Eleição municipal de Teresina em 1992

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
1988 Brasil 1996
Eleições municipais em Teresina Teresina em 1992
3 de outubro de 1992
(Decisão em primeiro turno)
Replace this image male.png Replace this image male.png
Candidato Wall Ferraz Alberto Silva
Partido PSDB PMDB
Natural de Teresina, PI Parnaíba, PI
Vice Francisco Gerardo Wilton Santos
Votos 130.829 28.331
Porcentagem 63,61% 13,77%


Teresina.PNG
Prefeito(a) da cidade

Eleito
Wall Ferraz
PSDB

As eleições municipais em Teresina em 1992 aconteceram em 3 de outubro, como parte das eleições nos 26 estados brasileiros.[1] No Piauí foram eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores em 148 municípios. Foi a primeira eleição do governo Itamar Franco.

Sete candidatos disputaram o Palácio da Cidade, mas a vitória coube ao professor, advogado e historiador Raimundo Wall Ferraz graduado pela Universidade Federal do Piauí e que lecionou na referida instituição e no Instituto de Educação Antonino Freire. Filiado à UDN foi eleito vereador de Teresina em 1954 e 1958 e participou da última eleição direta na cidade antes do Regime Militar de 1964 elegendo-se vice-prefeito na chapa de Hugo Bastos em 1962[2] assumindo à presidência da Câmara Municipal durante seu mandato ao longo do qual filiou-se à ARENA.[3]

Nascido em Teresina, Wall Ferraz foi Secretário de Educação no primeiro governo Alberto Silva, foi prefeito biônico de Teresina (1975-1979) nos governos de Dirceu Arcoverde e Djalma Veloso e após a reforma partidária realizada no Governo João Figueiredo ingressou no PP e no PMDB[4] sendo eleito deputado federal em 1982[5] mandato que renunciou após ser eleito prefeito de Teresina em 1985. Em 1990 foi derrotado por Freitas Neto (PFL) em segundo turno na disputa pelo governo do estado quando já estava filiado ao PSDB.

Há quatro anos Wall Ferraz estava no PMDB e elegeu Heráclito Fortes como seu sucessor após entrar em desavença com o governador Alberto Silva, situação que levou os dois primeiros a deixar o partido, embora nas eleições estaduais de 1990 Wall Ferraz tenha disputado o Palácio de Karnak com o apoio de Alberto Silva, enquanto Heráclito Fortes apoiou a candidatura vitoriosa de Freitas Neto ao governo do estado. Cerca de um ano antes da eleição o prefeito Heráclito Fortes assinou sua filiação ao PDT e costurou uma aliança onde o candidato de seu grupo político seria o presidente da Assembleia Legislativa, Jesualdo Cavalcanti. Por sua vez o PMDB lançou Alberto Silva que disputou sua primeira eleição desde que deixou o poder.

Ainda que em todo o estado o PFL tenha obtido metade das prefeituras em jogo seu desempenho na capital mal passou dos 10% numa eleição onde o professor Wall Ferraz foi o primeiro prefeito de Teresina a romper a barreira dos cem mil votos num desempenho superior ao do pleito de 1985, muito embora o mesmo tenha falecido no curso do mandato. Foi a primeira das seis vitórias consecutivas do PSDB nas disputas pela prefeitura de Teresina sendo eleitos vinte e um vereadores.

Resultados da eleição para prefeito[editar | editar código-fonte]

Na relação a seguir os percentuais refletem o número de votos válidos, sendo que houve ainda 19.187 votos em branco (8,03%) e 14.099 votos nulos (5,90%) calculados sobre o comparecimento de 238.953 eleitores com 205.667 votos nominais assim distribuídos:[2]

Candidato a prefeito(a) de Teresina
Candidato a vice-prefeito(a) Número Coligação Votos Percentual
Wall Ferraz
PSDB
Francisco Gerardo
PSDB
45
Acreditar de Novo
(PSDB, PDC, PL, PCdoB)
130.829
63,61%
Alberto Silva
PMDB
Wilton Santos
PMDB
15
PMDB (sem coligação)
28.331
13,77%
Antônio José Medeiros
PT
n/d
PT
13
PT (sem coligação)
21.581
10,49%
Jesualdo Cavalcanti
PFL
Alcenor Almeida
PDT
25
Teresina com Amor
(PFL, PDT, PDS)
21.134
10,28%
Acilino Ribeiro
PPS
n/d
PPS
23
PPS (sem coligação)
1.985
0,97%
Paulo Freitas
PTB
n/d
PTB
14
PTB (sem coligação)
1.807
0,88%
  Eleito(a)

Vereadores eleitos[editar | editar código-fonte]

Candidato eleito Partido Votação Cidade onde nasceu Unidade federativa
José Ferreira PFL 3.413 Teresina  Piauí
Edson Melo PSDB 3.296 Teresina  Piauí
Nilson Cavalcante PFL 2.975 Mirador  Maranhão
Renato Berger PFL 2.714 São Paulo  São Paulo
Carlos Alberto Pulim PDC 2.635 Teresina  Piauí
Djalma Filho PSDB 2.578
Chico Wilson PSDB 2.509 Teresina  Piauí
Olésio Coutinho PSDB 2.441 Campo Maior  Piauí
Valdinar Pereira PDT 2.367 Teresina  Piauí
Mardônio Sousa PDS 2.350
Miranda Dantas PDC 2.319 Bertolínia  Piauí
Assis Machado PFL 2.295 Teresina  Piauí
Antônio José Cavalcante PL 2.246
Antônio Mariano PFL 2.236 Teresina  Piauí
Henrique Rebelo[6] PDS 2.209 Teresina  Piauí
Ursulino Neto PDS 2.193 Teresina  Piauí
Reinaldo Koury PDT 2.078
Marcos Vítor PSDB 2.041
Wellington Dias[7] PT 1.520 Oeiras  Piauí
Marcos Silva PMDB 1.215 Parnaíba  Piauí
Deusdeth Nunes PMDB 1.038 Aracati  Ceará

Referências

  1. Não houve eleições municipais no Distrito Federal.
  2. a b «Tribunal Regional Eleitoral do Piauí». Consultado em 7 de junho de 2013 
  3. SOARES, Nildomar da Silveira. Leis Básicas do Município de Teresina. 3. ed. Teresina: Jolenne, 2001.
  4. PP e PMDB decidem unir-se (online). Folha de S. Paulo, 21/12/1981. Página visitada em 20 de junho de 2013.
  5. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Wall Ferraz». Consultado em 20 de junho de 2013 
  6. Licenciou-se do mandato para exercer o cargo de Secretário de Articulação Municipal no governo Guilherme Melo (1994-1995), fato que permitiu a convocação de Barros Júnior (PDT).
  7. Eleito deputado estadual em 1994, renunciou ao mandato e em seu lugar foi efetivada Francisca Trindade (PT).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.