira abandonar o curso, optando então por seguir carreira na área da psiquiatria. Anos mais tarde, Libby tornara-se em uma competente e bem-sucedida terapeuta clínica, especializando-se em casais e problemas familiares, morando ao sul da California (mais necessariamente na cidade praiana de Newport Beach), ao lado de terceiro marido, David, com quem provavelmente tivera filhos. Porém seu casamento sofrera um forte abalo emocional ao descobrir que David era de fato portador de uma rara e incurável doença, vindo a falecer rapidamente e deixando-a como viúva.

Por volta de 2001, uma sofisticada Libby conhecera Desmond num pequeno café, ao oferecer-lhe uma bebida e juntos dão início a uma conversa. Ele revela a ela a respeito de seus planos de disputar a corrida de veleiro ao redor do mundo, porém afirma não possuir um. Libby então decide emprestar-lhe seu próprio barco, o "Elizabeth" - também seu verdadeiro nome e que segundo ela fora uma homenagem de seu falecido marido, David, morto aproximadamente a um mês, cujo desejo era velejar sob o mediterrâneo. A princípio, Desmond hesita, porém Libby o convence a aceitar ao dizer que David gostaria que fosse assim, incentivando-o a participar da regata, por amor a sua ex-noiva Penélope Widmore ("Live Together, Die Alone") .

Durante um período aproximado de 2 anos, Libby fora internada no Instituto de Saúde Mental Santa Rosa, coincidentemente - ou não - ao mesmo tempo que Hurley , sua paixão na ilha - onde decidira manter isto em segredo. Os motivos pelo qual a jovem psicóloga fora admitida na instituição psiquiátrica permanecem até então desconhecidos ao público, porém há um grande possibilidade de que haja uma certa relação com a morte de David. Seja como for, ao receber alta da clínica decidira viajar a Austrália ("Dave").

Ainda no aeroporto de Sydney, Libby interviera em uma briga protagonizada por Charlotte Malkin e Mr. Eko, perguntando-lhes se estava "tudo bem". Supõe-se que após a resposta positiva do casal, Libby rumara a bordo do voo 815 das Linhas Aéreas Oceanic, momentos antes do desastre aéreo ("?").

Posterior ao desastre aéreo[editar | editar código-fonte]

Dias 1-44[editar | editar código-fonte]

Libby sobrevive em meio aos 23 passageiros da seção traseira, após embarcar no voo 815 das Linhas Aéreas Oceanic. Apresenta-se formalmente a Ana-Lucia Cortez, ao ajudar Donald, um entre os sobreviventes em estado de choque e com a perna seriamente ferida. Na mesma noite, presencia o ataque dos Outros, onde Eko é o único a escapar, assassinando um entre os sequestradores. Após uma semana Libby tenta convencer Eko de que não fora sua culpa e de que apenas estava tentando se defender. Libby cria fortes laços com os outros sobreviventes. No 12.º dia Libby presencia o ataque dos Outros.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Assim como Nikki e Paulo, Libby foi uma personagem a margem dos principais acontecimentos no seriado, e segundo o próprio co-criador e produtor executivo Carlton Cuse, passara a despertar interesse ao público durante o desenvolvimento amoroso entre ela e o personagem Hurley, seguindo de uma espantosa revelação a respeito de seu passado.
  • Segundo os roteiristas envolvidos, o principal motivo de sua criação fora exatamente para envolver-se romanticamente com Hurley.
  • Em cenas deletadas, Libby revela a Hurley o fato de ter sido três vezes casada incluindo a existência de uma filha adolescente.
  • Em diversos episódios, anteriores a "Dave" , Libby revela dados e informações importantes a respeito de seu passado - incluindo sua profissão e família - (porém carentes de confirmação). Segundo os criadores de Lost era "para dar ao público a sensação de que conhecemos esta dócil mulher, até uma revelação drástica sobre seu passado".
  • A sequência final do episódio "Dave" (onde em flashbacks, Libby é retratada como paciente do sanatório) fora mantido em segredo para os membros restantes do elenco e equipe, excluindo os envolvidos na cena, incluindo a atriz Cynthia Watros.
  • Segundo o criador Damon Lindelof, Libby originalmente não seria assassinada, porém os roteiristas concordaram em matá-la ao mesmo tempo que Ana-Lucia, pelo fato desta ter sido uma personagem sem carisma, enquanto que Libby despertara a simpatia do público, causando então um choque emocional.
  • Libby participou apenas de 18 episódios.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]