Kentucky Fried Chicken

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kentucky Fried Chicken
Tipo Subsidiária
Indústria Restaurantes
Fundação Restaurante 1930 em North Corbin, Kentucky
Rede
1952 (65 anos) em South Salt Lake, Utah
Fundador(es) Harland Sanders
Sede Louisville, Kentucky,
 Estados Unidos[1]
Área(s) servida(s) Mundo
Proprietário(s) Yum! Brands
Pessoas-chave James O'Reilly
Harvey R. Brownlea
Roger Eaton
Empregados 24.000 (2007)
Produtos Fast-Food[2]
Website oficial Kfc.com

Kentucky Fried Chicken (KFC; em português: Frango Frito do Kentucky) é uma rede de restaurantes de fast-food estadunidense, que explora a antiga receita de frango frito do Kentucky, criada pelo Coronel Harland Sanders, fundador do KFC, em 1939, na cidade de Corbin, no estado do Kentucky, nos Estados Unidos. Actualmente, tem a sua sede em Louisville, no estado do Kentucky e pertence à empresa Yum! Brands.

A companhia adoptou a forma abreviada do seu nome em 1991 por três razões: para retirar ênfase ao frango (uma vez que pretendia oferecer outros tipos de comida), para afastar as conotações pouco saudáveis da palavra frito e por considerar que um nome mais curto atrairia melhor os jovens. Recentemente, começou a voltar a abraçar o nome Kentucky Fried Chicken, usando ambas as formas nos seus anúncios comerciais.

História[editar | editar código-fonte]

Nascido e criado em Henryville, no estado de Indiana, o coronel Sanders teve várias profissões ao longo da sua vida. Começou por servir o seu frango frito durante a grande depressão, numa bomba de gasolina que possuía, em Corbin, no Kentucky, e, mais tarde, num restaurante e motel que comprou do lado oposto da rua.[carece de fontes?]

Normalmente, o restaurante servia viajantes, que se dirigiam sobretudo para a Flórida. Por essa razão, quando a estrada planeada nos anos 1950, que se viria a tornar a interestadual 75, contornou Corbin, o coronel Sanders vendeu a bomba e o restaurante, viajando em seguida pelo país, tentando vender o seu frango a donos de restaurantes. Conseguiu acordos que lhe garantiam o pagamento de 3 cêntimos de dólar por cada pedaço de frango vendido.[carece de fontes?]

O primeiro a aceitar a sua oferta foi Pete Harman, em South Salt Lake, no estado do Utah. Juntos, abriram o primeiro "Kentucky Fried Chicken", em 1952 (os restaurantes de Corbin não tinham esse nome).[carece de fontes?]

O coronel Sanders vendeu a rede completa do KFC em 1964 por 2 milhões de dólares $2 million (que correspondem a 10,2 milhões de dólares de 2007) e, desde então, a marca foi vendida mais três vezes, sendo a mais recente à PepsiCo, que em 1997 deu origem a uma nova empresa filiada especializada em restaurantes, hoje chamada Yum! Brands.[carece de fontes?]

Menu[editar | editar código-fonte]

O frango frito do KFC.

Para além de frango frito, muitos restaurantes da KFC servem acompanhamentos como salada coleslaw, diversos tipos de batatas, bolos e maçarocas de milho. Também oferecem outras iguarias como frango com pipocas, tartes, tiras de frango, hambúrgueres, asas de frango picantes, sanduíches e sobremesas - embora nem tudo esteja disponível em todos os restaurantes.[carece de fontes?]

Alguns elementos dos menus são inovações de lojas regionais. Em Singapura, por exemplo, foi introduzido o Colonel Burger, em 1977, o frango picante e estaladiço, em 1990, e o Zinger burger, em 1993.[carece de fontes?]

Em 2007, a rede anunciou a criação do "Fish Snacker", um pedaço de peixe rectangular, servido num pão pequeno.

Receita secreta[editar | editar código-fonte]

A receita secreta do coronel à base de 11 ervas e especiarias é comercializada como um dos mais bem guardados segredos. A receita original manuscrita está alegadamente trancada numa caverna em Louisville, no Kentucky, com cópias parciais de segurança noutros locais. A companhia afirma que os fornecedores dos temperos só fornecem uma parte da receita, ignorando a identidade uns dos outros. Afirma ainda que nem sequer o presidente da empresa conhece a lista de ingredientes, sendo as poucas pessoas que a conhecem obrigadas a um acordo estrito de confidencialidade. O mito do "ingrediente secreto" é uma das pedras basilares da marca.[carece de fontes?]

