2 Filhos de Francisco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Dois Filhos de Francisco)
Ir para: navegação, pesquisa
Os Dois Filhos de Francisco
Cartaz oficial do filme.
 Brasil
2005 • cor • 132 min 
Direção Breno Silveira
Roteiro Patrícia Andrade / Carolina Kotscho
Elenco Márcio Kieling
Thiago Mendonça
Ângelo Antônio
Dira Paes
Paloma Duarte
Género Drama / Biográfico
Idioma Português
Página no IMDb (em inglês)

Os Dois Filhos de Francisco - A História de Zezé di Camargo e Luciano é um filme brasileiro lançado em 2005, do gênero drama, dirigido por Breno Silveira e baseado na vida dos músicos Zezé Di Camargo & Luciano.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Francisco Camargo (Ângelo Antônio) é um lavrador de Pirenópolis, no interior de Goiás, que tem um sonho aparentemente impossível: transformar dois de seus nove filhos em uma dupla sertaneja. Ele inicialmente deposita sua esperança no mais velho, Mirosmar, e resolve lhe dar um acordeão quando o menino completa onze anos. Mirosmar e seu irmão Emival, que toca violão, fazem sucesso nas festas da vila onde moram (Capela do Rio do Peixe, distrito de Pirenópolis), mas devido à perda da propriedade onde moravam nos anos 70, toda a família é obrigada a se mudar para Goiânia.

Mirosmar (Márcio Kieling) e Emival (Marcos Henrique) começam então a tocar na rodoviária local, na intenção de conseguir algum dinheiro para ajudar em casa. Lá eles conhecem Miranda, empresário de duplas caipiras, que viaja com eles por mais de quatro meses. Os irmãos novamente fazem sucesso e chegam até mesmo a cantar para seis mil pessoas em um espetáculo no interior do país, mas um acidente automobilístico encerra prematuramente a carreira da dupla, com o falecimento de Emival.

Após quase desistir da carreira artística, Mirosmar decide voltar a cantar, agora usando o nome artístico de Zezé Di Camargo. Ele grava um disco solo, mas não obtém sucesso. Já casado e com duas filhas pequenas, Zezé tem dificuldades em sustentar a família e o máximo que consegue é que outras duplas cantem composições suas. É quando ele encontra em seu irmão Welson, que passa a usar o nome artístico de Luciano, o parceiro ideal para levar adiante a carreira musical.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Bastidores da filmagem do show no Olympia, que aparece na parte final de 2 filhos de Francisco (foto: Savaman/flickr)

Abaixo a lista com o elenco principal.[1] [2]

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O filme foi produzido pelos estúdios Globo Filmes, Conspiração Filmes, ZCL Produções e Columbia TriStar do Brasil. O roteiro foi escrito por Patrícia Andrade e Carolina Kotscho, a trilha sonora de Zezé di Camargo, a fotografia de André Horta, a direção de arte de Kiti Duarte, os figurinos de Cláudia Kopke e a edição de Vicente Kubrusly. Foi recorde de bilheteria do cinema brasileiro.[3]

Música[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora do filme 2 Filhos de Francisco também foi lançado em 2005, mas também teve a presença de Zezé Di Camargo & Luciano, e das participações especiais de Antônio Marcos (já falecido), Maria Bethânia, Caetano Veloso, Wanessa Camargo, Nando Reis, Chitãozinho & Xororó e Ney Matogrosso. A trilha sonora foi lançada em CD.[4] [5]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

O critico do site CinePOP relatou: "Dois filhos de Francisco' é um conto magestral, bem dirigido, roteirizado e com um elenco estelar. Um filme nacional que mostra a vida de muitos brasileiros." Também falou que "Filmes nacionais sempre foram um problema em questão de público. Com o sucesso de 'Cidade de Deus' e 'Carandiru', este paradigma se quebrou, e os filmes produzidos no próprio país começaram a se tornar sucesso de público novamente, assim como de crítica."[6]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Dois Filhos de Francisco alcançou a renda de R$ 34.107.688 nos cinemas brasileiros. O longa-metragem na época de lançamento passou da bilheteria de Carandiru, de Hector Babenco, e se tornou a maior bilheteria da chamada retomada do cinema nacional na época.[7] nos três primeiros dias em cartaz o filme alcançou 270 mil espectadores.[8] A produção alcançou no fim de semana de 22 e 23 de outubro de 2005 a marca de 4.793.434 espectadores.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Indicado Resultado
2006 Grande Prêmio Brasileiro de Cinema[9] Melhor Filme Breno Silveira Indicado
Melhor Ator Ângelo Antônio Venceu
Melhor Atriz Dira Paes Indicado
Melhor Ator Coadjuvante José Dumont Venceu
Dáblio Moreira Indicado
Melhor Atriz Coadjuvante Paloma Duarte Venceu
Melhor Roteiro Original Patrícia Andrade e Carolina Kotscho Indicado
Melhor Fotografia André Horta Indicado
Melhor Montagem Kiti Duarte Indicado
Melhor Trilha Sonora Caetano Veloso e Zezé di Camargo Indicado
Melhor Som Venceu

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. 2 Filhos de Francisco - Filme de 2005. AdoroCinema.com. Página visitada em 18 de outubro de 2012.
  2. Elenco 2 Filhos De Francisco. Filmes de Cinema. Página visitada em 18 de outubro de 2012
  3. Filme de 2005: 2 Filhos de Francisco. Globo Filmes. Página visitada em 18 de outubro de 2012.
  4. Trilha sonora de Dois Filhos de Francisco. Clique Music. Página visitada em 18 de outubro de 2012.
  5. Trilha Sonora - 2 Filhos de Francisco. CinePOP. Página visitada em 18 de outubro de 2012.
  6. CinePOP. Arquivo de Críticas » Crítica 2 Filhos de Francisco. Página visitada em 18 de outubro de 2012.
  7. Mariane Marisawa. Foco / Dois filhos de Francisco Filme bate Carandiru. terra.com.br. Página visitada em 18 de outubro de 2012.
  8. Caderno2 Cinema. "2 Filhos de Francisco" lidera bilheteria nacional. Estadão. Página visitada em 18 de outubro de 2012.
  9. Papo De Cinema. Dira Paes: Dados Pessoais. Página visitada em 18 de outubro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]