Ilya Ehrenburg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ilya Ehrenburg
Nome completo Ilya Grigoryevich Ehrenburg
Nascimento 15 de janeiro de 1891
Kiev, antigo Império Russo
Morte 31 de agosto de 1967 (76 anos)
Moscovo, URSS
Nacionalidade Ucrânia Ucraniano
Ocupação Escritor e jornalista
Prémios Prêmio Lênin da Paz (1952)
Magnum opus La vie de Gracchus Babeuf

Ilya Grigoryevich Ehrenburg (em russo: Илья́ Григо́рьевич Эренбу́рг, Kiev, antigo Império Russo, 15 de janeiro/27 de janeiro de 1891Moscou, 31 de agosto de 1967) foi um escritor e jornalista ucraniano.

Recebeu o Prêmio Lênin da Paz em 1952.

Obras traduzidas para o português[editar | editar código-fonte]

  • O beco de Moscou: romance (Vecchi Ltda, Brasil, 1944);
  • Contos soviéticos (Contos do Cruzeiro, Brasil, 1944);
  • Treze cachimbos (Editorial Vitória, Brasil, 1944);
  • A queda de Paris (Companhia Editora Nacional, Brasil, 1944);
  • O segundo dia da criaçäo: romance (Prometeu, Brasil, 1946);
  • A epopéia russa: diário de um jornalista junto ao Exército Vermelho (Brasiliense, Brasil, 1946);
  • Moscou não crê em lágrimas (Zúmbi, Brasil, 1958);
  • O degelo (Ulisseia, Portugal, 1958);
  • Memórias (Civilização Brasileira, Brasil, 1964)
  • A viela de Moscovo (Portugália, Portugal, 1965);
  • O destino do capitão Volkov (Presença, Portugal, 1967);
  • Notas de viagem : Índia, Japão, Grécia (Arcádia, Portugal, 1967).



Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Ilya Ehrenburg
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.