Presença mundial[editar | editar código-fonte]

Países em que o KFC está presente atualmente.

Brasil[editar | editar código-fonte]

Filial do restaurante KFC, no bairro Botafogo, Rio de Janeiro

O KFC, por meio da empresa Pepsico, já havia entrado no Brasil durante a década de 60, com diversos pontos em São Paulo e Rio de Janeiro. Apesar do relativo sucesso, a rede fechou seus pontos-de-venda no final da década. Ainda, na década de 70, houve outra entrada fracassada.[carece de fontes?]

Hoje, a Rede KFC conta com 10 restaurantes no estado do Rio de Janeiro.[3] Em 2009 a rede inaugurou um restaurante na Avenida Presidente Vargas, também na capital carioca, com instalações modernas e com um sanduíche ao gosto local, o frango a parmegiana, uma forma de se aproximar do gosto da população da cidade. Ainda em 2009, a rede inaugurou mais 3 lojas no Rio, agora nos bairros de Ipanema , Tijuca e Norte Shopping. E em 2011, a rede inaugurou uma loja no bairro de Botafogo e outra em Campos dos Goytacazes-RJ, no Shopping Boulevard em Maio de 2011. A última inaugurada no Rio de Janeiro foi no Madureira Shopping Rio, em Junho de 2011.[carece de fontes?]

Já no estado de São Paulo, conta com 18 restaurantes, a rede inaugurou a sua primeira loja franqueada, a situada no Shopping União de Osasco e em 2013 foi inaugurada a primeira loja própria no shopping Osasco Plaza no centro de Osasco, em Osasco, na região metropolitana da capital. A expansão continuou pela região metropolitana, com a abertura de lojas no ParkShopping São Caetano (São Caetano do Sul), Shopping ABC (Santo André), Parque Shopping Barueri (Barueri) e Shopping Tamboré (Barueri). A primeira loja inaugurada na cidade de São Paulo foi a do Mooca Plaza Shopping, na Zona Leste da cidade, depois no Shopping Metrô Santa Cruz, Shopping Eldorado, Shopping Metrô Tucuruvi, Shopping Aricanduva, Shopping Metrô Tatuapé, Center 3, Center Norte, Interlagos e etc.[carece de fontes?]

Em 2016 inaugurou no Parque Shopping Dom Pedro e Shopping Iguatemi em Campinas e no Shopping Piracicaba em Piracicaba.[carece de fontes?]

Portugal[editar | editar código-fonte]

A Rede KFC é gerida pelo grupo Ibersol, em Portugal. Conta com diversos restaurantes nas seguintes cidades: Lisboa, Porto, Coimbra, Albufeira, Faro, Funchal, Matosinhos, Oeiras, Cascais, Ponta Delgada, Sintra, Gondomar e Almada. Normalmente, os restaurantes encontram-se dentro de centros comerciais. A KFC tem-se mantido fiel à famosa receita Original, já com mais de 74 anos, sendo possível encontrar este famoso frango em pedaços e em sanduíches em todos os restaurantes. Faz parte do imaginário da KFC em Portugal as famosas Hot Wings, Crispy Strips, Tower, Brazer, Boxmaster, Boxmeal, Krushers, Kream Ball e os famosos Buckets de frango.[carece de fontes?]

Anúncios comerciais[editar | editar código-fonte]

Os primeiros anúncios do KFC mostravam regularmente o coronel Sanders lambendo os seus dedos e falando com o público sobre a sua receita secreta e sobre a importância das famílias se reunirem para a refeição. Apesar da morte do coronel em 1980, este tipo de anúncio permaneceu comum durante os anos 80 e até meados dos anos 1990.[carece de fontes?]

Em 2006, a KFC afirmou ter feito o primeiro logotipo visível do espaço (apesar da Readymix já possuir um desde 1965). A KFC diz que marcou o início de uma campanha maciça de alteração da marca, que vai incluir 14000 restaurantes em mais de 80 países, nos próximos anos. O logotipo foi feito a partir de 65000 azulejos e demorou 6 dias a ser construído no deserto de Mojave, perto de Rachel, no estado do Nevada.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Kentucky Fried Chicken