Luís Filipe Vieira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira Presidente do SLBenfica
Período 3 de novembro de 2003 - presente
Antecessor(a) Manuel Vilarinho
Dados pessoais
Nascimento 22 de junho de 1949 (69 anos)
São Domingos de Benfica, Lisboa, Portugal Portugal
Nacionalidade Portugal Portuguesa
Cônjuge Vanda Vieira (dois filhos)
Filhos Duas
Profissão Empresário

Luís Filipe Ferreira Vieira (Lisboa, São Domingos de Benfica, 22 de Junho de 1949) é um empresário[1] e dirigente desportivo português. É o atual presidente Sport Lisboa e Benfica.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Luís Filipe Vieira foi eleito a 3 de Novembro de 2003 como 33.º presidente do Benfica.[2] Empenhou-se no relançamento e reconstrução do clube, sendo um dos responsáveis pela construção do novo Estádio da Luz e pelo novo centro de estágios do Seixal. Tornou o clube no 21.º mais lucrativo da Europa.[3]

Durante os seus mandatos, a equipa principal de futebol do clube conquistou as Primeiras Ligas de 2004/2005, 2009/2010, 2013/2014, 2014/2015, 2015/2016 e 2016/2017 as Taças de Portugal de 2003/2004 e 2013/2014, as Taças de Liga de 2008/2009, 2009/2010, 2010/2011, 2011/2012, 2013/2014, 2014/2015 e 2015/2016, e as Supertaças Cândido de Oliveira de 2005 e 2014, e 2016 tendo sido por duas vezes consecutivas finalista vencido da Liga Europa de 2012/2013 e 2013/2014.


Foi reeleito para um segundo mandato a 27 de outubro de 2006. Três anos depois, a 3 de Julho de 2009, foi reeleito para um terceiro mandato, tendo vencido o seu adversário Bruno Carvalho com 91,74% dos votos, depois de ter demitido a direção para provocar eleições antecipadas.

A 26 de outubro de 2012, Luís Filipe Vieira foi reeleito presidente do Benfica com 83,02% dos votos, contra 13,83% de Rui Rangel e 3,15% de votos brancos.[4] Quarenta e dois dias depois, a 7 de dezembro, Vieira tornou-se no presidente com mais tempo de mandato na história do clube, ultrapassando Bento Mântua.

Em 2014, o clube alcançou um triplete inédito no futebol português ao ganhar a Primeira Liga, a Taça de Portugal e a Taça da Liga, sendo que repetiu a presença na final da Liga Europa da UEFA (visto que no ano anterior também lá tinha ido) e meses mais tarde ganhou a Supertaça Cândido de Oliveira, tendo vencido portanto todas as provas nacionais (feito inédito) num ano. A época 2014/15 foi particularmente bem-sucedida uma vez que o Benfica ganhou 64 títulos no total (1 internacional, 41 nacionais e 22 regionais) em desportos, escalões e géneros diferentes.[5]

Em 27 de outubro de 2016, foi reeleito presidente do SL Benfica para um quinto mandato, com 95,52% dos votos, não tendo tido adversários no acto eleitoral.[6]

Palmarés no Benfica (Futebol, principais modalidades de pavilhão e Atletismo — apenas títulos oficiais e em seniores [1ª divisão] masculinos)[editar | editar código-fonte]

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.